Biblioteca

Filtrar os artigos

Pesquisar na Biblioteca

Selecione uma ou mais opções

Nível de ensino

Selecione uma ou mais opções

Natureza do trabalho

Selecione apenas uma opção

Categoria de Ensino

Selecione uma ou mais opções

Ciências Ambientais

Ciências da Saúde

Ciências Exatas e da Terra

Ciências Humanas

Educação

Letras, Artes e Cultura

Políticas Públicas


Filtros aplicados:

Categoria de Ensino: Espaços Urbanos; Política Cultural; Política Educacional
Limpar filtros
Educação Infantil: as práticas inovadoras e o uso das mídias como ferramenta de aprendizagem no município de Ananindeua/PA
Educação Infantil, Outras Mais Específicas e Política Educacional

Diante do cenário que se impôs em razão da pandemia da covid-19 na área da Educação, em especial da Educação Infantil, é preciso rever conceitos e paradigmas, buscando novas formas de assegurar o ensino aos alunos. Este estudo tem por objetivo analisar e propor o desenvolvimento de estratégias para a aplicação de um método inovador de ensino no qual seja possível aliar as aulas presenciais às aulas remotas, o que, em tempos de covid-19, tem se evidenciado uma ferramenta eficiente, com tendência a permanecer posteriormente. O professor, mais uma vez, superou-se, mostrando ser um verdadeiro arquiteto da educação.

Ensino de História em tempos de crise: a pandemia e o convite à essencialização da História na aprendizagem escolar
História, Instituição Escola e Política Educacional

O presente artigo corresponde a uma inquietação: o que ensinar no ensino remoto? A pandemia do coronavírus alterou as formas e os formatos das relações educacionais e, com isso, os processos de aprendizagem sofreram grande impacto com a falta de compreensão sobre o novo contexto em que a escola foi inserida. Do ponto de vista do ensino de História, buscamos neste trabalho apresentar um breve panorama de como as instituições escolares se posicionaram durante a pandemia (até esse momento) e, a partir da análise dos pareceres do Ministério da Educação, problematizamos as condições às quais a formação escolar foi submetida e o esvaziamento do currículo de História.

A retórica da “modernização” na formação docente
Avaliação, Formação de Professores e Política Educacional

Este texto foca na centralidade dos discursos da modernização que são influenciados por agências multilaterais para formação docente. Nesta perspectiva, tem como objetivo refletir e alertar pesquisadores da educação sobre a retórica que vem delineando a atuação dos docentes. Referenciamo-nos, especialmente, em Duarte, Ball, Shiroma, Freitas, Oliveira e Laval, entre outros pesquisadores que alertam para o fato de que esses discursos produzem a desvalorização, pragmatismo e desintelectualização da formação inicial e continuada do docente.

Levantamento de concepções, abordagens e vertentes em Educação Ambiental com professores de uma unidade escolar do Ensino Médio
Ecologia e Meio Ambiente, Biologia e Biociências, Formação de Professores, Instituição Escola, Vivências de Sala de Aula e Política Educacional

Considerando a variedade de discursos em Educação Ambiental e os desafios para sua implementação em âmbito escolar, o presente estudo visa a promover reflexões, analisar e identificar vertentes pedagógicas predominantes sobre o tema em uma unidade escolar. O estudo ocorre a partir de pesquisa documental e aplicação de questionário junto ao corpo docente da unidade, utilizando como modelo político-pedagógico para a Educação Ambiental as vertentes: conservadora, pragmática e crítica. Diante da análise proposta, constatam-se relatos de ausência de disciplinas relacionadas à Educação Ambiental durante a graduação dos professores.

