Biblioteca

Filtrar os artigos

Pesquisar na Biblioteca

Selecione uma ou mais opções

Nível de ensino

Selecione uma ou mais opções

Natureza do trabalho

Selecione apenas uma opção

Categoria de Ensino

Selecione uma ou mais opções

Ciências Ambientais

Ciências da Saúde

Ciências Exatas e da Terra

Ciências Humanas

Educação

Letras, Artes e Cultura

Políticas Públicas


Filtros aplicados:

Categoria de Ensino: Espaços Urbanos; Política Cultural; Política Educacional
Limpar filtros
As Diretrizes Curriculares do Estado do Paraná - concepções curricular e pedagógica e organização curricular
Geografia, Instituição Escola e Política Educacional

O artigo objetiva discutir as concepções curricular e pedagógica presentes nas Diretrizes Curriculares Estaduais do Paraná implementadas a partir de 2008, bem como a organização curricular correspondente. Analisam-se exclusivamente as diretrizes de Geografia, focando nos anos finais do Ensino Fundamental. Mediante pesquisa documental com suporte bibliográfico, demonstra-se a perspectiva crítica em que estão fundamentadas as referidas concepções, assim como evidencia-se a opção das diretrizes por uma organização curricular disciplinar com base em perspectiva acadêmica.

Impactos da covid-19 na educação em Paulista/PB: uma influência das mídias digitais
Computação e Tecnologias, Física, Educação a Distância, Formação de Professores e Política Educacional

Com a disseminação da covid-19, muitas atividades dos diversos setores sofreram modificações, especialmente o educacional. Os professores tiveram que rever suas metodologias e se adequar à nova realidade. A partir de então esses profissionais passaram a ministrar suas aulas de forma remota em plataformas online. Este trabalho tem o objetivo de investigar como os professores da cidade de Paulista/PB estão lidando com essa realidade e de que forma eles vêm adaptando suas metodologias.

A tecnologia aliada à educação em locais afastados de grandes centros urbanos na Amazônia – o caso do município de Brasil Novo/PA
Computação e Tecnologias, Formação de Professores, Instituição Escola, Vivências de Sala de Aula e Política Educacional

O uso de equipamentos tecnológicos no campo da educação pode oferecer contribuições importantes ao processo de ensino-aprendizagem se observadas as condições adequadas de sua utilização. Constata-se uma disparidade na distribuição de recursos tecnológicos nas escolas públicas brasileiras. Nas regiões afastadas dos centros urbanos, a exclusão digital é um problema iminente. O presente trabalho analisa, a partir da perspectiva de docentes, o uso de equipamentos tecnológicos no Ensino Fundamental no município de Brasil Novo/PA.

Política setorial de educação – um olhar sobre as políticas públicas de democratização do acesso à Educação Básica com vistas ao ensino em área de risco social
Educação Infantil e Política Educacional

Este estudo pretende analisar as políticas públicas de democratização do acesso à Educação Básica do município de Cachoeiro de Itapemirim/ES. O projeto irá alicerçar-se em pesquisa de caráter documental e bibliográfico que se desenvolverá com apoio da análise de marcos legais e de documentos oficiais referentes à Educação Infantil, a fim de tornar possível uma análise capaz de identificar os desdobramentos no âmbito da política educacional municipal, bem como os desafios contemporâneos da Educação Infantil em comunidades periféricas com alto teor de risco social.

Análise descritiva do livro didático "Português para crianças surdas, escrita e leitura no cotidiano"
Educação Especial e Inclusiva, Educação Infantil, Formação de Professores, Instituição Escola, Vivências de Sala de Aula, Língua Portuguesa e Literatura e Política Educacional

Um livro eletrônico editado pela UFMG é uma ótima referência para professores de Língua Portuguesa que vão trabalhar com alunos surdos. Serve como manual para professores, apresentando boa estrutura em termos de organização; contém um sumário bem estruturado com os devidos conteúdos divididos em três unidades, divididas em lições; cada unidade possui um tema chamativo e atraente, para que provoque e desperte interesse por parte dos alunos. O livro também conta com lista de atividades, que precisarão do auxílio do material em Libras para que possam ser realizadas.

