Na educação, começamos a sair da indigência

Nesta entrevista a O Estado de S. Paulo, o filósofo, escritor e professor Mário Sérgio Cortella afirma que nos últimos trinta anos o Brasil tem avançado bastante em questões da educação escolar e que a manifestação dos estudantes da rede pública de São Paulo mostra que ainda há muito a fazer, especialmente em relação à qualidade e à existência de adultos analfabetos.

Publicado em 01 de março de 2016