Edição V. 21, Ed. 23 - 22/06/2021

Educação Infantil: o lúdico no processo de formação do indivíduo e suas especificidades

Educação Infantil

O tema da presente pesquisa versa em torno da ludicidade como promotora de desenvolvimento humano. O objetivo consiste em refletir sobre o lúdico, os jogos e brincadeiras enquanto promotores de desenvolvimento na Educação Infantil. Trata-se de um estudo de metodologia qualitativa que recorreu à pesquisa bibliográfica, incluindo documentos legais para o procedimento de coleta de material para o referencial teórico. Além de potencial promotor de desenvolvimento da criança na Educação Infantil, o jogo permite o crescimento de todos, independentemente de sua idade, bem como do próprio educador, o qual passa pela formação lúdica.

Leia este artigo

A importância do gestor educacional no papel de líder da instituição de ensino

Instituição Escola

A gestão educacional articula os saberes e práticas escolares, permeando todo o processo pedagógico. A proposta deste artigo é analisar o importante papel do gestor educacional como líder da instituição de ensino, de forma participativa e democrática. O estudo objetiva entender esse papel na articulação dos aspectos teóricos e práticos do processo educacional e na elaboração do projeto político-pedagógico. A metodologia empregada na pesquisa foi de cunho bibliográfico, através de contribuições de autores que mostraram que o gestor escolar é o pilar da instituição de ensino e precisa atuar em conjunto com toda a comunidade escolar.

Leia este artigo

Quiz como proposta de atividade lúdica em Ciências no Ensino Fundamental

Avaliação

O uso do quiz em sala de aula pode constituir uma excelente ferramenta para facilitar o processo de aprendizagem de tópicos de Ecologia em Ciências Naturais. Demonstrou-se que o uso de atividades simples, como jogos que necessitam de poucos recursos financeiros, contribui para a aprendizagem e, assim, permite atender os objetivos previstos nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN) para o ensino de Ciências. Além disso, os resultados apontam que os alunos têm preferência por aulas diversificadas em lugar de aulas expositivas tradicionais.

Leia este artigo

A utilização das tecnologias de informação e comunicação como recurso didático-pedagógico no processo de ensino-aprendizagem

Educação Infantil

As tecnologias de informação e comunicação oferecem diversos recursos que podem ser utilizados como ferramentas didáticas e pedagógicas em sala de aula, pois se tornam essenciais para o processo de ensino-aprendizagem. Este trabalho tem como objetivo discutir as contribuições da inserção das TIC no processo de ensino-aprendizagem. Recorremos às contribuições teóricas de estudiosos que discutem a temática. A metodologia pautou-se por uma abordagem qualitativa, do tipo pesquisa bibliográfica. Para a construção dos dados, realizamos uma pesquisa nos repositórios digitais, portais e bibliotecas digitais, além dos portais dos periódicos online.

Leia este artigo

A Aventura na perspectiva de professores de Educação Física escolar

Educação Física

A proposição da Aventura na Educação Física escolar está mexendo com os professores e com as instituições de Ensino Superior. Ambos estão repensando suas práticas e suas grades curriculares para se adequar à realidade social que as práticas de risco e perigo controlado representam na educação escolar. Considera-se que ainda há avanços esperados no futuro em relação ao assunto, mas verificar que os professores estão procurando soluções e que os cursos estão alterando a formação inicial já é um ponto bastante positivo.

Leia este artigo

Educação e inclusão: lendo o mundo para além da sala de aula

Educação Especial e Inclusiva

O trabalho aqui apresentado trata da inclusão dos alunos da classe especial nas atividades da sala de leitura e na escola como um todo, compreendendo que a leitura de mundo vai além da leitura de literaturas. A escolha se deu levando em consideração a atuação e a prática docente na sala de leitura em uma escola municipal da Zona Oeste carioca. Sua relevância está em nos fazer refletir acerca de uma classe especial isolada em “seu espaço” e que se limita a um pseudoprotagonismo em datas comemorativas alusivas à inclusão.

Leia este artigo

A escola, o alunado surdo e seus demais sujeitos – perspectivas e proposições em busca de uma inclusão eficaz

Educação Especial e Inclusiva e Formação de Professores

A temática da Educação de Surdos é emergente e necessária, porém a maior parte de seus estudos volta-se para a educação bilíngue de surdos; na sua maioria, esses educandos estão inseridos em um contexto inclusivo em escolas regulares. Assim, surge a necessidade de abordar essa contextualização, e aqui buscou-se trazer o debate acerca do espaço escolar e dos sujeitos que nele se encontram e estão diretamente ligados ao processo de ensino-aprendizagem dos alunos surdos. Assim, em primeiro lugar buscou-se repensar os espaços escolares inclusivos e bilíngues não como antagônicos, mas como ambos os espaços válidos, uma vez que as medidas tomadas focassem nas questões imbricadas ao processo educacional dos discentes surdos.