Estudo da Língua Inglesa: desvendando os métodos utilizados nos cursos de língua inglesa para jovens
Avaliação, Formação de Professores, História da Educação, Instituição Escola, Vivências de Sala de Aula, Língua Estrangeira, Língua Portuguesa e Literatura e Política Educacional

O objetivo deste artigo é discorrer e desvendar características e aspectos dos métodos adotados nos cursos de língua inglesa com ênfase nos jovens, bem como a relação entre a metodologia de trabalho docente com a consciência morfológica e a absorção de vocabulário de alunos adolescentes aprendizes de Inglês como língua adicional. Respaldando-nos em princípios teóricos voltados para o ensino de línguas (inglês) para jovens, teceremos reflexões sobre zelar sempre pela eficiência e qualidade do ensino, buscando motivar o aluno a se desenvolver e se interessar cada vez mais pela matéria. Em resumo, o método aplicado em uma turma nem sempre é o ideal para outra turma.

A escola que queremos em tempos de crises: reflexões a partir da pandemia
História da Educação, Instituição Escola e Política Educacional

Faz-se um retrospecto crítico sobre a História da Educação no Brasil em interface com as discussões sobre a estrutura de classes da sociedade e como isto configura um tipo de educação e sociedade voltadas para os que detêm poder econômico e prestígio social, em detrimento das minorias e classes menos favorecidas. Objetiva-se um olhar especialmente para a situação de jovens e adultos, e as consequências nefastas de uma educação e sociedade que os marginalizam. Propõe-se, ao final, a importância da discussão e afirmação de políticas públicas educacionais voltadas para essa parcela da população de forma cada vez mais eficaz e comprometida, como o Ensino Médio Integrado e Proeja.

Inclusão e mediação escolar: relato do processo inclusivo de uma criança autista
Psicologia, Educação Especial e Inclusiva, Instituição Escola e Política Educacional

Este artigo buscou compreender o processo inclusivo de uma criança com necessidades educacionais especiais através do relato de caso, objetivando incitar novos olhares que sejam capazes de evidenciar que a inclusão social é fundamental para alcançar o êxito no processo de inserção escolar e, a partir disto, promover a construção de diferentes arranjos organizacionais. A escolha desta temática decorreu do acompanhamento diário, como profissional de apoio, das vivências de socialização desse aluno em situação de inclusão em uma escola particular do Rio de Janeiro. Para tanto, o estudo pautou-se em uma pesquisa qualitativa que se deu através da revisão bibliográfica sustentado teoricamente em pressupostos que discutem a inclusão.

O professor e as potencialidades do aluno com dislexia
Saúde, Educação Especial e Inclusiva, Educação Infantil, Formação de Professores, Língua Portuguesa e Literatura e Política Educacional

A produção científica sobre dislexia tem sido bastante ampliada no cenário educacional brasileiro, tendo apontado diferentes aspectos que merecem uma análise mais acurada. Dentre os aspectos que se sobressaem nessas produções, relevamos o papel do professor e as potencialidades do aluno com dislexia, a fim de buscar respostas à seguinte problematização: Quais as orientações didáticas de que o professor pode fazer uso no despertar das potencialidades do aluno com dislexia no contexto escolar? Para tanto, faz-se necessária uma reflexão acerca do tema dislexia, a fim de dar suporte ao professor sobre como diagnosticar e como saber lidar com alunos com dislexia no contexto escolar.

Análise crítica da proposta curricular para o 6º ano do Ensino Fundamental do Estado do Rio de Janeiro
Geografia, Formação de Professores e Política Educacional

Este artigo tem como objetivo realizar uma análise sobre o Currículo Mínimo do 6º ano utilizado nas escolas públicas da Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro, trazendo aspectos referentes à sua elaboração e sobre como ele afeta os docentes e a parte principal de todo o sistema educacional: os alunos. O trabalho está dividido em tópicos que abordam diferentes aspectos sobre nosso objeto central de estudo, usando como fonte, além de alguns autores, as observações realizadas por mim durante o período de estágio.