Análise descritiva do livro didático "Português para crianças surdas, escrita e leitura no cotidiano"

Andressa Veneranda da Silva

Licencianda em Pedagogia (UEMA)

O livro Português para crianças surdas, leitura e escrita no cotidiano tem como autoras Giselli Mara da Silva e Angélica Beatriz Castro Guimarães; a primeira é doutora em Estudos Linguísticos pela Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais (FALE/UFMG), mestra em Educação (FE/UFMG) e licenciada em Letras - Português (FALE/UFMG). Desde 2004, atua na área de educação de surdos, tendo sido professora de Português como segunda língua para surdos no Ensino Fundamental e formadora em cursos para professores. Atuou no Centro de Capacitação de Profissionais da Educação e Atendimento às Pessoas com Surdez da Secretaria de Educação de Minas Gerais (CAS/SEE-MG), formando professores para surdos e elaborando de materiais didáticos para o ensino de Libras como segunda língua.

Angélica Beatriz Castro Guimarães é graduada em Artes Plásticas (UFU) e mestra em Artes (UFMG). Atualmente é professora assistente da Universidade Federal de Minas Gerais. Na graduação, atua nas áreas de Artes Digitais e Design abordando desenhos, projetos de interação e visualização da informação. É doutoranda em Artes pela mesma universidade.

O livro é resultado de uma parceria da Faculdade de Letras e a Escola de Belas Artes da UFMG, com apoio de órgãos como a Pró-Reitoria de Extensão (Proex), o Núcleo de Acessibilidade e Inclusão (NAI), o Centro de Extensão da Faculdade de Letras (Cenex-FALE), o Centro de Apoio à Educação a Distância (CAED). A obra tem como desenvolvedoras de conteúdo Giselli Mara da Silva, Stéfanie Veríssimo Bastos, Elesandra Jaci Rodrigues, Michelle Duarte Ferraz de Melo, Alessandra Caroline Ribeiro da Silva, Gilsane Moraes Silva, Eva dos Reis Araújo Barbosa, Geice Verassani Lemos da Silva e Ágatha Carolline de Oliveira Galdino. As autoras contaram com o apoio de Sônia Aparecida Leal Vitor Romeiro e Cristiana Torres Klisma para traduzir os textos instrucionais do Português para Libras e para revisão geral das instruções de Libras; o revisor foi Tales Douglas Moreira e Elisa Diogo Rigetto criou o projeto gráfico do livro; as ilustrações tiveram como apoio Débora Mini Almeida, que teve como auxiliar Ana Luíza de Castro.

O livro didático é um manual para professores, apresenta boa estrutura em termos de organização, contém um sumário bem estruturado com os devidos conteúdos divididos em três unidades, divididas em lições; cada unidade possui um tema chamativo e atraente, para que provoque e desperte interesse por parte dos alunos. O livro também conta com lista de atividades, que precisarão do auxílio do material em Libras para que sejam realizadas. Para definição dos conteúdos, as autoras tomaram como alvo principal a “família”; a unidade 1 tem como tema “Quem sou eu?”; a unidade 2, “Minha família”; e a unidade 3, “Minha rotina”, sendo esses conteúdos bastante importantes no processo de escolarização da criança surda e de qualquer outra criança.

O material se encontra em formato eletrônico, bem arquitetado em relação à organização de páginas, espaçamentos e ao próprio conteúdo; foram utilizadas cores bastante atraentes, que despertam a atenção não só do aprendiz como também de demais leitores. As ilustrações são bastante divertidas e chamativas, conseguem prender a atenção do aluno facilmente. Trata-se de um livro com um título atrativo e que possui uma linguagem bastante clara, objetiva e de fácil compreensão, possui atividades bem legais para desenvolver com as crianças, sem contar que o livro didático possui boa variedade de cores, que é outro aspecto de extrema importância quando se trata de prender ou chamar a atenção da criança. De acordo com as autoras, o livro foi definido em formato para publicação, fazendo uso de letras, espaçamentos e inserção de espaços para a resolução de exercícios pelos alunos; por isso, é importante o tamanho da publicação, de 21,5cm x 22,55cm, contendo 133 páginas.

O material utilizado por Giselli Silva e Angélica Guimarães é ideal para orientar o professor na sua prática em sala de aula com os alunos surdos, principalmente com as crianças de 9 anos de idade. Vale ressaltar que, por se tratar de material para auxiliar, o professor não deve se limitar somente ao livro didático, pois, uma técnica, ou melhor, um método que seja eficaz para um aluno pode não surtir efeito com os demais; por isso é importante que o professor seja capaz de inventar e reinventar suas práticas de ensino, principalmente quando se tratar de crianças com necessidades educativas especiais. Dessa forma, o material será de grande importância no processo de ensino-aprendizagem dos alunos, contribuindo de forma significativa.

Sim, é possível observar uma proposta pedagógica. As autoras buscam, por meio desse material, conseguir uma educação bilíngue para as crianças surdas, uma vez que sua primeira língua é a Libras (L1); elas pensaram nesse material como algo que proporcione uma segunda língua para essas crianças, sendo essa língua o Português (L2). Para se chegar a esse objetivo, elas proporcionam no livro uma série de conteúdos e metodologias específicas para trabalhar em cima dessa perspectiva, levando em consideração as especificidades e necessidades dos alunos.

Os materiais utilizados por elas, incluindo as atividades que compõem as unidades temáticas, são bastante diversificados, o que torna o livro ainda mais interessante para o ensino pelo professor. As autoras fazem indicações de leituras complementares para dar subsídio aos professores. Esse material didático é um livro eletrônico que é possível acessar pelo site da Faculdade de Letras da UFMG, no link: http://www.letras.ufmg.br/portuguesl2surdos/. O material é composto por um livro de Português, acompanhado de vídeos em Libras, os materiais em Libras são de suma importância para o acompanhamento das atividades.

Publicado em 31 de agosto de 2021

Como citar este artigo (ABNT)

SILVA, Andressa Veneranda da. Análise descritiva do livro didático "Português para crianças surdas, escrita e leitura no cotidiano". Revista Educação Pública, v. 21, nº 33, 31 de agosto de 2021. Disponível em: https://educacaopublica.cecierj.edu.br/artigos/21/33/analise-descritiva-do-livro-didatico-portugues-para-criancas-surdas-escrita-e-leitura-no-cotidiano