Edição V. 13, Ed. 23 - 25/06/2013

A construção da globalização no Brasil – traços históricos

Alicerce filosófico e a realidade social paralela urbana brasileira: Keynes imaginou a extinção do lucro, devido e prosperidade e segurança material crescente em 1930, mas houve uma mudança brusca que impossibilitou a sua teoria. A grande depressão fez com que o homem de negócios se tornasse uma figura mais previsível, monótona, sintetizada por Sloan Wilson como “o homem do terno de flanela cinza”.

Leia este artigo

Somos todos beatniks

As biografias laudatórias são um saco. Desumanizam suas vítimas (os biografados), tornando-os sombras irreais, neutras, caricatas. Por isso, é sempre bom, quando for pensar em cometer uma biografia, amigo velho, dar uma caprichada no excremento moral do biografado. Desconfie dos santos, desconstrua os inocentes, mantenha-se impiedoso com os heróis. Não seja condescendente com quem se camufla atrás das próprias misérias por medo do ridículo. Ser humano é ser ridículo. Isso é que nos engrandece. Todos nós temos nossas porcarias secretas, nossos desajustes de estimação. Não seriamos normais se não tivéssemos essas sombras.

Leia este artigo

Mostra de fotonovelas para o ensino e aprendizagem da Física no Colégio Estadual Canadá, de Nova Friburgo-RJ

O trabalho com recursos lúdicos em sala de aula vem obtendo excelentes resultados. Vários trabalhos já publicados apontam para o fato.

Leia este artigo

O lúdico e a infância em Manoel de Barros

A infância na poesia de Manoel de Barros admite um caráter lúdico e inovador. Lúdico por escrever com a inocência e a felicidade do discurso infantil, por incorporar seu próprio personagem para retratar um tempo de menino cuja memória está internalizada no jogo discursivo do poeta e também inovador por apresentar uma escrita intrigante quando desconstrói termos simples e primitivos para construir o “novo”. Em cada palavra inventada é destacável a recordação como volta a um passado, fazendo da poesia lugar da esfera lúdica, remetendo-nos ainda a uma complexidade de indagações sobre a memória e o ato de escrever.

Leia este artigo

Educação e pandemia

Educação e pandemia

Artigos publicados na revista Educação Pública sobre a pandemia

Acesse aqui

Atenção: Submissão de artigos

Prezados autores, prezadas autoras,
estamos realizando uma atualização de nosso sistema editorial. Por isso, a revista Educação Pública não estará temporariamente recebendo novos trabalhos para publicação. Vale ressaltar que os artigos já recebidos estão em processo de avaliação e, se selecionados, serão publicados.

Quando o sistema voltar a funcionar normalmente - o que esperamos que aconteça muito em breve - retomaremos o processo de submissão de novos trabalhos que tratem de temas ou relatem experiências relevantes para a Educação Básica no Brasil.

14/10 a 18/12 | Festival do Filme Científico

De 14 de outubro a 18 de dezembro, o Brasil recebe a segunda edição do Science Film Festival, festival de cinema dedicado à promoção da ciência e da educação científica por meio do audiovisual. O tema deste ano é sustentabilidade e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs) – a seleção de filmes voltados a professores, estudantes e público geral aborda questões que duramente afetam o planeta hoje, como mudanças climáticas, biodiversidade, inovação e tecnologia, energias limpas, entre outras. No Brasil, a mostra traz 14 vídeos de países como Tailândia, Alemanha, Chile e Canadá, todos dublados ou legendados para o português brasileiro, destinados a crianças e adolescentes.

site do evento

17 a 20/11 | XI Encontro Nacional Perspectivas do Ensino de História

Educação: Tem o poder de transformar

O Centro de Estudos “O bem viver e a resiliência dos povos indígenas no cuidado com a Amazônia" recebeu os representantes dos povos indígenas
- Iolanda Pereira da Silva, do Povo Macuxi;
- Michel Oliveira Baré Tikuna, do Povo Baré e Tikuna;
- e o procurador da República Marco Antônio Delfino de Almeida;
- e o coordenador do Programa Rio Negro do Instituto Socioambiental, Marcos Wesley de Oliveira.

Veja o video

Caminho para a liberdade

"A educação é o ponto em que decidimos se amamos o mundo o bastante para assumirmos a responsabilidade por ele."
Hannah Arendt (1906-1975).

Educadores brasileiros

Dermeval Saviani

"A educação é uma atividade que supõe a heterogeneidade no ponto de partida e a homogeneidade no ponto de chegada."

Twitter da revista

Siga-nos no Twitter @educacaopublica

Veja também

Fundação Cecierj


Diretoria de Extensão


Revista EaD em foco