Leia este artigo

O enfoque CTS e as percepções dos professores municipais de Ciências em Ouro Branco/MG

Biologia e Biociências e Formação de Professores

Este estudo apresenta os princípios e características do enfoque CTS (Ciência, Tecnologia e Sociedade), a formação do professor de Ciências e os resultados de pesquisa realizada com professores de Ciências da rede municipal de Ouro Branco/MG. Para os pesquisadores do movimento, o objetivo central da educação CTS é desenvolver a alfabetização científica e tecnológica dos cidadãos, auxiliando a construir conhecimentos e valores necessários para a tomada de decisões responsáveis sobre questões científicas, desenvolvendo a autoestima, a comunicação escrita e oral, o pensamento lógico e racional, a aprendizagem cooperativa, a responsabilidade social, o exercício da cidadania e o interesse em atuar em questões sociais.

Leia este artigo

Os educadores e as competências de ensino em EaD no pós-covid-19

Educação a Distância, Formação de Professores, História da Educação, Instituição Escola e Política Educacional

Tendo como pano de fundo e, ao mesmo tempo, agente catalisador à covid-19 constatamos que a concepção e prática do ensino em EaD passa atualmente por significativas transformações no Brasil, principalmente nos níveis mais básicos do ensino oficial. Assim, este artigo apresenta informações, análises, questionamentos e sugestões com o objetivo de fomentar reflexões sobre um tema que se tornou mandatório no ambiente escolar: o ensino público a distância mediado pela web.

Leia este artigo

Edições anteriores

Edição V. 21, Ed. 22 - 15/06/2021

Uma boa história, um bom contador, uma criança e a imaginação: características da contação de histórias

Educação Infantil

A contação de histórias é algo significativo tanto na Educação Infantil quanto nas demais etapas e modalidades da educação, porém para a história ficar completa o contador deve se envolver plenamente com suas personagens e figuras, deve interpretar e vivenciar a história, principalmente na Educação Infantil, deve encantar as crianças usando gestos, sons, imagens etc. Antes de contar uma história, o educador precisa adentrar na realidade de seus alunos, como eles vivem, com quem vivem, quais são suas condições emocionais e quais tipos de histórias interessam a eles. É preciso dinamizar e diversificar os contos e histórias, instigar a imaginação de quem está ouvindo.

Leia este artigo

Jogos e brincadeiras nas práticas pedagógicas: a concepção docente sobre a ludicidade no contexto da Educação Infantil

Formação de Professores e Vivências de Sala de Aula

O objetivo deste estudo é apresentar as percepções das profissionais que atuam na Educação Infantil sobre a importância da aplicabilidade do lúdico, visando ao pleno desenvolvimento das crianças, assim como a promoção de metodologias que contemplem os jogos e brincadeiras em suas dimensões livres e direcionadas. O estudo é ancorado numa metodologia qualitativa e descritiva, tomando como base entrevistas realizadas com professoras que atuam no município de Bom Jesus do Itabapoana/RJ, como também o aporte teórico de diversos autores. Entre as considerações alcançadas, destacam-se a importância da atividade lúdica para o desenvolvimento infantil e a relevância de ampliar o campo de discussão.

Leia este artigo

Análise do uso das metodologias ativas em contexto pandêmico numa escola pública do Ensino Fundamental em Guaraí/TO

Formação de Professores e Vivências de Sala de Aula

O processo de ensino-aprendizagem passou por diversas mudanças no decorrer do tempo e, nos últimos anos, o aluno deixou de ser figura secundária e tomou a posição de personagem central. O uso de metodologias ativas permite que o aluno, o professor e a escola sejam desafiados e traz ao educando a oportunidade de pensar, participar e refletir criticamente sobre suas ações e sobre seu aprendizado. Este estudo tem como tema a utilização de metodologias ativas no Ensino Fundamental I, objetivando entender os benefícios que trazem, avaliar como se dá seu uso e identificar os principais desafios enfrentados em sua aplicação.

