Este trabalho foi recuperado de uma versão anterior da revista Educação Pública. Por isso, talvez você encontre nele algum problema de formatação ou links defeituosos. Se for o caso, por favor, escreva para nosso email (educacaopublica@cecierj.edu.br) para providenciarmos o reparo.

Citador

Mariana Cruz

Sabedoria miojo

Imagem da página inicial do site
http://www.citador.pt

Nesta época em que textos de até 140 caracteres estão fazendo sucesso nas redes sociais e vídeos humorísticos de menos de cinco minutos bombam no Youtube, fica cada vez mais claro que a pressa passou a não ser mais inimiga da perfeição (também não dá para dizer que se tornou amiga). O fato é que as “rapidinhas” estão tomando cada vez mais espaço no mundo virtual. Aí vem a questão de como lidar com pensamentos profundos neste tempo em que textos de duas laudas são vistos como tratados.

O site Citador parece ter não só “entendido” essa urgência da internet como também a carência de profundidade nos conteúdos da rede. Assim, aliou esse dois elementos ao exibir o pensamento de grandes intelectuais, artistas e escritores de maneira compacta, em forma de citação ou trechos. Desse modo, é dar um mergulho (raso, mas prazeroso) no universo de Eça de Queiroz, Camões, Florbela Espanca, Wilde, Álvaro de Campos, Thomas Mann, Nietzsche e muitos outros.

Pode-se dizer que o Citador é um passatempo “cabeça”. Na página inicial aparecem as citações de três autores que vão mudando a cada instante. Se gostar de algumas delas, é só clicar para lê-la na íntegra e, se desejar, ler outras frases do autor. Assim, em poucos minutos ele pode passar de um mero desconhecido a um alguém com quem se tem ao menos um pouco de intimidade. Nesse trabalho de garimpagem, por vezes nos depararmos com nomes interessantes (e nem sempre muito conhecidos), como o poeta romano Púbilo Siro, e em três minutos ficamos sabendo um pouco sobre suas ideias: "Ninguém sabe aquilo que é capaz de fazer antes de ter tentado"; "Para atingir o ponto mais alto, tem de se começar pelo mais baixo" e "Aquele que sabe vencer-se na vitória é duas vezes vencedor". Abaixo de todas as citações consta o tema do qual elas tratam. Esta última, por exemplo, tem o tema “vitória”. Ao clicar, lá aparecem frases de outros autores sobre o tema. Chegamos então em Voltaire, Montaigne (“Caso não ponha fim à guerra, esta não será uma vitória”), Simone de Beauvoir, Churchill ("Os problemas da vitória são mais agradáveis do que aqueles da derrota, mas não são menos difíceis”).

Ao clicar em citações (segundo item da barra superior), vemos que elas estão divididas por temas, autores, imagens, cartoons, citários, citalivres e citações na imprensa. Há também o tópico “Pensamento”, que está dividido em temas e autores. A mesma divisão se aplica aos poemas que vêm com um item a mais: rimas. Neste item está uma série de palavras em ordem alfabética com diversas sugestões de rimas. Além de inspirar-se nos poetas consagrados, você também pode arriscar e fazer os seus próprios versos. No tópico “Tradicionais” estão temas relacionados à sabedoria popular: provérbios por tema, por palavras, advinhas, anedotas.

Outro aspecto interessante do site é que o leitor tem amplo espaço de participação; desse modo, além de instruir-se em poucos minutos, pode expor e criar suas próprias ideias, poemas, pensamentos e divulgar no site.

Publicado em 24 de setembro de 2013

Publicado em 24 de setembro de 2013