Biblioteca

Filtrar os artigos

Pesquisar na Biblioteca

Selecione uma ou mais opções

Nível de ensino

Selecione uma ou mais opções

Natureza do trabalho

Selecione apenas uma opção

Categoria de Ensino

Selecione uma ou mais opções

Ciências Ambientais

Ciências da Saúde

Ciências Exatas e da Terra

Ciências Humanas

Educação

Letras, Artes e Cultura

Políticas Públicas


Filtros aplicados:

Categoria de Ensino: Avaliação; Educação a Distância; Educação Especial e Inclusiva; Educação Infantil; Formação de Professores; História da Educação; Instituição Escola; Vivências de Sala de Aula
Limpar filtros
Aspectos pedagógicos presentes na atuação do secretário escolar
Formação de Professores e Instituição Escola

Apresentamos como questão norteadora a análise do conflito inerente à atuação do secretário escolar, tendo como objetivo identificar aspectos pedagógicos presentes na sua prática. Metodologicamente, apoiamo-nos nas contribuições da revisão bibliográfica, com abordagem qualitativa, articulando-a à pesquisa documental. Como fonte de dados, recorremos a legislações que se correlacionam à temática, buscando analisar o plano de ação de uma secretaria escolar. O referencial teórico estrutura-se a partir de importantes estudiosos. Consideramos que, embora o secretário apresente formação técnica, manifesta atributos de caráter pedagógico construídos nas relações estabelecidas com os atores presentes no cenário educacional.

Práticas e instrumentos de inclusão: Libras, Braille e mediação escolar
Educação Especial e Inclusiva

As formas de linguagem e comunicação são essenciais no processo educacional. Sendo assim, a oferta de instrumentos de inclusão como a Libras e o Braille ajudam a realizar a inclusão de alunos portadores desse tipo de deficiência. Mas, para que isso ocorra de maneira adequada, é fundamental a capacitação e a oferta de profissionais.

Relato de experiência: proposta didática de ensino de Física com alternância de metodologias em uma classe de Educação Infantil
Educação Infantil

Este estudo traz um relato de experiência realizado com crianças da Educação Infantil em uma creche no município de Duque de Caxias. As atividades elaboradas se alinham com a proposta de ensino investigativo e foram realizadas em espaços formais (sala de aula e demais ambientes da creche) e espaços não formais (visita exploratória ao Museu da Vida, da Fiocruz). O projeto desenvolvido tem interfaces com o ensino da Física – experiência com cores e sons.

A música no contexto da Psicopedagogia e a utilização de instrumentos musicais como ferramentas de aprendizagem
Saúde, Psicologia, Educação Especial e Inclusiva, Educação Artística e Música

A música estimula o pensamento e a ordenação de espaço e tempo. A música e os instrumentos musicais devem ser utilizados para tentar superar algo que não foi possível da forma convencional. Por haver esforço espontâneo da parte do indivíduo, talvez ele esteja mais empenhado para compreender algo que antes não foi possível. O objetivo da utilização de instrumentos musicais para esses casos é semelhante aos jogos.

Das partes ao todo: possibilidades de extrapolação da interdisciplinaridade para além do ambiente educacional
Formação de Professores

O presente ensaio trata da presença da interdisciplinaridade e de sua importância no nosso cotidiano, em que pode ser considerada uma estratégia de libertação e inovação das formas de conhecer. Para tanto, foram confrontadas três obras de três autores diferentes, Bell Hooks, Edgar Morin e Ivani Fazenda, foram tecidos os sustentáculos argumentativos deste ensaio e elaborada uma escrita crítica sobre a apresentação da interdisciplinaridade no nosso meio e de como ela pode se estender para um cenário além da sala de aula.

Reflexões sobre a escola em ciclos no Brasil – uma análise crítica
Instituição Escola e Política Educacional

Este trabalho visa apresentar uma perspectiva crítica acerca da política de progressão continuada no Brasil e seus esforços na tentativa de combater os índices de evasão escolar. Para isso, faremos em um primeiro momento um delineamento histórico a respeito da implementação das escolas em ciclo sob a égide da progressão continuada e em seguida algumas considerações, relacionando o tema aos interesses dos organismos internacionais na educação brasileira, apontando alguns desdobramentos.

O vínculo social do educador e do educando diante da indisciplina escolar
Saúde, Psicologia, Formação de Professores e Política Educacional

Este trabalho se propôs a analisar o vínculo social existente entre educador e educando e como isso poderia influenciar o processo de aprendizagem em toda a sua amplitude. Considerando o viés omnilateral da aprendizagem; as profissões ou fazeres impossíveis apresentados por Freud: governar, educar, analisar e fazer desejar (contribuição de Lacan); os discursos apresentados por Lacan: Do mestre, Da histérica, Do universitário e Do analista; um olhar sobre a indisciplina como uma forma de aprendizagem e a disciplina como fator positivo e não punitivo nesse processo, perpassando o conteúdo, as relações interpessoais (laços sociais), a metodologia de ensino e sociedade como um todo.

O ensino de História na perspectiva da Educação Inclusiva: desafios, possibilidades e estratégias para o Ensino Fundamental II
História e Educação Especial e Inclusiva

O presente artigo tem por proposta introduzir uma reflexão sobre o ensino de História numa perspectiva inclusiva, apontando para os desafios, possibilidades e estratégias metodológicas voltadas a alunos com deficiência nas séries do segundo segmento do Ensino Fundamental.

A experimentação no ensino de Ciências – reações químicas no Ensino Fundamental
Química e Vivências de Sala de Aula

O objetivo do presente relato de experiência é descrever as atividades experimentais desenvolvidas com alunos do 9º ano do Ensino Fundamental de uma escola da Educação Básica do Município de Rubim/MG, em Ciências, envolvendo conteúdos relacionados às reações químicas e tipos de reações químicas.

Estudo da alotropia do carbono utilizando a música em uma estratégia didática: evidências de uma aprendizagem significativa
Química e Vivências de Sala de Aula

Este trabalho investigou o quanto a música pode ser utilizada em estratégia didática, facilitando o ensino-aprendizagem em Química. A pesquisa de natureza qualitativa do tipo pesquisa-ação, teve como referencial a Teoria de Aprendizagem Significativa e foi realizada com alunos do primeiro ano do Ensino Médio regular noturno. A coleta dos dados foi desenvolvida por meio de questionários, entrevistas dialógicas informais com os discentes e a análise da música A Causa e o Pó, do cantor e compositor Lenine. Aulas sobre ligação covalente, geometria molecular, propriedades dos materiais e o fenômeno da alotropia, com ênfase no elemento carbono, atuaram como organizadores prévios na formação de subsunçores. Os resultados indicam que a música melhora a atenção, a participação e, consequentemente, o interesse dos alunos, facilitando a assimilação dos conceitos e desenvolvendo habilidades e competências exigidas pelo processo de ensino-aprendizagem em Química.