Este trabalho foi recuperado de uma versão anterior da revista Educação Pública. Por isso, talvez você encontre nele algum problema de formatação ou links defeituosos. Se for o caso, por favor, escreva para nosso email (educacaopublica@cecierj.edu.br) para providenciarmos o reparo.

Férias no CCBB

Karla Hansen

Arte para todos, todos os dias

Há uma clássica resolução de final de ano velho e início de novo da qual ninguém escapa e que, por sinal, é letra de um antigo verso de marchinha de carnaval: "Este ano não vai ser igual àquele que passou".

De fato, sob todos os aspectos, nenhum ano é igual a outro, queiramos ou não. Mas, se você quer realmente fazer a diferença, que tal começar com uma nova atitude diante das férias? E ao invés de se deixar embalar pela delícia de nada fazer, optar por cair numa espécie de farra artística e cultural?

Se você escolheu a segunda opção, nossa dica é um dos mais democráticos centros culturais da cidade, o Centro Cultural Banco do Brasil. Para quem ainda não conhece, o CCBB é uma espécie de oásis, que permite ao visitante fazer um intervalo e transcender à sinfonia caótica do centro da cidade. Só de entrar, já se sente que está numa outra dimensão, seja pela arquitetura majestosa que causa de imediato uma espécie de enlevo, seja pelo potente ar condicionado que contribui para que o CCBB seja considerado como um espaço de "primeiro mundo".

Ainda que essa ideia possa intimidar gente mais humilde, trata-se, sim, de um dos mais belos prédios do Rio de Janeiro, mas dos poucos que permite livre acesso a qualquer cidadão, não importando a classe social a qual o indivíduo possa pertencer. Ali, acontecem atividades gratuitas em praticamente todas as artes, e melhor do que simplesmente ver as exposições, o visitante também pode participar de laboratórios e oficinas em que tem a chance de explorar seus potenciais criativos e sua sensibilidade artística.

Para realizar essa integração entre público e arte, o CCBB criou o CCBB Educativo, que este ano se organizou para oferecer neste início de 2006, atividades que prometem arte e diversão para adultos e crianças (a partir dos cinco anos). Em clima de férias, o programa traz, até 29 de janeiro, oficinas de arte, visitas orientadas para todos os tipos de grupos, sessões de vídeos do cineclube, histórias sendo contadas para crianças e adultos, debates e atividades multimídia com o uso do computador etc. Tudo isso é gratuito e tem como tema principal a exposição "Por Ti América", que apresenta um painel do universo cultural das civilizações pré-colombianas do Continente Americano.

10/1/2006

Publicado em 10 de janeiro de 2006