Biblioteca

Filtrar os artigos

Pesquisar na Biblioteca

Selecione uma ou mais opções

Nível de ensino

Selecione uma ou mais opções

Natureza do trabalho

Selecione apenas uma opção

Categoria de Ensino

Selecione uma ou mais opções

Ciências Ambientais

Ciências da Saúde

Ciências Exatas e da Terra

Ciências Humanas

Educação

Letras, Artes e Cultura

Políticas Públicas


Filtros aplicados:

Categoria de Ensino: Avaliação; Educação a Distância; Educação Especial e Inclusiva; Educação Infantil; Formação de Professores; História da Educação; Instituição Escola; Vivências de Sala de Aula
Limpar filtros
Aquisição da linguagem pelo(a) aluno(a) surdo(a) via ludicidade
Educação Especial e Inclusiva e Formação de Professores

A dificuldade dos surdos na aprendizagem pode estar associada à utilização de um método ineficaz, que não atende à realidade do aluno. O uso da ludicidade é um caminho para que esse estudante tenha vontade de aprender.

O papel do intérprete de Libras no processo de ensino-aprendizagem do(a) aluno(a) surdo(a)
Educação Especial e Inclusiva e Formação de Professores

O intérprete de Libras tem participação muito importante no espaço educacional, como mediador da relação entre professor e aluno surdo. O intérprete deve ser imparcial, ser confiável e manter sigilo, sempre prezando pela fidelidade ao que foi dito ou escrito pelo professor em sala de aula.

Aula de Carnaval: possibilidades didático-pedagógicas nas aulas de Artes Cênicas
Formação de Professores e Vivências de Sala de Aula

Uma proposta nascida dos estudantes – falar sobre o Carnaval – levou à elaboração e montagem de uma dramaturgia que explorou as festas de Carnaval de vários pontos do planeta, valorizando a participação dos alunos de acordo com seus interesses e aptidões.

Percepção dos intérpretes de Libras sobre o ensino de Física: um estudo de caso
Educação Especial e Inclusiva e Formação de Professores

A utilização da abordagem histórico-filosófica da ciência no ensino de Física apresenta bons resultados ao trabalhar com deficientes auditivos, o que pode ser comprovado numa pesquisa qualitativa realizada com intérpretes de Libras e a professora da sala de recursos de uma escola pública estadual no interior do Estado do Rio de Janeiro.

A importância da Literatura Visual no processo de ensino-aprendizagem do(a) aluno(a) surdo(a)
Educação Especial e Inclusiva, Formação de Professores e Língua Portuguesa e Literatura

A Literatura Visual, em que predominam imagens estáticas ou dinâmicas, é de grande valia para a formação dos Surdos. A legislação prevê a inclusão dessas crianças e jovens com a oferta de educação bilíngue, em Libras e na modalidade escrita da língua portuguesa. Alguns escritores surdos já vêm se destacando.

O lúdico como facilitador no ensino da Libras na Educação Infantil
Educação Especial e Inclusiva e Formação de Professores

A escola deve estar preparada para executar o processo de inclusão para o pleno desenvolvimento de seus alunos, especialmente aqueles com necessidades educacionais especiais, utilizando diversas metodologias. O lúdico é um caminho a ser empregado pelo corpo docente.

Textos na alfabetização
Formação de Professores e Vivências de Sala de Aula

Os textos a serem utilizados em processos de alfabetização devem ter como prioridade alguma ligação com a língua utilizada na oralidade e na escrita. Numa história, as frases transmitem informações, têm sentido, ainda que o texto em si seja simples. Assim será possível despertar nas crianças o desejo, o interesse por ler.

A avaliação da aprendizagem escolar de acordo com a visão da Psicopedagogia
Avaliação e Formação de Professores

Este trabalho buscou desenvolver um estudo sobre a avaliação da aprendizagem escolar. Pretende responder à seguinte questão: a avaliação escolar é capaz de avaliar formalmente e proporcionar condições que levem a uma aprendizagem significativa ou simplesmente é usada como mero instrumento de verificação?

O brincar na Pré-Escola: reflexões sobre a brincadeira, a escola e o desenvolvimento infantil
Educação Infantil e Formação de Professores

A Educação Infantil deve favorecer o ambiente lúdico necessário às experiências sensoriais, emocionais, sociais e culturais fundamentais ao desenvolvimento infantil. A Pré-Escola deve oferecer espaço físico e privilegiar elaborações e hipóteses infantis surgidas e experimentadas nas brincadeiras.

Reflexões sobre a ampliação da escolarização para além da expansão quantitativa
Formação de Professores e Política Educacional

A ampliação das oportunidades educacionais deve representar oportunidades para que todos vivenciem situações favoráveis para a aprendizagem no contexto escolar. Um pressuposto básico sobre o cenário da profissionalização para a docência dos anos iniciais do Ensino Fundamental é a formação docente continuada.