Biblioteca

Filtrar os artigos

Pesquisar na Biblioteca

Selecione uma ou mais opções

Nível de ensino

Selecione uma ou mais opções

Natureza do trabalho

Selecione apenas uma opção

Categoria de Ensino

Selecione uma ou mais opções

Ciências Ambientais

Ciências da Saúde

Ciências Exatas e da Terra

Ciências Humanas

Educação

Letras, Artes e Cultura

Políticas Públicas


Filtros aplicados:

Categoria de Ensino: Avaliação; Educação a Distância; Educação Especial e Inclusiva; Educação Infantil; Formação de Professores; História da Educação; Instituição Escola; Vivências de Sala de Aula
Limpar filtros
Práticas de leitura: análise do papel dos professores frente ao cenário da Educação Infantil
Educação Infantil e Formação de Professores

O presente artigo tem como tema central o estudo das práticas de leitura. Como objetivo geral, o estudo analisa práticas leitoras realizadas por alguns professores das escolas públicas do município de Paripiranga/BA, com o intuito de observar a sua aprendizagem. Como referencial teórico foram consultados autores como Ariès, Martins, Freire e Kleiman, dentre outros. O estudo traz uma pesquisa bibliográfica aliada à pesquisa de campo de natureza qualitativa, com a utilização de técnicas quantitativas. Participaram da pesquisa professoras da Educação Infantil que fazem parte do corpo docente de algumas escolas públicas daquele município.

Transformação da Educação Inclusiva na perspectiva da Psicopedagogia educacional
Educação Especial e Inclusiva e Política Educacional

Este trabalho mostra a importância de pensar uma educação em que todos tenham iguais oportunidades de aprendizagem; em que o saber seja o principal elemento da formação do indivíduo num processo iniciado na Educação Infantil, reflexão sobre o papel da escola inclusiva. Diante do exposto, o objetivo geral é avaliar e refletir sobre o papel da escola inclusiva, em que o direito à educação de qualidade seja respeitado, que todas as crianças tenham acesso ao conhecimento e o psicopedagogo como auxiliar na aprendizagem significativa desenvolva no aluno as suas potencialidades diante das adversidades. Como metodologia, foram utilizadas pesquisas bibliográficas em livros, leis, artigos e outros sobre a inclusão na Educação Infantil.

Compreendendo as diferenças por meio do cinema
Vivências de Sala de Aula, Cidadania e Comportamento e Cinema, Teatro e TV

O artigo tem por objetivo o desenvolvimento de uma oficina que faça o aluno refletir sobre as diferenças existentes entre as pessoas, despertando a valorização de cada um e reconhecendo a identidade individual, externa e interna. Além disso, procura compreender que o cinema é um grande meio de comunicação, gerando reflexões e/ou discussões de temas importantes, sendo fonte de expressão e disseminação de opiniões mediante a observação de um filme e/ou vídeo. Nas oficinas que analisam o filme, alguns fragmentos podem ser discutidos ou mostrados novamente para apoiar os debates.

Sala de aula invertida no ensino remoto emergencial em Educação de Jovens e Adultos
Vivências de Sala de Aula

Este relato de experiência abrange a avaliação da aprendizagem de estudantes do módulo final do curso na modalidade EJA do Colégio Estadual Polivalente de Amaralina, de Salvador/BA. Durante o ano de 2021, observamos o uso de sala de aula invertida em aplicação na disciplina de Química, por meio do ensino remoto emergencial. Foram utilizadas as ferramentas Google para a aplicação do critério de avaliação específico da EJA para alta, média e baixa aprendizagem. Concluímos que o método é viável para ser implementado como agente transformador do ensino tradicional.

O uso consciente de água em espaços escolares: estudo de caso na Escola Municipal Infantil Mingau
Ecologia e Meio Ambiente, Educação Infantil, Vivências de Sala de Aula e Política Educacional

O presente trabalho objetiva verificar como se dá o uso da água nos ambientes escolares, em especial na Escola Municipal Infantil Mingau, em Taboão da Serra/SP. Dentre os objetivos específicos estavam a observação do local, se possuía ações e projetos que trabalhassem o uso consciente da água e a identificação das principais necessidades referentes à infraestrutura e aos equipamentos. Como metodologia, usamos a pesquisa de campo (com entrevistas realizadas com a direção e a coordenação da escola) e a pesquisa bibliográfica (com conteúdo envolvendo o tema água como recurso natural esgotável, caso não seja usado de maneira consciente.

