Biblioteca

Filtrar os artigos

Pesquisar na Biblioteca

Selecione uma ou mais opções

Nível de ensino

Selecione uma ou mais opções

Natureza do trabalho

Selecione apenas uma opção

Categoria de Ensino

Selecione uma ou mais opções

Ciências Ambientais

Ciências da Saúde

Ciências Exatas e da Terra

Ciências Humanas

Educação

Letras, Artes e Cultura

Políticas Públicas


Filtros aplicados:

Categoria de Ensino: Espaços Urbanos; Política Cultural; Política Educacional
Limpar filtros
Programa Novo Mais Educação: uma política de tempo ou de educação integral?
Política Educacional

Este trabalho acompanhou o desenvolvimento do Programa Novo Mais Educação na Escola Municipal Oscar Weinschenck, em Queimados/RJ, de outubro a novembro de 2018. Um dos objetivos da observação das práticas é refletir como as políticas são recontextualizadas e colocadas em prática no cotidiano escolar.

Reflexões sobre a escola em ciclos no Brasil – uma análise crítica
Instituição Escola e Política Educacional

Este trabalho visa apresentar uma perspectiva crítica acerca da política de progressão continuada no Brasil e seus esforços na tentativa de combater os índices de evasão escolar. Para isso, faremos em um primeiro momento um delineamento histórico a respeito da implementação das escolas em ciclo sob a égide da progressão continuada e em seguida algumas considerações, relacionando o tema aos interesses dos organismos internacionais na educação brasileira, apontando alguns desdobramentos.

O vínculo social do educador e do educando diante da indisciplina escolar
Saúde, Psicologia, Formação de Professores e Política Educacional

Este trabalho se propôs a analisar o vínculo social existente entre educador e educando e como isso poderia influenciar o processo de aprendizagem em toda a sua amplitude. Considerando o viés omnilateral da aprendizagem; as profissões ou fazeres impossíveis apresentados por Freud: governar, educar, analisar e fazer desejar (contribuição de Lacan); os discursos apresentados por Lacan: Do mestre, Da histérica, Do universitário e Do analista; um olhar sobre a indisciplina como uma forma de aprendizagem e a disciplina como fator positivo e não punitivo nesse processo, perpassando o conteúdo, as relações interpessoais (laços sociais), a metodologia de ensino e sociedade como um todo.

Patrimônio material e ensino de História: a importância da História local em sala de aula
História, Formação de Professores, Vivências de Sala de Aula, Outras Mais Específicas, Espaços Urbanos e Política Cultural

A legislação educacional brasileira incentiva a utilização e pesquisa dos bens patrimoniais das cidades como fonte de dados para o ensino de História, pois cria espaços de aprendizagem no cotidiano e mostra a importância de valorizar e preservar os locais e objetos históricos.

As ideias do texto “Concepção dialógica e as NTIC: a educomunicação e os ecossistemas comunicativos”
Computação e Tecnologias, Comunicação, Educação a Distância e Política Educacional

Esta resenha analisa um artigo que aborda a relação entre a educação e a comunicação, considerando as novas tecnologias de informação e comunicação e a forma como elas atuam nos processos de ensino-aprendizagem, visto que as interações são permeadas por esses recursos tecnológicos.

Políticas para a implementação de tecnologias educacionais na escola pública
Direito, Instituição Escola e Política Educacional

Há algumas décadas vêm sendo feitos esforços para inserir elementos de tecnologia nos processos educacionais. A legislação e as normas emanadas pelo MEC abordam esse assunto e valorizam esse processo de inserção. É preciso que se intensifique esse emprego das tecnologias de informação e comunicação – especialmente na escola pública de todos os níveis.

Inclusão educacional de autistas em escolas militares de Minas Gerais
Educação Especial e Inclusiva e Política Educacional

O Estado brasileiro tem o dever e o compromisso de assegurar a todos os brasileiros o acesso à educação, sendo a educação um direito social. Porém, mesmo com diretrizes específicas, como a instituição da Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista, a inclusão da pessoa autista na educação formal não é observada de forma plena em muitas escolas do país e há poucos estudos sobre a inclusão desses alunos nas escolas militares do país. Este artigo propõe a análise e discussão do processo de inclusão dos alunos autistas das unidades do Colégio Tiradentes da Polícia Militar de Minas Gerais (CTPM). Aplicou-se um questionário com perguntas objetivas sobre essa temática a gestores e professores das unidades da instituição. É conclusivo que há a necessidade de um programa de formação para professores e gestores e investimento em infraestrutura e pessoal para uma equipe multidisciplinar especializada. O artigo contribui para a maturidade do trabalho de inclusão do autista nas escolas militares do estado e do país.

A Filosofia teológica de Tomás de Aquino e sua importância para o processo educativo
Filosofia, História, Formação de Professores, História da Educação, Cidadania e Comportamento e Política Educacional

O presente trabalho é fruto de pesquisa bibliográfica sobre a filosofia teológica do tomismo para o processo educativo; Tomás de Aquino é o mais importante pensador medieval e a sua filosofia, indissociável da Teologia em sua época, ainda hoje tem importância para o processo pedagógico e para o educador da atualidade, em que merecem destaques três aspectos do pensamento tomasiano para a atualidade: a valorização do mundo material; a afirmação da primazia da virtude da prudentia; e a perspectiva da prudentia negativa em Filosofia. Sem esse referencial, nossas decisões não se fundamentam, pois acabam sendo tomadas com base em preconceitos, por razões interesseiras, ou por qualquer outro motivo, nunca com base em princípios éticos e morais.

Gestão escolar brasileira
Instituição Escola e Política Educacional

As escolas, nas últimas décadas, vêm passando por grandes mudanças, provenientes do clamor da sociedade, que reivindica uma educação de qualidade. Há mais de 80 anos a gestão escolar brasileira trabalha em defesa de projetos para ação ativa na educação pública que tragam conteúdos de nível mais elevado. A gestão democrática tornou-se a bandeira principal de luta dos educadores, resultando em aprovação de princípios para tal. O Plano Nacional de Educação resgata os princípios para um bom preparo de conteúdos para a prática docente no ensino-aprendizagem do plano escolar anual.

O lúdico como processo inclusivo no ambiente escolar
Educação Especial e Inclusiva e Política Educacional

Este artigo discute questões referentes à importância da ludicidade no processo de inclusão no ambiente escolar. Tem como objetivo mostrar que a inclusão é algo que pode acontecer, basta pensar nas necessidades do portador de deficiência e enxergá-lo como ser humano, como qualquer cidadão, com suas dificuldades, mas também com suas capacidades. A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional garante o direito desses educandos a atendimento preferencialmente na rede regular de ensino, com respeito a suas habilidades e individualidades. Nesse contexto, cabe à escola proporcionar um ambiente favorável ao aluno com necessidades especiais. Os jogos e atividades lúdicas são grandes aliados dos docentes e dos mediadores que atuam com alunos portadores de necessidades especiais para flexibilizar e dar opções para o aprendizado.