Este trabalho foi recuperado de uma versão anterior da revista Educação Pública. Por isso, talvez você encontre nele algum problema de formatação ou links defeituosos. Se for o caso, por favor, escreva para nosso email (educacaopublica@cecierj.edu.br) para providenciarmos o reparo.

A África e a mulher em versos

Conceição Evaristo

Depois de tanto ouvir sua mãe contar histórias infantis e concluir seus estudos básicos em Belo Horizonte, Conceição Evaristo concluiu seu Curso Normal em Belo Horizonte. Mas somente no Rio de Janeiro, classificada em concurso, conseguiu exercer sua profissão: as famílias de BH só a queriam como cozinheira. Também na Cidade Maravilhosa, passou para o curso de Letras na UFRJ e descobriu a literatura afro-brasileira. Em 1990 começou a publicar suas poesias nos Cadernos Negros, de São Paulo. Mais tarde vieram o mestrado na PUC-Rio e o doutorado em Literatura Comparada, na UFF, sempre tratando de temas referentes a mulheres, África e negritude.

Conheça, a seguir, alguns poemas de Conceição Evaristo sobre o papel da mulher.

Pubicado em 17/6/2008

Publicado em 17 de junho de 2008

Este artigo ainda não recebeu nenhum comentário

Deixe seu comentário

Este artigo e os seus comentários não refletem necessariamente a opinião da revista Educação Pública ou da Fundação Cecierj.