Educação Ambiental no âmbito da gestão escolar
Geografia, Instituição Escola e Política Educacional

O presente artigo tem como objetivo discutir os problemas ambientais enfrentados pela sociedade, enfatizando o papel transformador da educação e o quanto uma gestão escolar pautada em princípios democráticos e participativos pode trazer avanços significativos na construção de uma sociedade sustentável. Também mostra a sua contribuição para a elaboração de respostas a alguns desafios enfrentados pelas escolas e pela gestão no âmbito da Educação Ambiental e no processo de formação dos alunos. Neste trabalho há o intuito de refletir sobre as questões ambientais partindo da necessidade de uma gestão escolar consistente e transformadora.

O ensino de Ciências nos anos finais do Ensino Fundamental: uma análise da metodologia teórico-prática utilizada por docentes
Formação de Professores, História da Educação e Instituição Escola

As Ciências Naturais constituem uma ferramenta de extrema importância para todos. Desde o seu surgimento na Grécia Antiga até os tempos atuais, a Ciência forneceu explicações para variados eventos naturais e propiciou o desenvolvimento de inúmeras tecnologias. O objetivo do presente trabalho é investigar quais metodologias são atualmente utilizadas por professores de Ciências dos anos finais do Ensino Fundamental, em âmbito teórico-prático. Para tal, foi elaborado um questionário fechado contendo doze questões e divulgado em grupos específicos nas redes sociais. Posteriormente, esses dados foram tratados com Estatística básica.

Mini-histórias: cenas do cotidiano das escolas de educação infantil como foco de pesquisa, reflexão e comunicação
Educação Infantil

O livro Mini-histórias: rapsódias da vida cotidiana nas escolas do Observatório da Cultura Infantil (Obeci), organizado por Paulo Fochi e escrito por ele em conjunto com quinze autoras, aborda o cotidiano de escolas de Educação Infantil que compõem o OBECI utilizando as mini-histórias. Além disso, situa como essa prática se articula ao processo formativo das professoras nesses espaços. O autor e as autoras objetivam que a leitura provoque uma mudança a fim de transformar as escolas de Educação Infantil em lugares mais generosos. A obra mostra como as cenas do cotidiano da escola possibilitam a pesquisa, a reflexão e a comunicação para todos que compõem a escola.

Arte e criatividade: um olhar sobre a importância das aulas de Arte nos anos finais do Ensino Fundamental
Vivências de Sala de Aula, Artes Plásticas e Política Educacional

Dentro do contexto neoliberal, percebe-se que a criatividade não se apresenta como conteúdo relevante nos anos finais do Ensino Fundamental. Assim, o contato com a criatividade, por meio das aulas de Artes Visuais, de acordo com a Base Nacional Comum Curricular, pode ser uma saída possível para propiciar um espaço de desenvolvimento dos alunos consoante à prática educativa pensada. O uso dessa característica humana na formação continuada do docente deve ser um hábito cotidiano, pois o leva a adequar-se à nova realidade. Dessa maneira, a pesquisa proposta, por meio de coleta e análise de dados qualitativos, bibliográficos, reflexivos e críticos, busca compreender as bases teóricas da atuação metodológica do docente em Artes Visuais.

Neuropsicopedagogia: a tríade transdisciplinar
Psicologia, Educação Especial e Inclusiva e Formação de Professores

O presente trabalho explica de forma sucinta um tema especial e inovador, uma perspectiva contemporânea da área da Educação que recebe olhares de outros campos do saber. O método de pesquisa aplicado ao trabalho é bibliográfico. Seus objetivos principais são conceituar a Neuropsicopedagogia (nesse novo contexto de aprendizagem), compreendendo as áreas que formam a sua tríade colaborativa e a sua transdisciplinaridade, detalhando e especificando o seu objeto de estudo, os meios de atuação profissional e como o processo de aprendizagem do indivíduo pode vir a ser influenciado por esse especialista multifacetado.