Este trabalho foi recuperado de uma versão anterior da revista Educação Pública. Por isso, talvez você encontre nele algum problema de formatação ou links defeituosos. Se for o caso, por favor, escreva para nosso email (educacaopublica@cecierj.edu.br) para providenciarmos o reparo.

O professor na Bienal do Livro

Juliana Carvalho

A Bienal do Livro no Rio de Janeiro vai até o dia 20, no Riocentro. São dias de atividades voltadas à literatura, poesia, educação, música e outras áreas que atingem o público infantil, adolescente e adulto. A organização do evento incentiva a visita dos professores, que não precisam pagar a entrada, desde que comprovem sua condição de docentes. Para saber que documentos levar para ingressar gratuitamente na bienal, bem como outras informações, acesse este link.

Visitar a Bienal é interessante para manter-se atualizado, informar-se sobre novos autores, conhecer e compreender o gosto literário de seus alunos para aproveitá-lo em sala de aula – e até para comprar livros. É possível encontrar algumas boas promoções e os estandes de livrarias oferecem o já tradicional desconto para professores, além do desconto oferecido na Bienal, que costuma ser de 25%.

Visitei a feira no domingo (dia 13). Por volta das 15 horas, me surpreendi com uma multidão de adolescentes gritando histericamente. Eu, que me julgo antenada e conhecedora do mundo dos adolescentes, deduzi: um jovem ator global está distribuindo autógrafos e tirando fotos (a multidão era formada basicamente por meninas), tal a quantidade de mãos, câmeras digitais e celulares levantados por elas. Enganei-me – e confesso que adorei ter me equivocado dessa vez. O motivo da tietagem era a escritora Meg Cabot, autora da série “O Diário da Princesa”, da qual eu nunca havia ouvido falar. Nós costumamos dizer que nossos adolescentes não se interessam por leitura, mas centenas de meninas estavam lá, em um domingo de sol, em pé, enfrentando longas filas para conseguir uma senha e aguardando para participar do bate-papo com uma escritora que lhes fala ao coração. Eu não posso imaginar um interesse pela leitura maior do que esse.

Não são eles que não se interessam – nós é que estamos levando para a sala de aula textos que não despertam seu gosto pela leitura. Não participei do encontro com a escritora até por achar injusto tirar uma senha de qualquer uma daquelas ruidosas admiradoras, mas certamente vou procurar ler seus livros para compreender o motivo de tanta admiração.

Uma oportunidade interessante é o troca-troca de livros oferecido pelo estande do site Estante Virtual. Levando até dez livros, é possível trocá-los por um vale que dá direito à escolha do mesmo número de livros em uma enorme estante. Não são aceitos livros didáticos, enciclopédias e gibis. Também não aceitam cursos de idiomas, mas consegui efetivar a troca aceitando um vale de três livros pelos meus oito livros que integravam dois cursos completos de língua espanhola. A má notícia é que há uma fila bastante extensa para trocar os livros pelo vale que permite o acesso à estante. E, chegando à estante, o tempo para escolher seus novos livros é de apenas cinco minutos. Os livros não estão agrupados por assunto, o que torna a escolha difícil, ainda mais com tão pouco tempo. Cansadas de esperar pelo vale, as pessoas já estavam trocando os livros na própria fila. E, com isso, conhecendo pessoas, trocando experiências, informações, dicas, telefones... Saí da fila com uma relação dos sebos do Rio que promovem esses eventos de troca de livros, mas passarei aqui essa lista em outra ocasião, porque achei mais adequado hoje auxiliar a sua visita à Bienal, com uma relação de atividades interessantes que acontecerão nos próximos dias do evento:

Terça-feira, dia 15/09:

  • Às 11 horas, no estande da EDUFF (Q31/R22, pavilhão verde) acontece a oficina infantil Brinquedos criativos, que falará sobre a importância de reduzir, reciclar e reaproveitar. A atividade integra o programa de responsabilidade socioambiental da editora. É interessante assistir e levar para a sala de aula.
  • Às 14 horas, Thalita Rebouças fala sobre sua obra e autografa seu novo livro, Fala sério, pai!, No estande da Editora Rocco (estande K12/J11, pavilhão azul). Compareça para conhecer a autora best-seller entre os adolescentes.
  • Às 15 horas, no estande da Florescer (N11/O18, pavilhão verde) ocorre a oficina Montando um Cantinho de Ciências,especialmente direcionada aos professores.
  • Às 19 horas, Mariângela Stampe levanta questões e informações atualizadas sobre aspectos relacionados à aquisição da leitura e da escrita. A atividade acontece no estande do SINPRO-RIO (P09, pavilhão verde).