O ensino de Língua Portuguesa no Brasil e as diferenças dialetais: a proposta do bidialetalismo funcional de Magda Soares
Formação de Professores, História da Educação, Instituição Escola, Língua Estrangeira e Política Educacional

Este trabalho discute o ensino de Língua Portuguesa no Brasil a partir da proposta do bidialetalismo funcional, elaborada por Magda Soares. A metodologia utilizada foi a pesquisa bibliográfica. Os resultados da pesquisa indicaram os pontos em que existem mais dificuldades no ensino da língua relativamente aos aspectos que caracterizam a variedade falada pela maioria dos alunos. Com a pesquisa, concluímos que se faz necessário revisar as metodologias de ensino de LP adotadas em diversas escolas. Sugerimos, ao final, uma atividade que pode ser realizada com eventuais adaptações.

As Diretrizes Curriculares do Estado do Paraná - concepções curricular e pedagógica e organização curricular
Geografia, Instituição Escola e Política Educacional

O artigo objetiva discutir as concepções curricular e pedagógica presentes nas Diretrizes Curriculares Estaduais do Paraná implementadas a partir de 2008, bem como a organização curricular correspondente. Analisam-se exclusivamente as diretrizes de Geografia, focando nos anos finais do Ensino Fundamental. Mediante pesquisa documental com suporte bibliográfico, demonstra-se a perspectiva crítica em que estão fundamentadas as referidas concepções, assim como evidencia-se a opção das diretrizes por uma organização curricular disciplinar com base em perspectiva acadêmica.

Impactos da covid-19 na educação em Paulista/PB: uma influência das mídias digitais
Computação e Tecnologias, Física, Educação a Distância, Formação de Professores e Política Educacional

Com a disseminação da covid-19, muitas atividades dos diversos setores sofreram modificações, especialmente o educacional. Os professores tiveram que rever suas metodologias e se adequar à nova realidade. A partir de então esses profissionais passaram a ministrar suas aulas de forma remota em plataformas online. Este trabalho tem o objetivo de investigar como os professores da cidade de Paulista/PB estão lidando com essa realidade e de que forma eles vêm adaptando suas metodologias.

A tecnologia aliada à educação em locais afastados de grandes centros urbanos na Amazônia – o caso do município de Brasil Novo/PA
Computação e Tecnologias, Formação de Professores, Instituição Escola, Vivências de Sala de Aula e Política Educacional

O uso de equipamentos tecnológicos no campo da educação pode oferecer contribuições importantes ao processo de ensino-aprendizagem se observadas as condições adequadas de sua utilização. Constata-se uma disparidade na distribuição de recursos tecnológicos nas escolas públicas brasileiras. Nas regiões afastadas dos centros urbanos, a exclusão digital é um problema iminente. O presente trabalho analisa, a partir da perspectiva de docentes, o uso de equipamentos tecnológicos no Ensino Fundamental no município de Brasil Novo/PA.

Política setorial de educação – um olhar sobre as políticas públicas de democratização do acesso à Educação Básica com vistas ao ensino em área de risco social
Educação Infantil e Política Educacional

Este estudo pretende analisar as políticas públicas de democratização do acesso à Educação Básica do município de Cachoeiro de Itapemirim/ES. O projeto irá alicerçar-se em pesquisa de caráter documental e bibliográfico que se desenvolverá com apoio da análise de marcos legais e de documentos oficiais referentes à Educação Infantil, a fim de tornar possível uma análise capaz de identificar os desdobramentos no âmbito da política educacional municipal, bem como os desafios contemporâneos da Educação Infantil em comunidades periféricas com alto teor de risco social.

Análise descritiva do livro didático "Português para crianças surdas, escrita e leitura no cotidiano"
Educação Especial e Inclusiva, Educação Infantil, Formação de Professores, Instituição Escola, Vivências de Sala de Aula, Língua Portuguesa e Literatura e Política Educacional

Um livro eletrônico editado pela UFMG é uma ótima referência para professores de Língua Portuguesa que vão trabalhar com alunos surdos. Serve como manual para professores, apresentando boa estrutura em termos de organização; contém um sumário bem estruturado com os devidos conteúdos divididos em três unidades, divididas em lições; cada unidade possui um tema chamativo e atraente, para que provoque e desperte interesse por parte dos alunos. O livro também conta com lista de atividades, que precisarão do auxílio do material em Libras para que possam ser realizadas.