Lutando pela ética: docência nas aulas de Educação Física durante a pandemia da covid-19: a experiência dos alunos do IF Sudeste MG – Câmpus Rio Pomba

Deivison Ribeiro Oliveira

Graduando em Educação Física (IF Sudeste MG - Câmpus Rio Pomba)

Lucas José da Silva Menezes

Graduando em Educação Física (IF Sudeste MG - Câmpus Rio Pomba)

Vitor Rodrigues Junqueira Carvalho

Graduando em Educação Física (IF Sudeste MG - Câmpus Rio Pomba)

O Estágio Supervisionado, como disciplina obrigatória, oportuniza aos discentes dos cursos de licenciatura integrar teoria e prática, por ser uma atividade que oferece a possibilidade de os envolvidos adquirirem experiência específica, contribuindo de forma positiva para a vida acadêmica e profissional dos discentes que ali se envolvem dinamicamente.

No projeto pedagógico do curso de licenciatura em Educação Física do IF Sudeste MG - Câmpus Rio Pomba, a ementa da disciplina Estágio Supervisionado no Ensino Médio traz como objetivo a oportunidade de o discente vivenciar a Educação Física em aulas regulares do 1º ao 3º ano do Ensino Médio, desenvolvendo atividades de docência compartilhada plenamente planejadas e em situações escolares de ensino básico na condição de assistentes de professores experientes e sob a supervisão de uma equipe de professores da escola de formação, com avaliação conjunta pela escola de formação e pelas escolas campos de estágio, com objetivos definidos e tarefas claras, em que as duas instituições assumem responsabilidades e se auxiliam nos procedimentos pertinentes. Assim, o objetivo deste relatório é descrever as experiências adquiridas durante a disciplina Estágio Supervisionado no Ensino Médio, cursada de forma remota por ocasião da pandemia da covid-19.

Desenvolvimento

O estágio, orientado pela professora doutora Ana Paula Muniz Guttieres, foi realizado na própria instituição de ensino superior, onde há turmas de cursos técnicos integrados ao Ensino Médio. As aulas foram planejadas e ministradas em uma turma de 2º ano do curso de Zootecnia e supervisionadas pela professora mestra Paula Bárbara Miranda Camilo. Os encontros aconteceram na plataforma Google Meet e tiveram duração de 30 minutos, conforme o Plano Pedagógico de Atividades Remotas da instituição.

Durante as cinco aulas ministradas, o objetivo geral foi trabalhar com o conteúdo de lutas nas aulas de Educação Física e, concomitantemente, com o tema transversal Ética. Os objetivos específicos foram: compreender os conceitos históricos das lutas de modo geral; compreender o histórico olímpico das modalidades de lutas (boxe; esgrima; judô; karatê e taekwondo), já que as aulas foram ministradas em ano olímpico; compreender a importância da ética nas atitudes diárias e na prática das lutas; compreender as propriedades das lutas com agarre; compreender as propriedades das lutas com golpes.

Aula 1

A primeira aula foi pautada nos seguintes objetivos: compreender os conceitos históricos das lutas de modo geral; conhecer os conceitos teóricos das lutas no Brasil e no mundo; identificar as modalidades de lutas que existem e colaborar de forma participativa com o desenvolvimento da aula. Durante a aula foram apresentados slides com fotos de algumas modalidades de luta (judô, esgrima, sumô, jiu-jitsu, boxe, muay thai e taekwondo, entre outras). Durante a apresentação das fotos foi perguntado aos alunos se eles conheciam alguma daquelas modalidades, se já praticaram e se conheciam alguma regra. Após o diagnóstico, foi falado sobre a história delas, onde e quando começaram a ser disputadas. E por último cada modalidade foi abordada individualmente.

Aula 2

A segunda aula teve os seguintes objetivos: compreender o histórico olímpico das modalidades de lutas (boxe; esgrima; judô; karatê; taekwondo); conhecer as modalidades de lutas existentes nas olimpíadas; identificar alguns atletas que fazem parte da história olímpica do Brasil e colaborar de forma participativa com o desenvolvimento da aula. A aula foi iniciada com algumas perguntas: “Vocês acompanham as lutas nas olimpíadas?”; “Vocês sabem o nome de algum(a) medalhista olímpico(a) do Brasil?”; “Você sabe as modalidades de lutas que estão presentes nas olimpíadas?”. Após o diagnóstico, foi abordado o histórico das lutas nas olimpíadas, bem com as modalidades e as curiosidades; a aula foi ministrada utilizando apresentações de slides sobre o tema.

Aula 3

A terceira aula foi pautada nos seguintes objetivos: compreender a importância da ética nas atitudes diárias e na prática das lutas; conhecer o conceito de ética e seus valores; identificar a diferença entre briga e lutas e compreender a importância da ética nas lutas e seu impacto no dia a dia. A aula foi iniciada com uma pergunta: “Você sabe o que é ética?”. Logo após foi passado para os alunos o conceito de ética e seus valores, um pouco da ética na profissão de zootecnistas; posteriormente foi abordada a diferença entre brigas e lutas. A aula foi ministrada utilizando slides sobre o tema e ao final foi passado um vídeo que trazia a conduta ética de um lutador.

