Biblioteca

Filtrar os artigos

Pesquisar na Biblioteca

Selecione uma ou mais opções

Nível de ensino

Selecione uma ou mais opções

Natureza do trabalho

Selecione apenas uma opção

Categoria de Ensino

Selecione uma ou mais opções

Ciências Ambientais

Ciências da Saúde

Ciências Exatas e da Terra

Ciências Humanas

Educação

Letras, Artes e Cultura

Políticas Públicas


Filtros aplicados:

Categoria de Ensino: Agronomia; Astronomia; Biologia e Biociências; Computação e Tecnologias; Física; Geologia; Matemática; Química
Limpar filtros
As tecnologias e o mundo globalizado: reflexões sobre o cotidiano contemporâneo
Computação e Tecnologias e Cidadania e Comportamento

Este artigo anseia fazer uma reflexão acerca dos referenciais que norteiam a sociedade brasileira da atualidade e sua relação com as tecnologias de um mundo globalizado. Pretendemos verificar a importância das tecnologias para os dias atuais e as possíveis repercussões significativas para o cotidiano. Para a composição deste material, optamos pela pesquisa bibliográfica como metodologia. A temática é atual, pertinente e válida para o entendimento do bom uso ou não das tecnologias.

A contextualização e a experimentação cromatográfica em papel como auxílio na transmissão dos conceitos de misturas e métodos de separação
Química

Para muitos estudantes os conteúdos de Química são difíceis de serem compreendidos, talvez por não serem abordados da forma que relacione com o seu cotidiano. Com esse pensamento, o objetivo deste artigo foi apresentar uma metodologia contextualizada com utilização do experimento da cromatografia em papel a partir de materiais alternativos como ferramenta para auxiliar no ensino e aprendizagem dos conceitos do conteúdo de misturas e métodos de separação. A pesquisa foi desenvolvida em uma escola estadual em Rorainópolis/RR, em uma turma do 1ª ano do Ensino Médio, com a participação de 32 estudantes. A pesquisa tem abordagem qualitativa. Para coletas de dados foram aplicados questionários, com intuito de analisar as contribuições da metodologia utilizada em sala de aula. De acordo com os resultados obtidos a utilização da aula experimental de forma contextualizada contribuiu na aprendizagem dos conceitos químicos do conteúdo trabalhado em sala de aula.

O uso do jogo do varal dos números racionais como metodologia de ensino de Matemática em sala de aula
Matemática e Vivências de Sala de Aula

Numa experiência realizada em turma do 7º ano do Ensino Fundamental, o ensino de números racionais foi mais atraente para os alunos ao utilizar o jogo do varal. Os gráficos com os resultados da pesquisa com os alunos comprovam que uma atividade lúdica de baixo custo pode trazer maior interesse, atenção e participação dos alunos e torna as aulas mais divertidas e dinâmicas.

Dominando a Matemática através do dominó – sólidos geométricos
Matemática

A Matemática pode ser trabalhada de forma lúdica utilizando uma adaptação do dominó, que é um jogo bastante conhecido e praticado. Essa atividade pode contribuir para resolver ou pelo menos atenuar a falta de domínio, por parte dos alunos, de conteúdos estudados em momentos anteriores, e criando uma abordagem mais atrativa para os estudantes.

O período do Quinhentismo no Brasil e na Região da Baía da Ilha Grande e a linguagem do Barroco, o Caminho do Ouro, a arquitetura e a religiosidade paratiense
Ecologia e Meio Ambiente, Física, Geografia, História, Sociologia, Vivências de Sala de Aula, Fotografia, Língua Portuguesa e Literatura e Espaços Urbanos

Seminários apresentados por alunos do CIEP 495 Alberto da Veiga Guignard, de Angra dos Reis/RJ, mostram a influência e as características do Quinhentismo na região da Baía da Ilha Grande, o contexto histórico e literário daquele período. A atividade incentivou a pesquisa e a capacidade de apresentação oral dos estudantes.

Introduzindo Astrobiologia em turmas de Educação de Jovens e Adultos
Astronomia, Biologia e Biociências, Física e Química

A Astrobiologia é um campo interdisciplinar que, até por ser de estudo recente, é pouquíssimo conhecido por alunos e professores, o que não a impede de ser atraente e motivadora de estudos, se bem desenvolvida. Foi aplicado um questionário junto a alunos da EJA de um colégio de Friburgo e os resultados foram incentivadores.

