Edição V. 14, Ed. 24 - 01/07/2014

Concepção de infância: o que mudou?

O objeto de reflexão deste artigo são as modificações ocorridas na concepção de infância. Fazemos aqui um apanhado das principais concepções teóricas do que vem a ser infância, recorrendo para isso aos pressupostos teóricos trazidos por Dahlberg et al. (2003) e Kramer (2003). Objetivamos, desse modo, contrapor duas posturas antagônicas de conceituações sobre a infância. Uma, tradicionalista, concebia a criança como um ser homogêneo e passivo, que simplesmente reproduzia práticas presentes na sua realidade circundante. Outra, contemporânea, concebe a criança como um sujeito heterogêneo e ativo/atuante, ou melhor, como um ator e construtor social, como postulam os autores citados.

Leia este artigo

Educação: um caso a se pensar, em uma cidade do interior de Minas

Em recente pesquisa feita com apoio da Fapemig e da Faculdade ASA e efetuada na cidade de Brumadinho (MG) em uma escola estadual, foram de capital importância alguns achados acerca das experiências no trabalho e nas violências vivenciadas pelos docentes. Mas antes de descrever alguns aspectos é necessário dizer que não é por ser uma cidade de interior de pequeno porte, ou talvez esquecida pelos desavisados e críticos de plantão, que ela não seja um bom objeto passível de pesquisa e contribuição ao campo acadêmico. Pelo contrário.

Leia este artigo

Lembranças de viagem

Estive no Chile há pouco tempo. E, como é inevitável, fiz observações que me levaram a compará-lo com a situação atual do Brasil em vários aspectos, do comportamental ao econômico, do ambiental ao educacional.

Leia este artigo

A criatividade dos preguiçosos

A preguiça, talvez o mais light dos sete pecados capitais, não parece ser um estado de todo ruim. Ironicamente, muitos trabalhos são feitos com vista a ampliar os momentos de repouso, sedentarismo e inatividade do ser humano. Não precisa ser um bom observador para perceber que parte considerável das invenções do mundo tem como objetivo diminuir nosso esforço físico e mental. Muitas dessas criações já estão tão entranhadas em nosso cotidiano que parecem que sempre estiveram em nossas vidas.

Leia este artigo

Pesquise em nossa biblioteca

Prezada autora, prezado autor, ao selecionar o material de consulta para seu trabalho, sugerimos que faça buscas também em artigos publicados na revista Educação Pública, que possui um sistema de busca sofisticado que facilitará a sua pesquisa. A citação dos artigos da revista Educação Pública certamente irá valorizar a sua publicação, a de seus colegas e a própria revista.

Novidades por e-mail

Cadastre-se e receba as novidades da revista Educação Pública!

Clique aqui

Artigos mais lidos nos últimos dois meses

Educação na imprensa

19/10/22 Brasil pode conquistar prêmio de melhor escola do mundo

Leia aqui


11/02/22 WhatsApp em sala de aula? Saiba como a ferramenta pode apoiar o ensino

Leia aqui

Seção Divulgação Científica

Twitter da revista

Siga-nos no Twitter @educacaopublica

Veja também

Fundação Cecierj


Diretoria de Extensão


Revista EaD em foco