Biblioteca

Filtrar os artigos

Pesquisar na Biblioteca

Selecione uma ou mais opções

Nível de ensino

Selecione uma ou mais opções

Natureza do trabalho

Selecione apenas uma opção

Categoria de Ensino

Selecione uma ou mais opções

Ciências Ambientais

Ciências da Saúde

Ciências Exatas e da Terra

Ciências Humanas

Educação

Letras, Artes e Cultura

Políticas Públicas


Filtros aplicados:

Busca: covid
Limpar filtros
A virtualização do ensino público na Educação Básica: desafios necessários na pandemia
Formação de Professores

Este estudo visa discutir os desafios enfrentados por professores e alunos da Educação Básica da rede pública com a virtualização dos conteúdos disciplinares, o que, por inúmeros motivos, tem demonstrado o abismo existente entre as diferentes classes sociais e vem sendo um dos fatores impactantes para o sucesso ou fracasso dessa nova prática. Dentre os desafios para a implementação exitosa dessa tendência estão questões de ordem pedagógica ligadas à formação inicial e continuada do professor, às condições socioeconômicas dos estudantes e à capacitação dos professores para a utilização de plataformas de ensino virtuais, da internet e dos seus recursos tecnológicos com essa finalidade.

Produção de infográficos no Cefet/RJ - Campus Maria da Graça: integrando Biologia e Educação Física em tempos de pandemia
Nutrição e Alimentos, Saúde, Biologia e Biociências, Educação a Distância e Vivências de Sala de Aula

Em março de 2020 o mundo foi surpreendido com a pandemia do coronavírus. As atividades laborais e estudantis foram suspensas. Com o passar do tempo e sem perspectiva de retorno das atividades estudantis presenciais, várias questões foram levantadas no sentido de sanar o distanciamento do alunado da escola. Ao recebermos orientações no sentido de como procederíamos no futuro bem próximo para retomar às atividades – desta vez, numa perspectiva remota –, inúmeros desafios surgiram, dentre eles a ausência de acesso à internet e a dispositivos móveis por grande parte do corpo discente.

Educação nos tempos de coronavírus – ensino remoto, exclusão e as condições para uma aprendizagem significativa na era informacional
Psicologia, Sociologia, Educação a Distância, Formação de Professores e Política Educacional

O texto tem por objetivo explorar algumas reflexões sobre o modelo remoto de ensino adotado em função da pandemia do Coronavírus. Em um primeiro momento, situamos a experiência da educação remota na pluralidade de práticas associadas à EaD para melhor fundamentar a compreensão de suas particularidades. Na sequência, discutimos a exclusão de grande parte dos estudantes da Educação Básica do processo e as dificuldades de uma parcela considerável da comunidade docente em operar de forma adequada com as tecnologias digitais necessárias.

A Pedagogia de Projetos na prática da orientação pedagógica e educacional em tempos remotos. Ações de consciência na escola e da escola no ano letivo de 2020
Educação Infantil, Instituição Escola, Vivências de Sala de Aula e Política Educacional

A ação da Orientação Pedagógica e Educacional pela prática de Pedagogia de Projetos foi um espaço de construção de conhecimento da escola pública de tempo integral, no ano letivo de 2020. Vivendo tempos de pandemia, a escola busca inovar, por meio de uma práxis comprometida com um mundo solidário e humano a partir do diálogo e tendo agora características tecnológicas que propiciam o fazer pedagógico. A Pedagogia de Projetos é vista como um meio capaz de fomentar nos sujeitos da aprendizagem o desejo de desvendar o mundo por um olhar único e, ao mesmo tempo, plural.

Cinema em sala de aula virtual como incentivo a leitura e a escrita no ensino remoto
Vivências de Sala de Aula

Nossa vida diária é permeada por diversos gêneros discursivos – orais e escritos, impressos ou digitais – que organizam nossa comunicação. Nesse contexto do mundo letrado, o aluno é inserido e convidado a ler e a produzir não só textos escritos, mas também orais de maneira ativa, interativa e criativa. Partindo da relação cinema e educação remota, este artigo analisa a inserção de filmes nas aulas remotas como ferramentas educativas que podem contribuir para a expressão oral, escrita e interpretativa dos alunos do Ensino Fundamental II, neste cenário de pandemia de covid-19, e averiguar a contribuição no processo de ensino-aprendizagem como prática pedagógica prazerosa, inovadora e socioconstrutiva na modalidade de ensino remoto.