Estudo do fluxo do conhecimento em uma sala de aula por meio de redes egocêntricas de monitoria
Matemática, Sociologia, Educação Especial e Inclusiva, Educação Infantil, Instituição Escola e Vivências de Sala de Aula

As atividades de monitoria voltadas ao ensino básico podem constituir formas de educação adicionais que ajudam a preencher lacunas de aprendizagem e difundir o conhecimento em sala de aula. Uma forma de melhor entender o fluxo desse conhecimento disseminado por meio de alunos monitores é pela utilização de técnicas de análise de redes sociais. Por meio da modelagem de redes egocêntricas, baseadas em um indivíduo focal, é possível mapear o fluxo de informações e utilizar métricas de análises que permitam entender a difusão do conhecimento e o posicionamento do monitor na rede formada. Este estudo realizou a análise de uma rede baseada na monitoria de Matemática e Física em uma turma do 2º ano do Ensino Médio com o objetivo de entender os fluxos de conhecimento e demonstrar os benefícios potenciais da análise de redes egocêntricas para esse fim. Como resultados, foi possível entender as limitações do fluxo de conhecimento e questões importantes que caracterizam as ações de monitoria na turma, demonstrando as potencialidades do método utilizado.

Quatro gerações de biotecnologias em reprodução animal
Biologia e Biociências

A Biotecnologia afeta diversos setores da sociedade e cada vez mais consegue criar soluções na área de saúde e produção de alimentos, dando suporte e melhorando a lucratividade do setor agropecuário. As Biotecnologias aplicadas à reprodução animal são um exemplo do exponencial crescimento e evolução do conhecimento científico, que pode gerar grandes benefícios e impactos para a sociedade. Neste texto traremos algumas atualizações importantes sobre as atuais técnicas de reprodução assistida animal desenvolvidas nos últimos 70 anos, que podem ser divididas em quatro gerações de biotecnologias, e discutir alguns de seus impactos. Técnicas como inseminação artificial, de estimulação ovariana para superovulação, separação de espermatozoides com cromossomo X e Y, aspiração folicular, transferência de embriões, fecundação in vitro, clonagem e transgenia animal já estão em uso comercial para diversas espécies de animais de interesse zootécnico. Como esse é um conhecimento em constante evolução, torna-se fundamental haver revisões atualizadas sobre a área, tanto para profissionais e produtores do meio agropecuário que fazem uso dessas tecnologias como para educadores de ensino de Ciências e Biologia na Educação Básica, visando uma aprendizagem mais situada e contextualizada da ciência e seus impactos para sociedade moderna.

Rotação por Estações no ensino de Biologia: uma experiência com metodologias ativas em turmas da EJA e do Ensino Médio
Biologia e Biociências, Computação e Tecnologias, Educação a Distância e Vivências de Sala de Aula

Consenso entre os estudiosos, a evasão escolar é um dos grandes desafios da educação, especialmente nos segmentos que ocorrem no terceiro turno. Este trabalho relata uma experiência com a aplicação da metodologia ativa Rotação por Estações no ensino de Biologia em turmas do Ensino Médio regular e da Educação de Jovens e Adultos do terceiro turno em escolas públicas do Rio de Janeiro. Os dados coletados indicaram melhoras no desempenho dos alunos, no engajamento para realização das tarefas, na frequência às aulas e redução na evasão.

Jogo didático para o ensino de Física no contexto da deficiência intelectual
Física e Educação Especial e Inclusiva

É importante que a escola colabore com o desenvolvimento de alunos com deficiência e ofereça uma educação de qualidade. A utilização de recursos didáticos que atendam às suas especificidades é fundamental e o professor pode colaborar bastante. Neste trabalho apresentamos o jogo Passeio Elétrico, que foi utilizado por aluna com laudo de deficiência intelectual no 3o ano do Ensino Médio. É um jogo de tabuleiro no qual são trabalhadas habilidades e competências do ensino de Física selecionadas a partir do conhecimento do comprometimento intelectual da aluna. O recurso foi utilizado na sala de atendimento especializado; obtivemos dados preliminares em relação à contribuição para seu aprendizado. Os resultados demonstram que ela obteve bom desenvolvimento e foi motivada pelo recurso didático, considerado inclusivo.