Leia este artigo

Criando possibilidades em tempos de covid-19

Saúde, Psicologia e Instituição Escola

Este é o relato de uma atividade exploratória realizada com professoras de uma escola de Educação Básica no período de isolamento social determinado pela pandemia da covid-19. A partir dos resultados de um questionário respondido por elas sobre os períodos antes e durante a pandemia, foi realizada uma conversa na qual foram compartilhadas as respostas e oferecidas orientações sobre manejo emocional, além de uma técnica para pensar respostas mais adequadas ao momento. As professoras avaliaram que a atividade trouxe contribuições e indicaram outros assuntos a serem trabalhados.

Leia este artigo

Aprender a aprender: criação de um núcleo de inovação e aprendizagem em tempos de ensino remoto

Educação a Distância

A demanda por aulas remotas exige respostas e busca de alternativas de forma rápida para tentar minorar o desafio do acesso de alunos na Educação Básica. Nesse sentido, houve a criação de um núcleo de tecnologia na Escola Estadual Cecília Maria de Jesus, situada na periferia de Janaúba/MG, em que professores se reuniram virtualmente para compartilhar boas práticas. Através de ações dos colegas e socialização de práticas de ensino, cursos de formação e posterior avaliação, docentes formularam um roteiro pedagógico para nortear as aulas remotas.

Leia este artigo

O YouTube como facilitador do estudo da história e cultura afro-brasileira e indígena

Computação e Tecnologias e História

O presente artigo propõe um debate sobre a iniciativa bem-sucedida do C. E. Jornalista Álvaro Bastos, na mobilização da comunidade escolar em torno da implementação da Lei Federal nº 11.645/08, através da proposta de um plano de ação voltado para a utilização da plataforma de compartilhamento de vídeos YouTube, como recurso pedagógico audiovisual e interacional para o estudo da história e cultura afro-brasileira e indígena. O artigo se dedica a favorecer uma discussão sobre o protagonismo discente e a importância do envolvimento da comunidade escolar para o sucesso das práticas de ensino.

Leia este artigo

Pandemia e aula remota: o uso do diário como suporte para o relato de uma experiência

Educação a Distância e Vivências de Sala de Aula

Este texto é um relato de experiência de uma professora da rede estadual de Educação do Rio de Janeiro, a partir das atividades remotas de ensino iniciadas com a suspensão das aulas presenciais em março de 2020, devida à pandemia causada pela covid-19. O recorte são os diários que passaram a ser construídos com o estabelecimento das aulas remotas e que teve como objetivo o registro dos acontecimentos desencadeados pela crise. A busca é por apresentar o cenário das atividades propostas para a educação escolar durante a quarentena e de como os estudantes relatam suas condições de vida, a participação nessas atividades, suas expectativas, anseios ou simplesmente de como se comunicam.

Leia este artigo

Educação como prevenção à violência

Antropologia, Vivências de Sala de Aula, Música, Outras Mais Específicas e Política Educacional

É importante convencer os jovens de que aquilo que a escola ensina é essencial, mas também garantir que o conteúdo ensinado seja verdadeiramente relevante para o seu dia a dia. Objetivou-se com o presente trabalho avaliar as razões que contribuem para o aluno abandonar a escola, a relação entre essa atitude e a violência, além das soluções para diminuir esse índice. O método aqui apresentado está fundamentado em artigos científicos online e livros com temas similares. No entanto, para reverter o índice elevado de evasão escolar, se fazem necessárias parcerias, além de maior investimento em políticas públicas voltadas para a Educação brasileira.

Leia este artigo

Relato de experiência: Projeto Alimentação Saudável

Educação Infantil e Vivências de Sala de Aula

Este trabalho é de caráter descritivo, visto que relata experiência vivida em 2019, tem como finalidade promover o Projeto Alimentação Saudável, desenvolvido na Escola do/no Campo Municipal Santo Antônio do Caramujo, situada no distrito de Caramujo, município de Cáceres/MT. Contando com participação e envolvimento da comunidade escolar, especificamente com a turma da creche unificada de 2 e 3 anos de idade para esse fim, foram realizadas atividades com a intenção de promover o processo de ensino-aprendizagem dos alunos, tendo como eixo norteador a alimentação saudável.

