Edição V. 11, Ed. 14 - 12/04/2011

Estratégias de leitura

Em nosso dia a dia, usamos diferentes estratégias para superar nossas dificuldades. Com base nisso, decidi pesquisar em sala de aula as estratégias usadas pelos alunos para superar os obstáculos impostos pelas lacunas existentes em seu conhecimento de Língua Inglesa, disciplina com a qual trabalho, na área específica de leitura, por se tratar de uma atividade primordial para a aprendizagem, não só de Inglês como também de outras disciplinas.

Leia este artigo

(Des)educação?

Lá vinha o velho carrancudo com aquele papel outra vez. Era a época de responder àquelas perguntas imprevisíveis e indesejáveis. Nesse momento – como da última vez –, minhas pernas já começavam a tremer, meu corpo suava incessantemente e meu coração palpitava, querendo saltar pelas entranhas. Olhava para o lado e via amigos se benzendo, outros tentando esconder uns papeizinhos com letras tão pequenas que era difícil até de eles mesmos entenderem, alguns escrevendo pelo corpo frases cujo significado não sabiam, e eu transbordando nervosismo e tensão.

Leia este artigo

As melhores coisas do mundo

Era um desses fins de tarde que fecham dias de 30ºC, com sensação de 40ºC à sombra. Resolvi então beber um suco bem gelado numa lanchonete que adoro, no Jardim Botânico. Naquele momento, aquilo me parecia a melhor coisa do mundo. Quando coloquei o pé direito lá dentro, o fundo musical era: “I don’t want to leave her now, you know I believe and how...”. Um grupo de adolescentes cantava e tocava Something, dos Beatles. Essa música mexe tanto comigo (não exatamente pela letra e sim pela melodia) e ela nem é da minha geração, muito menos da geração daqueles meninos de uns 15 anos. É claro que isso não importa, mas é sempre comovente ver que a arte é atemporal e subjetiva.

Leia este artigo

Linguagem como identidade

Se o filósofo marxista Leandro Konder, como visto na primeira parte deste artigo, preconiza a necessidade de clareza na linguagem para que se mantenha a identidade de uma comunidade, há que se colocar em dúvida a relação do que é comunitário com o mundo – e até mesmo a determinação do que vem a ser uma comunidade.

Leia este artigo

Atenção: Submissão de trabalhos

Educação e pandemia

Educação e pandemia

Artigos publicados na revista Educação Pública sobre a pandemia

Acesse aqui

Educação: Tem o poder de transformar

O Centro de Estudos “O bem viver e a resiliência dos povos indígenas no cuidado com a Amazônia" recebeu os representantes dos povos indígenas
- Iolanda Pereira da Silva, do Povo Macuxi;
- Michel Oliveira Baré Tikuna, do Povo Baré e Tikuna;
- e o procurador da República Marco Antônio Delfino de Almeida;
- e o coordenador do Programa Rio Negro do Instituto Socioambiental, Marcos Wesley de Oliveira.

Veja o video

Caminho para a liberdade

"A educação é o ponto em que decidimos se amamos o mundo o bastante para assumirmos a responsabilidade por ele."
Hannah Arendt (1906-1975).

Educadores brasileiros

Dermeval Saviani

"A educação é uma atividade que supõe a heterogeneidade no ponto de partida e a homogeneidade no ponto de chegada."

Twitter da revista

Siga-nos no Twitter @educacaopublica

Veja também

Fundação Cecierj


Diretoria de Extensão


Revista EaD em foco