Reduzir desigualdade na educação é uma questão de poder

Paul Krugman, um pesquisador considerado keynesiano, conquistou o Prêmio Nobel de Economia de 2008. Neste artigo, ele discute a relação entre educação e redução das desigualdades sociais e afirma que, mesmo sendo favorável às melhoras educacionais, a desigualdade só se dá se houver interesse político – e econômico – para isso. Krugman lembra que os salários dos norte-americanos com boa escolaridade permanecem no mesmo patamar há anos.

Publicado em 24 de março de 2015