Leia este artigo

Edição V. 21, Ed. 21 - 08/06/2021

A criação de um ambiente virtual de aprendizagem como forma de avaliação do ensino de soluções: uma proposta didática para as aulas remotas de Química

Avaliação, Educação a Distância e Vivências de Sala de Aula

Em função da pandemia da covid-19, escolas precisaram aderir ao ensino remoto emergencial, sendo necessárias a adoção das tecnologias digitais de informação e comunicação (TDIC) e a adequação de todas as atividades escolares, inclusive as avaliações. Pensando em colaborar com os professores de Química, o presente trabalho teve como objetivo a elaboração de uma proposta de avaliação para aulas remotas referente ao conteúdo de Soluções, através da utilização de um ambiente virtual de aprendizagem (AVA), intitulado “Faça você parte da solução”, desenvolvido na plataforma gratuita GO-LAB.

Leia este artigo

A importância da literatura infantil para crianças com TDAH

Educação Especial e Inclusiva

Abordar-se-á nesta pesquisa o que é o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH); na ocasião, será feita a sua contextualização, desde a origem do problema até os dias atuais, assim como as implicações no âmbito escolar ainda com enfoque em seus principais precursores, com o objetivo de analisar a importância da literatura infantil na formação de crianças com TDAH na Educação Infantil e Alfabetização dos quatro aos seis anos. Dentre os objetivos específicos, destaca-se refletir o contexto histórico do TDAH, ou seja, em que momento ele surgiu na sociedade, chegando à denominação de hoje.

Leia este artigo

Desafios docentes da segunda fase do Ensino Fundamental na Educação Remota em Cacimba de Dentro/PB

Educação a Distância

Em meio à pandemia da covid-19, as aulas presenciais foram suspensas para evitar aglomerações, sendo adotado o ensino emergencial (aulas remotas). Utilizando-se a tecnologia (tablets, smartphones e computadores). Esta pesquisa tem como objetivo principal averiguar quais são os principais desafios que os professores da segunda fase do Ensino Fundamental de Cacimba de Dentro/PB estão enfrentando ao ensinar de maneira remota. Objetivos gerais: fazer levantamento bibliográfico sobre os desafios docentes na educação remota; aplicar questionário on-line (usando o Google Forms); analisar artigos e monografias disponíveis na internet sobre desafios docentes na educação remota.

Leia este artigo

Covid-19 e mudanças educacionais no Ensino Fundamental I

Vivências de Sala de Aula

Este trabalho apresenta relato de experiências vivenciadas por professora alfabetizadora no município de Colorado do Oeste/RO, evidenciando angústias, desafios provocados pela suspensão das aulas em decorrência da pandemia da covid-19 em 2020. Apresenta constantes mudanças e expectativas ao longo do ano de 2020 até 17 de março de 2021, período no qual foi realizada a presente pesquisa. O trabalho contou com pesquisa bibliográfica e de campo evidenciando que a educação brasileira foi marcada por mudanças radicais, as pesquisadoras entendem esse período como divisor de água no cenário educacional.

Leia este artigo

O componente curricular Arte nos livros didáticos do novo Ensino Médio: uma análise da abordagem nos livros de Linguagens, códigos e suas tecnologias

Instituição Escola, Vivências de Sala de Aula, Artes Plásticas, Educação Artística, Outras Mais Específicas e Política Educacional

O presente artigo objetiva apresentar informações sobre como as obras do PNLD 2021 abordam o conteúdo disciplinar Arte na área de Linguagens, códigos e suas tecnologias, sendo analisadas três das obras disponíveis para a escolha dos docentes e levando em consideração a interdisciplinaridade e as propostas da BNCC para o novo Ensino Médio. A proposta atual para os livros didáticos por área difere muito dos livros das disciplinas individuais utilizados anteriormente; no entanto, o componente Arte é abordado nas obras em constante interação com as outras disciplinas da área de linguagens, exigindo dedicação para adaptação ao novo modelo.

Leia este artigo

O ensino do parkour na Educação Física escolar em tempos de pandemia da covid-19

Educação Física

Foram muitas mudanças e dificuldades que docentes e discentes enfrentaram em 2020. No ensino da Educação Física escolar não foi diferente; o objetivo geral deste estudo foi apresentar uma proposta de ensino da Educação Física que pudesse demonstrar que aprender é possível, mesmo no ensino remoto e dentro de contextos sociais que não favorecem esse tipo de prática. Como objetivos específicos, pretendeu-se verificar a possibilidade de inserção do tema “aventura” na Educação Física escolar e os aprendizados que esse tema pode suscitar.

