Edição V. 22, Ed. 19 - 24/05/2022

O autismo infantil e a inclusão social na educação: revisão histórica e sistêmica atual

Educação Especial e Inclusiva

O presente estudo teve como objetivo desenvolver uma revisão bibliográfica por meio da análise da história do autismo, desde a sua descoberta até os dias atuais, determinando os registros no país e no mundo e como se encontra o panorama acerca da inserção das crianças autistas nas redes de ensino, visando as possíveis melhorias. Pode-se caracterizar o autismo infantil como um déficit no desenvolvimento social do indivíduo, levando-o a situações de isolamento social, dificuldades no uso de linguagens e comunicação, dificuldade em relações pessoais e inclusão na educação.

Leia este artigo

A produção de texto com o gênero poético na sala de aula virtual - propostas para o ensino remoto emergencial

Educação a Distância, Vivências de Sala de Aula e Língua Portuguesa e Literatura

Este texto reflete sobre a importância do trabalho com produção textual na escola e apresenta proposta de trabalho didático-pedagógica com o gênero poético visando à formação do leitor e promoção da leitura de literatura no âmbito escolar. A proposta foi pensada para o ensino remoto emergencial, ou seja, trata a produção textual em um ambiente virtualizado e em tempos de isolamento social, com aulas a distância, sem deixar de considerar as etapas principais da produção de texto: leitura, escrita e reescrita, bem como as etapas semânticas de significação e ressignificaçao que podem e devem ser exploradas durante e após o processo da educação e produção linguística envolvendo a leitura e a produção de textos.

Leia este artigo

Análise de uma proposta avaliativa: rendimentos teóricos e práticos

Física

Este trabalho é um relato de experiência a qual foi vivenciada no processo avaliativo da disciplina de Física com 114 educandos. O objetivo da proposta foi analisar os rendimentos que os educandos obtiveram em cada momento do instrumento avaliativo constituído por uma parte teórica e outra prática. Foi constatado na parte teórica que quase todos educandos sabem interpretar e analisar os fenômenos físicos assinalando ou destrinchando de forma escrita a resposta. Na parte prática notou-se que uma minoria consegue alcançar os procedimentos corretos no processo resolutivo. A experiência permitiu conhecer algumas peculiaridades e planejar novas metodologias.

Leia este artigo

História Local no currículo do Estado do Rio de Janeiro: um estudo de caso do 9º ano do Ensino Fundamental

História, História da Educação e Política Educacional

A presente pesquisa tem como objetivo central compreender o espaço ocupado pela História no currículo do Estado do Rio de Janeiro, constituindo um estudo de caso da matriz curricular do 9º ano do Ensino Fundamental. A investigação engendra a metodologia estatística e a análise de conteúdo como ferramentas de leitura da normativa que regulamenta o ensino de História Local. Desse modo, esta pesquisa insere-se no âmbito da História da Educação, procurando compreender as estruturas conceituais, pedagógicas e legislativas que fundamentam a normatização da História local e a sua relação com o aprendizado no currículo fluminense.

Leia este artigo

Percursos desenvolvidos pelo Projeto Étnico-Racial da Universidade de Passo Fundo

Espaços Urbanos, Política Cultural e Política Educacional

O Projeto de Extensão Étnico-Racial desenvolvido na Universidade de Passo Fundo (UPF) manifesta uma ação de extensão em relação ao território de análise. O projeto desenvolvido tem como objetivo principal construir processos de viabilização da promoção e da proteção dos direitos de grupos étnico-raciais minoritários socialmente na comunidade de Passo Fundo/RS e região. O trabalho enquadra-se em uma pesquisa de abordagem qualitativa, de caráter exploratório, já que busca mediar as diferentes culturas com vistas à inserção de diferentes grupos étnicos.

Leia este artigo

Pedagogias do esporte e práticas pedagógicas docentes

Formação de Professores

As pedagogias do esporte buscam deslocar o ensino do esporte da simples repetição técnica para um ensino que vise à formação de sujeitos. Nosso objetivo foi problematizar a importância da realização de momentos teóricos e práticos no processo formativo docente. O estudo caracteriza-se como pesquisa-ação. Foi formado um grupo de estudos com onze professores que ensinam exclusivamente esportes na Escola Arena da Educação. Ao final dos encontros, esses professores puderam evidenciar que a formação continuada no contexto teórico-prático no ensino do esporte potencializa o afastamento em relação aos modelos tecnicistas.

Leia este artigo

Edições anteriores

Edição V. 22, Ed. 18 - 17/05/2022

A importância dos estudos de Psicologia para detectar transtornos que causam efeitos negativos na aprendizagem e no convívio escolar dos discentes

Psicologia, Formação de Professores e Instituição Escola

A Psicologia pode contribuir com a escola, sendo útil para educadores detectarem problemas psicológicos que atrapalhem o processo de aprendizagem dos discentes na sala de aula. O estudo realizado sintetiza informações sobre a influência que distúrbios psicológicos podem causar aos alunos, baseando-se na revisão de literaturas e na experiência de pesquisa dos autores. Neste ensaio, demonstra-se como a Psicologia pode ser utilizada para que professores possam distinguir problemas causados por aspectos externos e internos, contribuindo para a tomada de melhores atitudes para resolver problemas que possam aparecer na escola.

