Este trabalho foi recuperado de uma versão anterior da revista Educação Pública. Por isso, talvez você encontre nele algum problema de formatação ou links defeituosos. Se for o caso, por favor, escreva para nosso email (educacaopublica@cecierj.edu.br) para providenciarmos o reparo.

Inspirações de fim de ano

(Ivone Boechat)

O tempo passa. Algumas coisas mudam, outras nem tanto. O mês de dezembro, por exemplo, tem sempre no ar alguma tensão inexplicável, uma certa pressa em realizar as últimas tarefas do ano e tomar fôlego para um novo ciclo. É tempo de refletir sobre o ano que termina, celebrar as conquistas e avaliar o que precisa mudar. E para renovar as esperanças: muita confraternização. A professora Ivone Boechat nos presenteou com dois poemas.

MULHER

Um aroma suave
exalou das mãos do Criador,
quando seus olhos contemplaram
a solidão do homem no Jardim!

Foi assim:
o Senhor desenhou
o ser gracioso, meigo e forte,
que Sua imaginação perfeita produziu.
Um novo milagre:
fez-se carne,
fez-se bela,
fez-se amor,
fez-se na verdade como Ele quer!
O homem colheu a flor,
beijou-a, com ternura,
chamando-a, simplesmente,
Mulher!

NATAL

(Ivone Boechat)

Acende as velas
da árvore de sua vida
para aquecer a família
neste Natal!

Pendure os presentes,
bem amarrados,
e faça uma promessa
a você mesmo
de se libertar
dos passados.

Faça um pisca-pisca
dos seus olhos,
e não dê tanta
importância
às coisas passageiras.
A vida é um festival!

Siga em frente!
Prepare a ponteira
da árvore para indicar
novo caminho,
afinal,
tudo é festa,
nesta noite de Natal!

Publicado em 05/12/2006

Publicado em 05 de dezembro de 2006