Este trabalho foi recuperado de uma versão anterior da revista Educação Pública. Por isso, talvez você encontre nele algum problema de formatação ou links defeituosos. Se for o caso, por favor, escreva para nosso email (educacaopublica@cecierj.edu.br) para providenciarmos o reparo.

Estudando Educação

Alexandre Rodrigues Alves

Para conhecer mais sobre educação

Imagem da página inicial do site
http://estudandoeducacao.com

Comandado por Ernesto Martins Faria, economista e coordenador de projetos da Fundação Lemann, o site Estudando Educação tem o objetivo de analisar políticas e práticas educativas pautado em números e indicadores. Seu objetivo não é apontar soluções, mas fazer análises e discussões sobre o tema.

Construído sobre a plataforma Wordpress, o blog possui, além dos posts publicados, seções como Na mídia, Estudando, No mundo, Números e Sobre, sem falar nas ferramentas de busca por tema ou por período e as de contato.

A seção Estudando traz as análises propriamente ditas, feitas por três especialistas a fim de obter pontos de vista diferentes. A seção Na mídia apresenta as matérias veiculadas sobre temas desenvolvidos no blog ou em que os dados listados nele foram usados para a realização dos trabalhos.

O bloco Educação no mundo relaciona políticas educacionais desenvolvidas em diversos países, organizadas por tema, a fim de avaliar a qualidade delas.

A seção Números exibe planilhas com dados calculados ou coletados pelo blog, contando com análises simples, com o objetivo de “orientar a leitura dos números”.

Na área Sobre estão as informações sobre o responsável pelo blog e o formulário para enviar análises e comentários.

Visualmente a página é bastante simples. Os posts, colocados à esquerda, têm boa quantidade de fotos e gráficos (até porque é um site com foco em números), além de links para vídeos. No alto estão as abas para as seções, e à direita estão as ferramentas (busca, contato etc.).

Como é um site voltado para números e análises, não era de se esperar que tivesse no apelo visual seu maior interesse.

Sendo uma ciência humana, a Educação não pode considerar que números e valores absolutos dão conta de situações peculiares e complexas ou que podem apontar soluções definitivas para questões que envolvem tantos fatores.

Mesmo assim, tais dados podem ser interessantes para identificar tendências e caminhos a serem buscados. Por isso, vale a pena a visita ao site.

Publicado em 4 de fevereiro de 2014

Publicado em 04 de fevereiro de 2014