Este trabalho foi recuperado de uma versão anterior da revista Educação Pública. Por isso, talvez você encontre nele algum problema de formatação ou links defeituosos. Se for o caso, por favor, escreva para nosso email (educacaopublica@cecierj.edu.br) para providenciarmos o reparo.

Bichinhos de jardim

Raquel Menezes

Diálogos sobre questões insignificantes

Imagem da página inicial do site
http://www.bichinhosdejardim.com/

Para quem gosta de quadrinhos e sabe o valor do humor sutil das tirinhas, vale conferir o site Bichinhos de jardim, de Clara Gomes. Os bichinhos, publicados pela primeira vez em 2001, na Tribuninha – suplemento infantil do jornal Tribuna de Petrópolis, acabam de completar dois anos na Internet. Para comemorar tal data, Clara (a dona do jardim) apresenta uma seleção de desenhos antigos, como um de 1994, época em que o personagem principal era uma Jujuba gigante com um cachorro.

Os bichinhos ganharam o 1° lugar tanto no Concurso Microonderia (Camiseteria & Brastemp) (de agosto de 2008) quanto no ranking do Top 100 Webcomics Brasil (em maio de 2008). Essa aceitação possivelmente se dá em virtude da leveza dos traços “de mulherzinha” (como disse André Dahmer, hoje um dos grandes incentivadores de Clara), somada às peculiares e divertidas características de cada bichinho-personagem, como o caramujo sonhador e enrolado e um minhoco ingênuo.

As historinhas – no diminutivo pela fofura e não para dar um sentido pejorativo – são divertidas e investem no pequenino universo de Maria Joaninha (uma joaninha debochada), Caramelo (um caramujo que sonha ser astronauta), Brigite (uma borboleta patricinha), Mauro Minhoca (ou melhor, um minhoco), Meleca (um lagarto minúsculo, silenciosamente charmoso) e Genoveva (a flor mal-humorada). Ao juntar e dar características a esses bichinhos-personagens, Clara cria um jardim onírico e, ao mesmo tempo, atento a fatos de nosso dia-a-dia humano.

Os bichinhos de Clara, “a Pollyana dos quadrinhos”, nas palavras – neste caso mais irônicas do que debochadas – de Maria Joaninha, estão na lista dos 80 blogs que você não pode perder”, matéria da última edição da Época. A entrevista ganhou cores e um toque de humor delicado com a descrição da cartunista dos minúsculos personagens – “seres insignificantes dialogando sobre questões insignificantes” – e com uma tirinha feita pela cartunista especialmente para a matéria.

Publicado em 25 de novembro de 2008

Publicado em 25 de novembro de 2008