Leia este artigo

Professores da Educação Infantil e a triagem auditiva na escola

Saúde

A disciplina Fonoaudiologia Educacional visa fomentar a prática fonoaudiológica na escola por meio de práticas sobre promoção de saúde e inclusão. Este relato se deu a partir da capacitação realizada pelas acadêmicas de Fonoaudiologia do 4º período ao corpo docente da EMEI Gameleira, em Belo Horizonte/MG, quanto ao uso e implantação do Instrumento de Triagem Auditiva Infantil, que consiste num material para a promoção de saúde no ambiente escolar com o objetivo de identificar precocemente crianças susceptíveis a apresentar alterações auditivas, visando minimizar os danos causados pela perda auditiva na primeira infância.

Leia este artigo

O uso do aplicativo WhatsApp durante o ensino remoto na rede pública de ensino do Estado de Minas Gerais

Educação a Distância

Mediante as transformações no cotidiano escolar devido à pandemia causada pelo novo coronavírus, esta pesquisa buscou entender como se deu o processo de utilização de aplicativos para dispositivos móveis no ensino remoto mineiro, tendo como foco o uso do WhatsApp e como os professores da rede estadual de Minas Gerais estão lidando com esse modelo de ensino. Esta pesquisa foi distribuída na seguinte forma: revisão bibliográfica sobre o uso do WhatsApp em caráter educativo; estudo sobre a legislação que normatiza o ensino remoto; aplicação de questionário para professores; análise das respostas do questionário; e agrupamento das práticas exitosas para elaboração de um caderno de boas práticas.

Leia este artigo

O autista com dificuldade de leitura e escrita - métodos de aprendizagem

Psicologia, Formação de Professores, Outras Mais Específicas e Política Educacional

Este estudo surge da necessidade de informações sobre quais metodologias devem ser aplicadas por profissionais da Educação em consonância com a família, no caso de crianças portadoras de autismo, definido como transtorno global do desenvolvimento, comprometendo o indivíduo na sua comunicação, interação social e na elaboração de atividades, das mais simples às mais complexas. Os autistas criam formas próprias de relacionamento com o mundo exterior, isolando-se de tudo. Alguns aspectos e comportamentos autísticos são abordados para que seja feito um prévio diagnóstico e trabalhar de forma a amenizar o problema.

Leia este artigo

Educação e pandemia

Educação e pandemia

Artigos publicados na revista Educação Pública sobre a pandemia

Acesse aqui

Pandemia e Educação na imprensa

22/06 Educação escolar quilombola ganha impulso com experiência no sertão de Pernambuco

Leia aqui


16/06 Professoras driblam o apagão da educação para dar sentido à escola pública na pandemia

Leia aqui

15/04 a 16/08 | 5º Prêmio Territórios

Estão abertas as inscrições para 5° Prêmio Territórios que, pela primeira, vez tem alcance nacional. Buscando mapear, reconhecer e dar visibilidade a projetos que fortaleçam o vínculo entre as escolas e os territórios a partir dos diversos saberes culturais, compreendendo a cidade como espaço de aprendizagem.

Saiba mais

05/05 a 21/09 | Curso: Interfaces em Arte, Ciência e Tecnologia

04/05 a 25/11 | Paulo Freire - 100 anos de praxis libertadora

Pesquise em nossa biblioteca

Prezada autora, prezado autor, ao selecionar o material de consulta para seu trabalho, sugerimos que faça buscas também em artigos publicados na revista Educação Pública, que possui um sistema de busca sofisticado que facilitará a sua pesquisa. A citação dos artigos da revista Educação Pública certamente irá valorizar a sua publicação, a de seus colegas e a própria revista.

Educação: Tem o poder de transformar

O Centro de Estudos “O bem viver e a resiliência dos povos indígenas no cuidado com a Amazônia" recebeu os representantes dos povos indígenas
- Iolanda Pereira da Silva, do Povo Macuxi;
- Michel Oliveira Baré Tikuna, do Povo Baré e Tikuna;
- e o procurador da República Marco Antônio Delfino de Almeida;
- e o coordenador do Programa Rio Negro do Instituto Socioambiental, Marcos Wesley de Oliveira.

Veja o video

Citação

"É melhor construir salas de aula para o Menino do que celas e patíbulos para o Homem."
Eliza Cook (12/1818 – 09/1889)

Educadores e Educadoras

Magda Soares

"Para a criança, a complexa aprendizagem da língua escrita deve acompanhar seu desenvolvimento cognitivo, linguístico e mesmo motor, para a manipulação dos instrumentos e suportes da escrita."

Twitter da revista

Siga-nos no Twitter @educacaopublica

Veja também

Fundação Cecierj


Diretoria de Extensão


Revista EaD em foco