Leia este artigo

A gestão educacional e os impactos da ideologia gerencialista para a educação pública

Política Educacional

O artigo tem por objetivo compreender as consequências do gerencialismo na gestão da escola pública e sua difusão nos países da América Latina a partir da década de 1990. Entende-se que programas e projetos implementados nas redes públicas sob a perspectiva gerencial decorrem do processo de modernização da gestão, pautado nos princípios neoliberais. Alguns especialistas acreditam que o gerencialismo, com suas reformas concretas no plano econômico, político, jurídico e educacional, é adequado para atender às demandas do Estado, proporcionando a flexibilidade e a racionalidade na aplicação dos recursos.

Leia este artigo

Possibilidades e tensões da tecnologia no ensino do aluno autista

Saúde, Comunicação, Psicologia, Sociologia, Avaliação, Educação Especial e Inclusiva, Formação de Professores, Instituição Escola, Vivências de Sala de Aula e Política Educacional

O presente artigo aborda o uso e as possibilidades da tecnologia no Ensino Básico para os alunos autistas, com ênfase no papel do profissional da sala de aula regular como agente motivador da construção do conhecimento de seus alunos especiais. A pesquisa é bibliográfica. Para tanto, apoiamo-nos nos estudos de Albuquerque, Carvalho, Kanner, Klin, Kubaski, Mantoan, Schmidt, na legislação brasileira e na Declaração de Salamanca. Ao analisarmos o uso e as possibilidades da tecnologia no Ensino Básico para os alunos autistas, ratificamos a importância da atuação do professor, no que diz respeito à realização de atividades adaptadas.

Leia este artigo

Atividade experimental no ensino e aprendizagem de Botânica: relato de experiência no Curso Técnico Integrado em Meio Ambiente

Botânica

Em Biologia, a Botânica é conhecida por ser conteudista, enfadonha, de difícil compreensão, geralmente deixada como último conteúdo a ser tratado na ementa escolar, sendo observado distanciamento até mesmo dos professores em relação à temática. Isso resulta em pouca apreciação pelos alunos, que só recorrem ao conteúdo de forma específica quando necessitam se preparar para provas e exames. Ao mesmo tempo, diversos estudos apontam que as atividades ou práticas experimentais contribuem significativamente na apreensão de conceitos e sua aplicação na resolução de problemas.

Leia este artigo

Educação Especial: os desafios da inclusão de alunos surdos no contexto escolar

Educação Especial e Inclusiva e Educação Infantil

Esta pesquisa trata da Educação Especial voltada à inclusão dos educandos surdos no ambiente escolar; é um tema atual e de muita relevância para a sociedade. É importante que as instituições escolares estejam estruturadas para receber esse público tão especial. A pesquisa evidenciou que as escolas não estão preparadas para atender as necessidades da comunidade surda, visto que, para uma inclusão de qualidade, as escolas têm que abraçar o sistema bilíngue e na formação continuada os professores devem dominar a Libras.

Leia este artigo

Escola e afetos: o “esperançar” como ação pedagógica em uma favela do Rio de Janeiro

Formação de Professores, Vivências de Sala de Aula e Política Educacional

Este artigo compartilha uma teia de experiências desenvolvida através do projeto Conhecendo Nossas Raízes e Descobrindo Nossas Identidades, que foi realizado na turma 1203 de uma escola municipal do Rio de Janeiro localizada no bairro Maré. O projeto buscou instigar reflexões que apontam a importância do caminhar como processo de construção, principalmente nos contextos periféricos. Nele foram abordados os contextos históricos, culturais e territoriais nos quais os estudantes da escola estão inseridos; a partir daí foi possível desvendar outras Marés. O projeto ganhou forma e ampliou-se numa construção coletiva.

Leia este artigo

Edição V. 22, Ed. 17 - 10/05/2022

Os impactos da docência na saúde física e mental dos profissionais da Educação Básica no cenário pós-pandêmico

Saúde

Esta pesquisa objetivou mensurar os impactos da covid-19 na saúde física e mental dos profissionais da Educação Básica. A pesquisa foi realizada no município de Valparaíso/GO. A intenção é perceber quais fatores mais afetaram a saúde do profissional, refletindo-se tanto no físico como no emocional diante do isolamento e do distanciamento social. Para a realização do estudo, foi adotado o método quali-quantitativo, por meio de uma pesquisa exploratória. Foi aplicado um questionário com doze questões a um contingente amostral de 691 profissionais, abordando temas sobre a saúde antes e depois de ingressarem na docência.

