Biblioteca

Filtrar os artigos

Pesquisar na Biblioteca

Selecione uma ou mais opções

Nível de ensino

Selecione uma ou mais opções

Natureza do trabalho

Selecione apenas uma opção

Categoria de Ensino

Selecione uma ou mais opções

Ciências Ambientais

Ciências da Saúde

Ciências Exatas e da Terra

Ciências Humanas

Educação

Letras, Artes e Cultura

Políticas Públicas


Filtros aplicados:

Categoria de Ensino: Antropologia; Arqueologia; Comunicação; Direito; Economia; Filosofia; Geografia; História; Psicologia; Sociologia; Teologia
Limpar filtros
“Seu filho anda falando muito na aula”
Comunicação, Filosofia, Sociologia, Avaliação, Educação Infantil, Formação de Professores, Instituição Escola, Vivências de Sala de Aula, Outras Mais Específicas e Política Educacional

Este artigo tem como objetivo propor uma discussão teórica a respeito de determinadas tradições discursivas (TDs) que salientam disparidades socioculturais em ambiente escolar, mais especificamente na relação professor-aluno. Para tanto, parte de uma teorização acerca da maneira como determinadas expressões veiculam ideias preconcebidas em senso comum pouco interessante à construção do conhecimento colaborativo, na medida em que são legitimadas pela linguagem – aqui tratada como um fenômeno sociocultural que muito tem a dizer sobre as estruturas sociais não só da Escola, mas também de outros setores sociais.

Documentos históricos: ferramenta do historiador e da práxis pedagógica do docente
História e Formação de Professores

Há muitos anos, os documentos históricos eram utilizados no método pedagógico tradicional como comprovação de que algo aconteceu ou como reforço de conteúdo. Este artigo busca refletir sobre eles e seu uso pedagógico nas escolas. Por revisão bibliográfica, foi possível refletir sobre a utilidade e funcionalidade para o ensino, com o aporte teórico de autores como Haidt, Hobsbawm e Libâneo, entre outros.

Reflexões sobre a formação de professores: características, histórico e perspectivas
Antropologia, Comunicação, Educação Especial e Inclusiva, Educação Infantil, Formação de Professores e Política Educacional

O presente trabalho é fruto de uma pesquisa bibliográfica sobre a formação docente ao longo da história. A maioria dos países, como o Brasil, ainda não obteve êxito em alcançar os padrões mínimos para colocar a profissão docente à altura da sua importância social. Percebe-se também a permanência da dissociação entre teoria e prática pedagógica.

Personagens-deuses-afros e suas mitologias – em busca das narrativas perdidas na escola
Antropologia, Vivências de Sala de Aula, Língua Portuguesa e Literatura e Política Educacional

O respeito à diversidade religiosa deve ser praticado na escola, de modo a criar uma cultura de tolerância; se o Brasil é um país laico, deve preservar e valorizar todas as denominações religiosas, sem preconceito. Uma experiência escolar mostra como isso pode ser feito.

O funcionamento dos ecossistemas: a natureza é macunaímica
Ecologia e Meio Ambiente, Biologia e Biociências, Filosofia e Língua Portuguesa e Literatura

A ciência não é neutra; as interferências religiosas, ideológicas e culturais estão presentes na formulação de qualquer proposta de conhecimento. Ao comparar os mundos de Macunaíma e de Alice, é possível perceber a diferença: enquanto a obra de Carroll cita 37 espécies de seres vivos (excetuando os humanos), a de Mário de Andrade relaciona 371, dez vezes mais! E, ao contrário dos personagens de Alice, a natureza se aproxima mais do modelo macunaímico, de viver e se desenvolver com pouco esforço.

Diversidades étnico-raciais na Educação Infantil
História, Psicologia e Educação Infantil

Este artigo trata da importância que têm práticas pedagógicas que abordem as diversidades étnico-raciais na Educação Infantil, pois essas práticas, realizadas desde o início da escolarização, faz com que a criança crie o sentimento de pertencimento racial e respeito à diversidade; para tanto, é necessária a formação docente inicial e a continuada.

A paternidade e a maternidade na construção da identidade do adolescente e a evasão escolar
Psicologia e Instituição Escola

Este trabalho verifica a repercussão que a paternidade e a maternidade acarretam na vida de adolescentes e a evasão escolar devido à gravidez precoce. Para isso foi utilizada a entrevista semiestruturada, com dois jovens do sexo masculino e dois do sexo feminino que tinham 15 e 18 anos quando seus filhos nasceram. A conclusão baseia-se nos dados levantados pela amostra estudada e na análise do material coletado; é possível verificar que a gravidez “interrompe” a vida por um período curto, principalmente da adolescente grávida. A família, em alguns casos, ajuda o casal adolescente; o casamento vem como forma de amenizar a situação.

Uma perspectiva sobre as políticas educacionais no contexto neoliberal
Antropologia, Sociologia, Formação de Professores e Política Educacional

Este artigo visa ampliar reflexões sobre os desafios educacionais no contexto neoliberal. As políticas neoliberais se enquadram na lógica da estrutura hierárquica capitalista, na qual a sociedade humana se torna estruturada e estruturante aos sujeitos sociais. As políticas em questão pulverizam as possibilidades de conscientização e emancipação dos indivíduos e sociedades de verdades politizadas no âmbito econômico e homogeneízam as perspectivas educacionais.

Contexto histórico da educação brasileira
História e História da Educação

A educação brasileira, nos últimos anos, passou por profundas transformações. Este trabalho visa conhecer e analisar diferentes momentos da história, identificando suas características, com base em pesquisa bibliográfica. É importante conhecer a História da Educação, desde que ela nos instigue a conservar o que há de bom e corrigir o que há de errado, sendo necessário garantir uma educação de qualidade e oportunidades iguais a todos.

Os três primeiros livros da Maré
Direito, Psicologia, Educação Infantil, Formação de Professores, Instituição Escola, Artes Plásticas, Cinema, Teatro e TV, Dança, Educação Artística, Educação Física e Música

O projeto editorial Novos Olhares, organizado por professores de João Pessoa, já possui 22 obras publicadas, tratando de vários temas relacionados à Educação. Neste artigo são comentados os artigos que compõem os três primeiros volumes da coleção, publicados pela ONG Maré.