Quarta-feira, dia 16/09:

  • Às 10 horas, no estande do Instituto Pró-Livro (estande S15, pavilhão verde): resultados da pesquisa A importância da mãe no estímulo à leitura, feita pelo Instituto Pró-livro. É possível colaborar com a pesquisa dando seu depoimento ou participando das gravações dos vídeos, que ocorrem aos sábados e domingos em dois horários: às 11h e 15h. As pesquisas ocorrem todos os dias.
  • Às 14h30min, as crianças poderão brincar, cantar e criar poemas, conhecendo a obra de Marta D. Martins. O CD e audiobook Brincar de verdade é um resgate poético e amoroso das brincadeiras de que as crianças mais gostam. A atividade ocorre no estande da Cuca Fresca Edições (Q19, pavilhão verde).
  • Às 19 horas, um bate-papo com sete autores de psicopedagogia e educação especial ocorre no estande da Wak Editora (R17/S14, pavilhão verde).

Quinta-feira, dia 17/09:

  • Às 15 horas, no estande do SINPRO-RIO, acontece uma discussão sobre o papel dos pré-vestibulares comunitários na sociedade e sua importância na formação dos alunos. O estande fica no pavilhão verde, Rua P09.
  • Também às 15 horas, o café filosófico sobre Nietzsche terá a presença dos filósofos Rosana Suarez, que enfatizará o lado cômico do autor, e de Renato Nunnes Bitencourt, que vai problematizar a questão da religiosidade do pensador. O bate-papo tem vez no estande da Editora Escala (G06/F07/O15/P14, pavilhão azul/verde).
  • Às 17 horas, Juçara Valverde conta um pouco da história do samba e dos instrumentos de uma bateria de escola de samba no estande da Oficina Editores (Q10, pavilhão verde).

Sexta-feira, dia 18/09

  • Às 10 horas, ocorre o lançamento da segunda edição do livro Técnicas Criativas para Dinamizar Aulas de Química e uma oficina com Mariza Magalhães no estande da Editora Muiraquitã (estande Q31/R22, pavilhão verde).
  • Às 11 horas e às 14 horas, no estande da Niterói Livros (N07, pavilhão verde), é possível conhecer as atividades literárias, leituras e releituras em escolas municipais de Niterói.
  • Às 15 horas, acontece o lançamento do livro Ziraldo na Sala de Aula, seguido de bate-papo e autógrafos com a autora, Cristina Silveira. Para conferir, vá ao estande da Melhoramentos, na Rua H01 do pavilhão verde.
  • Às 19 horas, é interessante participar do encontro com sete autores que falarão sobre a educação e os desafios contemporâneos. O bate-papo ocorre no estande da Wak Editora (R17/S14, pavilhão verde).

Sábado, dia 19/09

  • Às 10 horas, o professor Sérgio Pinto Magalhães critica os rumos da educação no Brasil, no lançamento do livro Sonhar não é proibido: os sonhos de uma nova escola e de um novo professor. A atividade ocorre no estande do SINPRO-RIO, no pavilhão verde, Rua P09.
  • Às 14 horas, Lúcia Winther vai realizar uma brincadeira com o sentido das palavras, direcionada a crianças, pais e professores. Um encontro divertido no estande da Cuca Fresca Edições, no pavilhão verde, Rua Q19.
  • Às 16 horas, a ONG Trânsito Amigo promove uma palestra para pais, professores e adolescentes. O evento ocorre no estande N11 do pavilhão verde, da Florescer Livraria.
  • Também às 16 horas, vários autores se reúnem em uma mesa-redonda que tem como tema o novo Enem e as alterações no currículo do Ensino Médio. O bate-papo tem vez no estande da Abrelivros (A01/02, pavilhão laranja).
  • Às 17 horas, palestra sobre superdotados e psicomotricidade, com lançamento de livros e presença dos autores. A atividade acontece no estande da Oficina Editores (Q10, pavilhão verde).

Domingo, dia 20/09, encerramento:

  • Às 12h30min, a psicopedagoga e neurocientista Nanci Azevedo Cavaco apresenta estratégias para aumentar o rendimento nos estudos, dicas para diminuir a ansiedade na prova, exercícios para aumentar a atenção, concentração e memória e alimentos para melhorar o desempenho do cérebro. Tudo isso no estande da Editora Ferreira (O01, pavilhão verde).
  • Às 14 horas, a socióloga e professora Glenda Maier relata sua vivência em sala de aula no estande da Oficina Editores (Q10, pavilhão verde).
  • Às 17 horas, no espaço Mulher e Ponto, acontece a mesa-redonda “Onde foi que eu errei? – o papel do livro no debate das drogas e outros problemas na relação mãe e filho”, com participação de Tânia Zagury e Angela Dutra de Menezes e mediação de Sandra Moreira. O espaço Mulher e Ponto fica no pavilhão verde.
  • Às 18 horas, o clube de leitura da EDUFF se reúne para debater o livro Os sertões e ensinar como criar grupos de leitura. No estande Q31 do pavilhão verde.

Espero que você aproveite essas dicas e tenha uma boa ida à Bienal!

15/09/2009

Publicado em 15 de setembro de 2009