Edição V. 20, Ed. 30 - 11/08/2020

Pedagogias e suas contribuições em terreiros

Antropologia, Teologia, Formação de Professores, Espaços Urbanos e Política Cultural

O objetivo deste trabalho foi apresentar a produção científica relacionada às práticas pedagógicas que permeiam o cenário de ensino-aprendizagem no terreiro e que contribuem para o pleno desenvolvimento do ser, contribuindo em questões que valorizam o corpo e a vida. Para tanto, valemo-nos da técnica de análise bibliométrica para quantificar e analisar as fontes teóricas que versavam sobre a temática em bases de dados científicas. Foram encontrados e utilizados 17 trabalhos científicos, escritos por 17 autores de 11 instituições situadas no Brasil. Pudemos constatar que as pesquisas sobre a temática concentram-se nas regiões Norte e Nordeste do país, e que o número de publicações tem aumentado nos últimos anos; entretanto, ainda são poucos os estudos que se predispõem a tratar esse cenário, cabendo que mais pesquisas sejam desenvolvidas para que possa haver a difusão de conhecimentos de maneira correta sobre os benefícios da educação em terreiro.

Leia este artigo

A resolução de problemas como ferramenta metodológica no ensino de Matemática e Física

Física, Matemática, Avaliação e Formação de Professores

Este trabalho se propõe a refletir sobre a importância da prática de resolução de problemas no ensino da Matemática e da Física, prática imprescindível para o desenvolvimento da educação contemporânea. O objetivo deste artigo é apresentar uma discussão teórica sobre a relevância da resolução de problemas como metodologia de ensino; para tanto realizou-se pesquisa bibliográfica a respeito do tema com autores que deram contribuições significativas na área. Com base nas contribuições desses autores, observou-se o mérito da resolução de problemas como metodologia de ensino facilitadora do desenvolvimento crítico e pensamento autônomo dos alunos, além de ser ferramenta que proporciona desafios de motivação.

Leia este artigo

Uma conversa sobre identidade: a partir dos estudos dos cotidianos e literatura

História, Cidadania e Comportamento e Língua Portuguesa e Literatura

O cerne principal desta comunicação, após identificação e análise realizada a partir da observação e do material trabalhado em Literatura Brasileira no Ensino Médio, é demonstrar na prática docente alguns dos discursos homogeneizantes que produzem desigualdades e exclusão, principalmente na rede pública estadual de Educação. Os preceitos de desigualdade e exclusão têm sua composição, suas mutações e sua materialização construídos no âmbito dos conflitos presentes nas relações sociais, nas quais ocorre a intervenção de grupos sociais formados em função do seu estrato social, gênero, etnia, língua (com suas variações), cidade/bairro, sexo etc. Esses conflitos vêm sendo fortemente reproduzidos no ambiente escolar em virtude da hegemonia de um pensamento que encara as desigualdades como normalidade, produzindo, com eficácia, a discriminação. Eficácia essa da qual não se pode determinar o grau, já que varia de acordo com o tempo histórico ou a sociedade em que ocorre e outros fatores. Na desigualdade, o aspecto classe tem função predominante, embora a sua eficácia discriminatória dependa de outros aspectos ligados especificamente à etnia e ao sexo.

Leia este artigo

Problematizando a literatura que referencia o bullying nos anos iniciais do Ensino Fundamental

Direito, Psicologia, Vivências de Sala de Aula, Cidadania e Comportamento e Política Educacional

O presente artigo originou-se em um trabalho de conclusão de curso; busca fazer um estudo bibliográfico sobre o bullying nos anos iniciais do Ensino Fundamental, com sugestões de ações que deveriam ser tomadas por parte da escola como prevenção e acolhimento à possível vítima, evitando que o problema se agrave cada vez mais e fique mais difícil de ser resolvido. Diante disso, foram levados em conta autores que abordam cientificamente o bullying a fim problematizar um ponto de vista crítico. Também analisamos documentos legais e pesquisas no site da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações, na qual foi possível ter noção da dimensão com que a problemática é trabalhada no campo científico. Os autores caracterizam o bullying como um tipo de violência marcado pela repetição de agressões a determinado sujeito; trata-se de uma relação desigual de poder e dominação social contra a vítima. Isso pode gerar consequências drásticas e cruéis em todos os sujeitos envolvidos (vítima, autor e testemunhas).

Leia este artigo

Percepção de alunos e professores da Seeduc/RJ sobre o ensino on-line de caráter emergencial durante a pandemia

Educação a Distância e Política Educacional

Este artigo analisa uma pesquisa realizada com professores e alunos de duas escolas da rede estadual do Rio de Janeiro sobre as experiências com o ensino online realizado emergencialmente em função da pandemia do novo coronavírus. A busca de soluções para melhorar o acesso e reduzir as dificuldades no uso da plataforma mostra que os recursos da internet têm tudo para ser usados no futuro, complementando as aulas presenciais.

Leia este artigo

Educação e pandemia

Educação e pandemia

Artigos publicados na revista Educação Pública sobre a pandemia

Acesse aqui

Atenção: Submissão de artigos

Prezados autores, prezadas autoras,
estamos realizando uma atualização de nosso sistema editorial. Por isso, a revista Educação Pública não estará temporariamente recebendo novos trabalhos para publicação. Vale ressaltar que os artigos já recebidos estão em processo de avaliação e, se selecionados, serão publicados.

Quando o sistema voltar a funcionar normalmente - o que esperamos que aconteça muito em breve - retomaremos o processo de submissão de novos trabalhos que tratem de temas ou relatem experiências relevantes para a Educação Básica no Brasil.

14/10 a 18/12 | Festival do Filme Científico

De 14 de outubro a 18 de dezembro, o Brasil recebe a segunda edição do Science Film Festival, festival de cinema dedicado à promoção da ciência e da educação científica por meio do audiovisual. O tema deste ano é sustentabilidade e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs) – a seleção de filmes voltados a professores, estudantes e público geral aborda questões que duramente afetam o planeta hoje, como mudanças climáticas, biodiversidade, inovação e tecnologia, energias limpas, entre outras. No Brasil, a mostra traz 14 vídeos de países como Tailândia, Alemanha, Chile e Canadá, todos dublados ou legendados para o português brasileiro, destinados a crianças e adolescentes.

site do evento

17 a 20/11 | XI Encontro Nacional Perspectivas do Ensino de História

Educação: Tem o poder de transformar

O Centro de Estudos “O bem viver e a resiliência dos povos indígenas no cuidado com a Amazônia" recebeu os representantes dos povos indígenas
- Iolanda Pereira da Silva, do Povo Macuxi;
- Michel Oliveira Baré Tikuna, do Povo Baré e Tikuna;
- e o procurador da República Marco Antônio Delfino de Almeida;
- e o coordenador do Programa Rio Negro do Instituto Socioambiental, Marcos Wesley de Oliveira.

Veja o video

Caminho para a liberdade

"A educação é o ponto em que decidimos se amamos o mundo o bastante para assumirmos a responsabilidade por ele."
Hannah Arendt (1906-1975).

Educadores brasileiros

Dermeval Saviani

"A educação é uma atividade que supõe a heterogeneidade no ponto de partida e a homogeneidade no ponto de chegada."

Twitter da revista

Siga-nos no Twitter @educacaopublica

Veja também

Fundação Cecierj


Diretoria de Extensão


Revista EaD em foco