"É tudo pra ontem": reflexões acerca do processo de ensino-aprendizagem em tempos de pandemia
Antropologia, Psicologia, Sociologia, Educação a Distância, Instituição Escola, Vivências de Sala de Aula, Outras Mais Específicas e Política Educacional

Naquela sexta-feira, quando o governo sinalizou que as escolas deveriam ser fechadas talvez por uns quinze dias, eu jamais imaginei que teríamos que a partir dali literalmente nos reinventar como profissionais do ensino, como profissionais da educação. "Não apareçam aqui na segunda nem na terça-feira, aguardem um posicionamento com relação a quarta-feira…". Confesso que um, dois dias pra dar uma respirada, uma descansada, poderia ser bom; não seria nada mal, aliás. Na mesma sexta-feira recebi um e-mail dizendo que eu deveria me apresentar numa nova escola na segunda-feira.

A importância dos estudos de Psicologia para detectar transtornos que causam efeitos negativos na aprendizagem e no convívio escolar dos discentes
Psicologia, Formação de Professores e Instituição Escola

A Psicologia pode contribuir com a escola, sendo útil para educadores detectarem problemas psicológicos que atrapalhem o processo de aprendizagem dos discentes na sala de aula. O estudo realizado sintetiza informações sobre a influência que distúrbios psicológicos podem causar aos alunos, baseando-se na revisão de literaturas e na experiência de pesquisa dos autores. Neste ensaio, demonstra-se como a Psicologia pode ser utilizada para que professores possam distinguir problemas causados por aspectos externos e internos, contribuindo para a tomada de melhores atitudes para resolver problemas que possam aparecer na escola.

Trabalho escolar em tempo de isolamento social: percepções e sentimentos de operadores da educação em relação ao seu trabalho e ao trabalho dos estudantes
Educação a Distância

Este artigo apresenta um estudo exploratório sobre as percepções e sentimentos de operadores da educação de uma escola de Educação Básica a respeito de seu trabalho e do trabalho dos estudantes durante o período de isolamento social. Nesse período, foi instituído um programa de atendimento aos estudantes por meio de uma plataforma online, onde eram disponibilizadas as atividades pedagógicas não presenciais. Os dados indicaram que a necessidade de exercer o trabalho docente e a mediação com a aprendizagem dos estudantes de forma remota veio acompanhada de preocupações e inseguranças quanto ao rumo do próprio trabalho docente e da qualidade da aprendizagem dos estudantes.

Ensino remoto: o desafio na prática docente frente ao contexto da pandemia
Instituição Escola

Este artigo retrata os desafios do ensino remoto no contexto de isolamento social, no qual se tem vivenciado uma problemática no âmbito escolar e social no mundo inteiro; essas mudanças têm acarretado no ambiente escolar a busca de formações continuadas pelos professores que possibilitem o desenvolvimento de uma educação de qualidade. A busca dos educadores por novas metodologias ativas redefinem a didática de suas práticas pedagógicas perante as novas demandas tecnológicas. Foi realizada revisão bibliográfica e de artigos sobre a pandemia e impactos na educação para uma compreensão significativa.

A importância da abordagem significativa no contexto lúdico durante o ensino remoto
Botânica, Ecologia e Meio Ambiente e Vivências de Sala de Aula

O projeto teve como objetivo inserir uma proposta lúdica – o Jogo dos Biomas Brasileiros – introduzindo a aprendizagem significativa com a intenção de melhorar o processo de ensino-aprendizagem. Foi nítida a participação da maioria dos alunos; durante a atividade on-line, foi mencionado que outros educadores poderiam desenvolver atividades lúdicas com o intento de proporcionar momentos em que eles pudessem ser mais participativos e colaborativos. Por fim, a temática precisa ser mais contextualizada para fornecer mais embasamento teórico e tornar o discente capaz de caminhar e prosseguir com os estudos direcionados à Ecologia.