Leia este artigo

Projeto Práticas de Leitura e Escrita

Instituição Escola, Vivências de Sala de Aula, Língua Portuguesa e Literatura, Outras Mais Específicas e Política Educacional

O presente projeto trata dos métodos desenvolvidos no segundo semestre do ano de 2021 na Escola São Francisco, na zona rural do município de Cáceres/MT, especialmente com a turma multisseriada de 2º e 3º anos, promovendo o sistema gráfico da escrita, ligados à ênfase entre as práticas sociais de leitura e escrita, que são trabalhadas simultaneamente, com o objetivo de desenvolver atividades diferenciadas, a fim de resgatar o ensino-aprendizagem das crianças que muitas vezes se encontram desmotivadas com a falta do acesso à escola, devido à pandemia.

Leia este artigo

Cosméticos e alimentos “sem química” são feitos de antimatéria?

Química e Formação de Professores

As quatorze perguntas e respostas que compõem esse artigo são uma tentativa bem-humorada de relacionar alguns dos encontros e desencontros da Química com o nosso dia a dia. Sua inspiração começou como gracejos com os alunos e entre colegas professores, que por sua vez acabaram por contribuir com novas e divertidas indagações. Com o tempo, foi possível perceber que, além de cativar o interesse das pessoas, essas perguntas e respostas possuem potencial educativo e podem ser exploradas em sala de aula.

Leia este artigo

Cultura livre e ensino de línguas

Formação de Professores, Vivências de Sala de Aula e Língua Estrangeira

Este artigo resenha a tese de doutorado de Rômulo Francisco de Souza, “Implicações do uso de material didático virtual livre em contexto formal de ensino-aprendizagem de italiano como LE/L2: a perspectiva dos problemas de ensino”. Ela trata do uso de materiais didáticos livres no ensino de língua estrangeira, fazendo relação com a perspectiva pós-método e com a cultura livre. O trabalho foi defendido no Programa de Pós-Graduação em Língua, Literatura e Cultura Italianas da FFLCH da Universidade de São Paulo, em 2014, publicado como livro em 2016, pela Edusp.

Leia este artigo

A produção escrita discente sob uma perspectiva fonético-fonológica

Língua Portuguesa e Literatura

Este artigo versa sobre a necessidade de buscar ampliação e aprimoramento da formação docente em relação aos conhecimentos fonético-fonológicos, entendidos como de grande relevância para análise, identificação, entendimento e intervenção nos desvios em produções escritas de alunos da Educação Básica, a fim de que a aquisição da norma padrão pelos discentes se torne uma realidade possível e concreta. Afinal, são recorrentes os registros da sensação de impotência, por parte de professores, ante o baixo índice de proficiência dos alunos em produção de textos.

Leia este artigo

Tecnologias educacionais e divulgação científica no ensino de Ciências: desenvolvimento e usabilidade do aplicativo CiênciaGO

Biologia e Biociências, Física e Química

Diante das constantes negações à ciência, atualmente a divulgação científica é cada vez mais necessária e o ambiente educacional é um forte apoio a essa divulgação. Dessa forma, faz-se necessário emancipar o estudante quanto à sua formação científica também no ambiente virtual. Assim, foi desenvolvido um aplicativo de divulgação científica chamado CiênciaGO. Seu uso foi avaliado por professores de Ciências do Ensino Médio de Picos/PI, e os resultados mostram que é necessária uma prática de divulgação científica aliada a uma maior contextualização dos conceitos sobre a qual o professor posiciona-se como mediador entre o estudante e o conhecimento.

Leia este artigo

Seção Divulgação Científica

Educação e pandemia

Educação e pandemia

Artigos publicados na revista Educação Pública sobre a pandemia

Acesse aqui

Pandemia e Educação na imprensa

11/02 WhatsApp em sala de aula? Saiba como a ferramenta pode apoiar o ensino

Leia aqui


13/12 Lições para promover uma revolução na educação pública brasileira

Leia aqui


26/10 Educadora defende a inclusão da aprendizagem colaborativa na formação escolar

Leia aqui

Pesquise em nossa biblioteca

Prezada autora, prezado autor, ao selecionar o material de consulta para seu trabalho, sugerimos que faça buscas também em artigos publicados na revista Educação Pública, que possui um sistema de busca sofisticado que facilitará a sua pesquisa. A citação dos artigos da revista Educação Pública certamente irá valorizar a sua publicação, a de seus colegas e a própria revista.

Citação

"É melhor construir salas de aula para o Menino do que celas e patíbulos para o Homem."
Eliza Cook (12/1818 – 09/1889)

Educadores e Educadoras

Célestin Freinet

"A democracia de amanhã se prepara na democracia da escola."

Twitter da revista

Siga-nos no Twitter @educacaopublica

Veja também

Fundação Cecierj


Diretoria de Extensão


Revista EaD em foco