Este trabalho foi recuperado de uma versão anterior da revista Educação Pública. Por isso, talvez você encontre nele algum problema de formatação ou links defeituosos. Se for o caso, por favor, escreva para nosso email (educacaopublica@cecierj.edu.br) para providenciarmos o reparo.

Arquivo Público do Estado de São Paulo

Mariana Cruz

Veias abertas de São Paulo

Imagem da página inicial do site
http://www.arquivoestado.sp.gov.br/

O Arquivo Público do Estado de São Paulo é um dos maiores do país; sendo assim, não é de surpreender que tenha verdadeiras preciosidades em seu acervo digitalizado. Mas talvez o mais interessante do site esteja contido nas seis pequenas fotografias que se encontram ao final da página inicial. É um prato cheio, aliás, é um verdadeiro banquete para quem quer conhecer um pouco mais da história da Terra da Garoa. Mas não só os curiosos como também professores, historiadores e estudantes vão encontrar um consistente material de estudo ao clicar nas fotos.

A primeira figura apresenta uma vasta documentação sobre a Imigração em São Paulo. Em seguida, encontramos Memória da Educação com diversos documentos sobre a história da Educação em várias cidades do estado nos séculos XIX e XX. É possível também encontrar relatórios, dados estatísticos, instruções pedagógicas, revistas, trabalhos escolares etc. As informações que estão ali podem ser uma boa maneira de captar “o desenrolar dos métodos pedagógicos, as modificações na estrutura física e patrimonial da educação pública”. Além disso, tal estudo possibilita conhecer diversos aspectos da vida cotidiana da sociedade, pelas suas relações com o meio escolar.

A foto cujo título é Viver em São Paulo traz uma imagem em P&B de uma rua de São Paulo ainda com trilhos de bonde. Ao entrar ali, é possível acessar o link “recenseando a população” e fazer uma consulta aos “maços da população de São Paulo”, ou seja, a uma série documental de caráter censitário produzida entre 1765 e 1850 com toda a população da Capitania (e, posteriormente, província).

Também é possível fazer uma busca dos periódicos. Lá estão diversas revistas de variedades das décadas de 1910 e 1920, como: Correio da Semana; Cigarra; A vida moderna; A Lua e Vida Paulista. Além das revistas, pode-se ler o Relatorio de Inspecção da Commissão de exame e inspeccção das habilitações operarias e cortiços no districto de Sta. Ephigenia (1893), bem como, clicando no link Memória da Escravidão, conhecer documentos sobre o tema que abrangem o período de 1764 a 1890.

Não poderiam ficar de fora as diversas edições do jornal Ultima Hora (entre 1951 e 1970), com milhares de fotografias, negativos e ilustrações (e ainda há uma nota permitindo que as imagens sejam utilizadas livremente para finalidades educativas).

O último link é sobre Memória Política e Resistência. Trata-se de um espaço criado para promover o acesso à documentação do acervo do Arquivo Público do Estado de São Paulo referente às lutas políticas e sociais no estado. Lá o internauta pode pesquisar diretamente os documentos e bancos de dados e suas imagens digitais.

Concluindo: o site do Arquivo Público de São Paulo é uma verdadeira viagem pelo túnel do tempo. E o melhor: com garantia da qualidade da documentação.

Publicado em 7 de maio de 2013

Publicado em 07 de maio de 2013