Este trabalho foi recuperado de uma versão anterior da revista Educação Pública. Por isso, talvez você encontre nele algum problema de formatação ou links defeituosos. Se for o caso, por favor, escreva para nosso email (educacaopublica@cecierj.edu.br) para providenciarmos o reparo.

Poetas, amores, futuro

Alexandre Rodrigues Alves

Diálogos Poéticos

Em seu terceiro livro, Da âncora ao leme, Cristina Peres marca três elementos essenciais à sua poesia: sua âncora está nos poetas que tem prazer em ler; o presente, de dúvidas e incertezas; e o leme, indicando a direção que toma para o futuro.

A âncora existe para, negando sua função original, se soltar e permitir a viagem a outros tempos, outros sentimentos, outros lugares. É essa viagem que a professora e jornalista Cristina propõe ao leitor – e que, de certa forma, faremos aqui ao reunirmos alguns desses poemas no Portal da Educação Pública.

Soneto para meu pai

Cristina Peres

Perdi-te era noite, tinha sete anos
Tua menina continua aqui...
E o poema diz-te de tantos enganos
Em que a menina precisou de ti.

Estou a lembrar a voz e o perfume
Menina, recordo na casa ali...
Quisera, meu pai, teu ombro, teu lume
Para a menina não ver o que vi.

Queria teus olhos d’azul crescente,
Lindo teu sorrir, água da nascente
Nessa receita de ser tão feliz...

Ficou por fazer-te só esta rima
E ser contigo tua obra-prima
Verso que te ofereço e que nunca fiz...

Messe de ternura

Cristina Peres


No cenário silencioso deste quarto
Na noite escura de horas longas
Como um cavalo atravessa a galope
O teu pequeno calado nome.

Queria um lugar no teu ombro abrigo
Ou aparecer no teu espelho, de repente
Quando te olhas a meia luz, nocturno
Chegando de leve por trás de ti.

Queria ver-te chegar sem aviso prévio
Acudir-me com a tua boca de beijos
Ternos. Ah! Os teus braços fortes e suaves!
Que me seguravam na ternura desta messe!

E dizer-te, filho, nesta distância próxima
Na confusão organizada desta casa
Que mesmo quando partes sabes bem
Que ainda moras comigo, pois habitas-me a vida...

Publicado em 16 de setembro de 2008

Publicado em 16 de setembro de 2008