Este trabalho foi recuperado de uma versão anterior da revista Educação Pública. Por isso, talvez você encontre nele algum problema de formatação ou links defeituosos. Se for o caso, por favor, escreva para nosso email (educacaopublica@cecierj.edu.br) para providenciarmos o reparo.

Aprendendo com Festas Juninas

Mara Lúcia Martins

Organizar uma festa pode promover socialização

Junho é um mês próprio para festas. É neste período que acontecem as festas religiosas chamadas juninas. Estas festas têm por si só um caráter ingênuo, que remete ao lúdico e ao engajamento de toda a comunidade escolar na sua realização. Assim, as festas, têm ajudado os professores ao longo de muitos anos a praticarem com os alunos tarefas extracurriculares. É a chamada interação, que fora da sala de aula, causa motivação e união entre alunos, pais, administração e mestres.

E não é só durante a festa, propriamente dita, que os educandos podem se utilizar desses acontecimentos para promover entrosamento entre os vários participantes da vida escolar. Os professores têm um vasto material para estudo e prática, que podem ser utilizados antes do grande acontecimento. É um momento de grande socialização que também pode ser aproveitado para melhorar a comunicação entre os professores das diferentes disciplinas e, também, entre a escola e a comunidade.

O estudo pode começar pela parte histórica com pesquisas sobre como ocorreram e onde as primeiras festas juninas, se houve variação e adaptação para determinado lugar ou se hoje ainda é mantido o caráter religioso da festa . Aos professores de história fica a sugestão de solicitar aos alunos uma pesquisa sobre a origem das festas juninas e seus precursores.

Cabe ao professor de português estudar textos que falam sobre as festas e do linguajar usados nas músicas e poemas, como: "São João dormiu / São Pedro acordo / Vamo sê cumpadre / Que São João mandô". Já o professor de matemática pode analisar com seus alunos como são feitos os balões e o de física pode propor um experimento em sala de aula, para se descobrir como funciona a bucha, o balão e o fogo. Mas que as experiências fiquem restritas à sala de aula! E aos professores de geografia convêm orientar que soltar balões pode causar incêndios e danos irreparáveis à natureza - balões e todos os seus ângulos convergem somente para enfeitar.

E os professores de educação física? Eles podem ficar responsáveis pelo ensaio das quadrilhas, de um modo divertido de aprender e de se exercitar. Os ensaios devem acontecer com bastante antecedência para a dança sair bem feita no dia da festa. Os alunos podem contribuir escolhendo que tipo de dança querem realizar - existem quadrilhas de origens e tipos diferentes de danças, algumas variantes, como o Bumba-meu-boi ou Boi-bumbá, que nessa ocasião também podem ser apresentadas.

Como a grande Festa Junina acontece no mês de junho, normalmente ela é realizada antes do começo das férias do meio do ano, pegando a criançada na maior alegria possível. No ar ficam registrados os cheiros de pólvora dos estalinhos, de comidas típicas como salsichão e canjica, e a farra se completa com as brincadeiras presentes nas barraquinhas de brindes como pescaria, tiro ao alvo e argola.

Na hora da ornamentação pode-se contar com a participação de todos, pois não há quem não queira participar da colagem das bandeirinhas e arrumação das barraquinhas, da fogueira e da elaboração dos trajes que sempre são uma surpresa e caracterizam o grande destaque da festa! Todos querem se vestir de maneira a incorporar o personagem que interpreta na quadrilha: caipira, padre, noiva, noivo, padrinho etc.

Festa Junina é meio parecida com o Natal: todo mundo quer participar. No Natal todos estão com o espírito leve voltado para a comemoração do nascimento de Cristo; nas festas juninas há o desejo de voltar às raízes, tornar a vida mais interiorana, simples, ingênua - uma maneira de sobreviver à violência e ao afastamento das pessoas em torno de um objetivo comum.

Leia também: Especial Festa Junina

Publicado em 20/06/2005

Publicado em 01 de janeiro de 2002