Edição V. 20, Ed. 21 - 09/06/2020

Um olhar sobre o currículo inclusivo para além dos aspectos burocráticos

Educação Especial e Inclusiva e Política Educacional

Este artigo propõe-se a realizar uma análise acerca do currículo escolar destinado ao campo da Educação Inclusiva, trazendo uma revisão bibliográfica acerca da temática da Educação Inclusiva no Brasil, dentre alguns dispositivos legais que sustentam a modalidade, de modo a contrastar as suas aplicabilidades com o que acontece efetivamente. Apresenta-se como objetivo deste artigo registrar que incluir o deficiente no contexto educacional não deve ser encarado de forma burocrática, tampouco um privilégio. A presente pesquisa encontra-se em fase introdutória, uma vez que o desejo maior é fazê-la solidificar-se e poder contribuir com a melhoria do ensino. O artigo elucida citações de autores que possuem a Educação Inclusiva como temática para suas publicações, bem como leis e demais mecanismos legais que embasam a educação nacional. Aponta-se, inicialmente, que a formação docente adequada é meio fundamental para que a inclusão aconteça na prática e os direitos das pessoas com deficiência sejam assegurados no âmbito escolar e não apenas sejam vistos como formas burocráticas de fazer cumprir as leis que garantem a Educação Inclusiva no Brasil.

Leia este artigo

A Numismática na Educação: utilização de moedas como documento histórico na sala de aula

História

O presente artigo tem como objetivo demonstrar como o estudo das moedas, a Numismática, pode servir para repensar as práticas pedagógicas no atual contexto educacional. Este estudo científico das moedas e cédulas, apesar de ser pouco explorado no Brasil, pode ser importante ferramenta para compreender a mobilização de símbolos por parte do Estado em prol da construção da identidade nacional. A mediação do professor baseada na escolha de fontes e a preparação de aula alinhada ao currículo podem favorecer a construção do sentimento de pertencimento e cidadania no aluno.

Leia este artigo

Resenha do livro “A BNCC na contramão do PNE 2014-2024: avaliação e perspectivas”

Política Educacional

Nesta resenha analítica, o livro “A BNCC na contramão do PNE 2014-2024” analisa a formulação da Base Comum, as práticas utilizadas e o contexto em que foi aprovada, a fim de caracterizá-la como uma contrarreforma da Educação, ainda que não identificando o projeto de educação que representa, e não respeitando a diversidade de currículos necessária para respeitar os contextos em que estão inseridas as diferentes escolas.

Leia este artigo

O ensino de Geografia e as relações étnico-raciais na escola

Antropologia, Geografia e Cidadania e Comportamento

Uma aula de Geografia ministrada por licenciandas do Pibid levou à discussão sobre questões sociais e raciais junto a alunos de uma escola pública estadual em Juiz de Fora/MG, provocada por a assistência a um filme que tem o racismo como tema. Essa experiência mostra que a escola é um lugar privilegiado para a discussão da questão do preconceito em todas as suas facetas.

Leia este artigo

Os reflexos da ação humana sobre o território do Município de Guamaré/RN: as exigências de uma economia globalizante

Ecologia e Meio Ambiente, Geografia e Espaços Urbanos

O estudo, de caráter reflexivo, é fruto de pesquisas no campo da Geografia regional no interior do Estado do Rio Grande do Norte, especificamente, no município de Guamaré. Devido ao aumento populacional, o território analisado demonstra grandes mudanças em sua natureza espacial e de caráter social. O propósito do estudo é investigar as alterações dos percursos naturais do município, por meio das atividades pecuária, industrial e de subsistência da população. O estudo fundamenta seus aspectos teóricos sob os pontos de vista de diferentes autores e estudiosos, os quais contribuíram significativamente para a consolidação dos resultados desenvolvidos. A metodologia do estudo fundamenta-se nos aspectos qualitativos, sob as orientações da revisão bibliográfica. O estudo apresenta uma discussão favorável à orientação ecológica do espaço geográfico onde as relações humanas se concretizam, o qual carece de atenção redobrada.

Leia este artigo

Bate papo sobre o ensino de História

Clique na imagem para ver a programação:

Live no canal Youtube LAPEHIS UFVJM: bit.ly/3h3aBXF

Filosofia e Pandemia: o mundo pós-isolamento social

Educação: Tem o poder de transformar

O Centro de Estudos “O bem viver e a resiliência dos povos indígenas no cuidado com a Amazônia" recebeu os representantes dos povos indígenas
- Iolanda Pereira da Silva, do Povo Macuxi;
- Michel Oliveira Baré Tikuna, do Povo Baré e Tikuna;
- e o procurador da República Marco Antônio Delfino de Almeida;
- e o coordenador do Programa Rio Negro do Instituto Socioambiental, Marcos Wesley de Oliveira.

Veja o video no link: https://youtu.be/ckWJGWZfFnM

Caminho para a liberdade

"A educação é o ponto em que decidimos se amamos o mundo o bastante para assumirmos a responsabilidade por ele."
Hannah Arendt (1906-1975).

Educadores brasileiros

Dermeval Saviani

"A educação é uma atividade que supõe a heterogeneidade no ponto de partida e a homogeneidade no ponto de chegada."

COVID-19

Coronavírus: O que você precisa saber e fazer

coronavirus.saude.gov.br.

Twitter da revista

Siga-nos no Twitter @educacaopublica

Veja também

Fundação Cecierj


Diretoria de Extensão


Revista EaD em foco