Este trabalho foi recuperado de uma versão anterior da revista Educação Pública. Por isso, talvez você encontre nele algum problema de formatação ou links defeituosos. Se for o caso, por favor, escreva para nosso email (educacaopublica@cecierj.edu.br) para providenciarmos o reparo.

Cursos da Fundação Cecierj contribuem para aprimoramento de professores da rede pública Estadual

Alexandre Alves

Cursos da Fundação Cecierj contribuem para aprimoramento de professores da rede pública estadual

A Diretoria de Extensão da Fundação Cecierj teve aprovado na FAPERJ (Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro) seu projeto voltado para o apoio à melhora do ensino de Ciências e Matemática. O projeto, que tem parceria com a UFF-Ciências, acontecerá de setembro de 2008 a agosto de 2009. Para dar mais detalhes sobre o projeto, conversamos com Daniel Salvador, professor associado e coordenador dos cursos de Extensão em Biologia da Fundação Cecierj.

- Nossa proposta inicial é oferecer nossos cursos de atualização e aperfeiçoamento, de 30 a 180 horas/aula, via EaD pela Internet, para professores do 2º segmento do Ensino Fundamental e do Ensino Médio em uma escola onde possamos avaliar posteriormente o impacto do trabalho na qualidade de ensino da escola. A partir daí, vamos propor um projeto de intervenção em escolas públicas através da capacitação e formação continuada do professores via Internet, apresenta Daniel.

A unidade escolar selecionada foi o Colégio Estadual Dr. Adino Xavier, em São Gonçalo; é uma escola grande, de vários turnos, que atende desde as primeiras séries do Fundamental até o Ensino Médio. Ou seja, é uma escola que possui bom número de professores das disciplinas envolvidas (Ciências, Biologia, Química, Física e Matemática) e experiências variadas em sala de aula, que podem ser trazidas para os debates nos oito encontros presenciais, nas oficinas e pela Internet.

- Os cursos atendem aos três eixos trabalhados em todas as disciplinas da Extensão: atualização conceitual, capacitação pedagógica e tecnológica voltadas para uso de informática na educação, sempre valorizando e promovendo a autonomia de ação do professor, diz Daniel.

Esse modelo de intervenção é positivo porque não tem só a preocupação de colocar dentro da escola materiais e equipamentos que talvez nem venham a ser usados. O objetivo principal é capacitar o professor.

- De certa maneira, o que estamos oferecendo são os cursos on-line da Extensão da Fundação CECIERJ, mas com um acompanhamento direcionado para os professores desse colégio, voltado para a realidade desses professores.

O projeto terá o apoio de dois bolsistas de iniciação científica (graduandos de alguma das universidades do Consórcio Cederj) e quatro jovens talentos da escola, a serem selecionados; além disso, dois dos docentes do colégio receberão uma bolsa de capacitação técnica e exercerão o papel de coordenador do programa dentro da escola, fazendo a ponte conosco.

No final do projeto, em agosto de 2009, será avaliado (por meio de questionário e monitoramento direto) “quanto” e “o que” os professores estão utilizando, em suas aulas, do que viram nos cursos on-line e nas oficinas presenciais.

- O resultado dessa avaliação ajudará a verificar a forma mais adequada de oferecer os cursos da Fundação Cecierj aos professores da rede pública e a definir o melhor modelo de colaboração da Diretoria de Extensão no processo de ensino dessas escolas. Isso certamente irá contribuir para a melhora da qualidade da educação no Estado do Rio, conclui Daniel Salvador.

26/08/2008

Publicado em 26 de agosto de 2008