Aula 4

A quarta aula tinha os seguintes objetivos: compreender as propriedades das lutas com agarre; conhecer o conceito da ação agarre dentro das lutas e as modalidades que compõem essa categoria; compreender as particularidades das duas modalidades (judô e jiu-jitsu) que fazem parte da categoria de lutas com agarre e identificar atitudes éticas que podem vir a acontecer durante as lutas de agarre. A aula foi iniciada com uma apresentação de slides mostrando aos alunos o conceito de lutas com agarre. Foi importante passar para os alunos que essa categoria tem esse nome porque seria uma ação básica que representa os objetivos comuns entre as modalidades (derrubar, controlar, fixar). Posteriormente, apresentamos brevemente aos alunos as modalidades de judô e jiu-jitsu, especificamente sua história, seu uniforme e os golpes existentes em ambas.

Aula 5

A aula será pautada nos seguintes objetivos: compreender as propriedades das lutas com golpes; conhecer o conceito da ação de golpear dentro das lutas e as modalidades que compõem essa categoria; compreender as particularidades das duas modalidades (boxe e taekwondo) que fazem parte da categoria de lutas com golpes e identificar atitudes éticas que podem vir a acontecer durante as lutas com golpes. A aula iniciou com uma apresentação de slides mostrando aos alunos o conceito de lutas com golpes. Foi importante passar para os alunos que essa categoria tem esse nome porque existem movimentos com o objetivo de golpear o adversário com os punhos (boxe) e utilizando mãos e pernas conjuntamente (taekwondo). Mostramos aos alunos os tipos de golpes existentes (chutes, socos isoladamente ou numa mesma luta). Posteriormente apresentamos brevemente aos alunos as modalidades de boxe e o taekwondo, especificamente a história, o uniforme e os golpes existentes em ambas.

Resultados

Ao final das cinco aulas, os alunos precisaram criar uma propaganda referente ao que aprenderam, devendo expor que a ética se pauta em valores, costumes e tradições seguidas por nós, indivíduos, mostrando que ela tem implicação direta com a forma e a maneira como nós agimos enquanto comunidade. O material deveria ser em forma de manchete de jornal, para o qual eles deveriam escolher uma situação na luta em que na visão deles era ética ou não ética, relatando como e onde ocorreu o fato.

Figura 1: Notícia produzida pelos alunos

Figura 2: Notícia produzida pelos alunos

As aulas foram ministradas conforme o planejamento; através da atividade desenvolvida pelos alunos foi possível identificar que que eles conseguiram assimilar todo o conteúdo ministrado. Além de entender o conceitual das lutas, conseguiram absorver o conteúdo atitudinal passado.

Referências

ALVES JUNIOR, Edmundo de Drummond. Discutindo a violência nos esportes de lutas: a responsabilidade do professor de Educação Física na busca de novos significados para o uso das lutas como conteúdo pedagógico. “Usos do passado”. XII ENCONTRO REGIONAL DE HISTÓRIA - ANPUH-RJ, 2006.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Educação Física. Brasília: MEC, 1997. v. 7.

CAZETTO, F. Lutas e artes marciais na escola: "das brigas aos jogos com regras", de Jean-Claude Olivier. Motrivivência, Florianópolis, ano 20, nº 31, p. 251-255, dez. 2008.

COMITÊ OLÍMPICO DO BRASIL. Site oficial. Disponível em: https://www.cob.org.br.

DARIDO, S. C. et al. Temas transversais e a Educação Física escolar. Rio Claro: Letpef/Unesp, s/d.

GOMES, Mariana Simões Pimentel. Procedimentos pedagógicos para o ensino das lutas: contextos e possibilidades. 2008. 119f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2008.

PEREIRA, Álex Sousa. Livro-experiência para o ensino-aprendizagem das lutas na Educação Física do Ensino Fundamental e Ensino Médio. 2018.

Publicado em 06 de julho de 2021

Como citar este artigo (ABNT)

OLIVEIRA, Deivison Ribeiro; MENEZES, Lucas José da Silva; CARVALHO, Vitor Rodrigues Junqueira. Lutando pela ética: docência nas aulas de Educação Física durante a pandemia da covid-19: a experiência dos alunos do IF Sudeste MG – Câmpus Rio Pomba. Revista Educação Pública, v. 21, nº 25, 6 de julho de 2021. Disponível em: https://educacaopublica.cecierj.edu.br/artigos/21/25/lutando-pela-etica-docencia-nas-aulas-de-educacao-fisica-durante-a-pandemia-da-covid-19-a-experiencia-dos-alunos-do-if-sudeste-mg-r-campus-rio-pomba