Este trabalho foi recuperado de uma versão anterior da revista Educação Pública. Por isso, talvez você encontre nele algum problema de formatação ou links defeituosos. Se for o caso, por favor, escreva para nosso email (educacaopublica@cecierj.edu.br) para providenciarmos o reparo.

eTandem

Cláudia Dias Sampaio

Companheiros na aventura do conhecimento

O desejo de conhecer outro idioma, aliado aos novos meios de comunicação via internet, pode ser o passaporte para viagens nunca antes imaginadas.

Por exemplo: você já pensou em conversar com alguém que vive numa pequena cidade a 20 quilômetros de Luxemburgo? Pois o interesse em aprender uma nova língua pode ser o começo de uma amizade que atravessa oceanos e montanhas. Foi por intermédio de um amigo que Rodrigue soube da existência do eTandem. A necessidade de aprender português veio por causa da filha, "um pequeno anjo de olhos azuis", que um belo dia começou a repetir as palavras da mãe brasileira. Sem tempo para frequentar um curso regular e ansioso para entender as novas palavras pronunciadas por sua pequena, ele decidiu seguir o conselho do amigo: inscreveu-se no projeto em busca de um companheiro e cúmplice nesta aventura.

A parceria funciona da seguinte maneira: você quer aprender francês - no caso de Luxemburgo as línguas oficiais são francês e alemão - e Rodrigue português, então, vocês passam a se corresponder, cada um em sua língua, na tentativa de compreender o idioma do outro. O eTandem proporciona o encontro virtual e oferece algumas ferramentas que auxiliam o aprendizado. Trata-se de um projeto europeu, coordenado pela Universidade alemã Ruhr-Universität Bochum, em cooperação com International Tandem Network.

Na verdade, o projeto foi criado com o objetivo de proporcionar aos europeus o aprendizado de uma nova língua, mas, felizmente, como o site possui várias traduções, o mundo todo acabou se beneficiando. É uma ótima alternativa para quem domina noções do idioma que pretende aprender, ou é aluno de algum curso. Nestes casos, o aprendizado pelo eTandem serve como um suporte. Mas a experiência também pode ser bastante vantajosa para quem, como Rodrigue, não dispõe de tempo, e tem o imperativo da necessidade. O aprofundamento do estudo surge como efeito, pois a leitura das mensagens do parceiro é um estímulo ao uso de dicionários e gramáticas.

Você escolhe o perfil da pessoa com quem deseja se corresponder e, também, como será a comunicação de vocês: por e-mail, MSN, Skype ou telefone.

Após o cadastro, Rodrigue recebeu por e-mail a informação de que começava a busca por seu companheiro e, depois de algum tempo - que varia de acordo com as exigências de cada um quanto ao perfil solicitado -, Rodrigue recebeu outra mensagem. Desta vez, o eTandem informava que tinha encontrado o companheiro e em anexo estava o endereço eletrônico dele. Começava aí uma fase de muitas descobertas. Uma viagem guiada pelas palavras de uma estrangeira que vive em uma grande cidade de um país tropical, com todas as peculiaridades deste universo, em princípio, tão diverso do ambiente tranquilo da pequena Arlons, província de Luxemburgo.

O aprendizado é construído a cada nova mensagem, juntos eles percebem que aprender um idioma desta maneira é instigante e até mesmo divertido. Afinal, como deve ser a vida em um país com uma cultura e uma natureza tão distintas das nossas? E o que pensam os moradores desta cidade sobre nós, brasileiros? Estas são apenas algumas perguntas que começam a surgir. O aprendizado da língua acontece paralelamente à descoberta do outro, em princípio exótico, mas ligado essencialmente pelo mesmo desejo: o conhecimento.

18/7/2006

Publicado em 18 de julho de 2006