Este trabalho foi recuperado de uma versão anterior da revista Educação Pública. Por isso, talvez você encontre nele algum problema de formatação ou links defeituosos. Se for o caso, por favor, escreva para nosso email (educacaopublica@cecierj.edu.br) para providenciarmos o reparo.

Fórum de Literatura Brasileira Contemporânea

Mariana Cruz

As veias abertas da literatura brasileira contemporânea

Imagem da página inicial do site
http://www.forumlitbras.letras.ufrj.br

Para quem gosta, estuda e quer saber mais sobre a literatura brasileira produzida na atualidade, o site do Fórum de Literatura Brasileira Contemporânea é parada obrigatória. Lá está o que há de mais recente nessa área: a troca de ideias entre especialistas e autores, resenhas e análises do que se produz em literatura hoje no Brasil. O alto nível dos textos deve-se ao fato de serem redigidos por quem produz, ensina e estuda a nossa literatura. Apesar de ser um site do setor de Literatura Brasileira da UFRJ, participam de sua elaboração membros de diversas universidades, o que incentiva o diálogo entre os corpos docente e discente de diferentes instituições. Ao dar uma olhada nos nomes dos integrantes do conselho editorial encontramos professores da UFRJ, da UFF, da UFJF, da UERJ, da PUC-Rio; e de pesquisadores de universidades estrangeiras, como a Universidade de Viena, a de Hamburgo, a de Stanford e da Sorbonne, entre outras.

O Fórum tem como objetivo “publicar suas descobertas e, assim, intensificar o intercâmbio com outras instituições e a sociedade”. Tal iniciativa pode servir de exemplo para as outras universidades, cuja produção é, por vezes, engessada e não consegue atravessar seus próprios muros. O Fórum publica os escritos dos graduandos, mestrandos, doutorandos e professores e tem seu conteúdo atualizado duas vezes por ano: uma no meio do ano e outra no final. Assim, mesmo que não seja o propósito da publicação, ela acaba dando uma visão panorâmica do que foi pensado naquele período.

Os Artigos publicados pretendem “focalizar a busca estética de um determinado autor ou um traço específico da literatura”. Na edição mais recente tratou-se, entre outros temas, da “poesia armorial de Ariano Suassuna”, da poesia de Manuel de Barros e da produção contemporânea de livros para jovens e crianças.

Na seção de Ensaios, foram abordados temas como a escravatura na Bahia do século XIX, baseada na visão do livro de João Ubaldo Ribeiro Viva o povo brasileiro e o diálogo entre Brasil e Portugal a partir da poesia lírica contemporânea.

Há também a seção de Entrevistas, que trava um diálogo entre o “produtor e o analista de literatura” e traz nomes importantes da literatura contemporânea, alguns dos quais não tão conhecidos pelo grande público, daí a importância da divulgação de suas ideias. Isso faz com que se fortaleça a relação entre o que acontece dentro e fora da academia.

Por fim, temos a seção de Resenhas, que é uma forma de fazer com que “o pessoal de Letras” se prepare para colaborar com suplementos literários.

A página inicial dá acesso a todos os números anteriores do fórum: basta clicar nas imagens dos livros de cada edição.

Leia, participe, engaje-se.

Publicado em 26 de junho de 2012

Publicado em 26 de junho de 2012