Edição V. 14, Ed. 31 - 19/08/2014

Crioulada: A vida na diferença! A sociedade do outro?!

Este artigo é um olhar sobre a ‘Sociedade Paralela’ e a derivação de suas ‘figuras sociais’ na discussão do modelo e da classificação social das ‘franjas sociais’ para o nosso tempo presente. Como corolários do tempo de governança do único ‘Rei crioulo do Brasil’ para cá.

Leia este artigo

Vida, tragédia e política

Em momentos como o que estamos vivendo nestes dias, com a morte trágica de Eduardo Campos, homem público com ampla exposição por sua candidatura à Presidência da República pelo PSB, todo mundo é levado a pensar sobre a vida e seus porquês, como mortes prematuras e tragédias que ela carrega como segredos. Quando a tragédia ceifa a vida de alguém que de algum modo está muito presente no cotidiano, nas notícias e nos debates, ela catalisa de algum modo a atenção da coletividade, atinge a todos, vira um grande fato político. A tragédia, no caso, nos muda porque muda a própria política, esse cimento que funciona como liga invisível das relações e contradições que nos fazem um povo.

Leia este artigo

Gênios: sonhos e tormentos de uma mente brilhante!

O presente texto é uma resenha crítica do filme Uma mente brilhante, que será discutido considerando as profundas reflexões do contexto temporal e dos fatos que se passam no enredo da história baseada em fatos reais.

Leia este artigo

Atenção: Submissão de trabalhos

Educação e pandemia

Educação e pandemia

Artigos publicados na revista Educação Pública sobre a pandemia

Acesse aqui

Educação: Tem o poder de transformar

O Centro de Estudos “O bem viver e a resiliência dos povos indígenas no cuidado com a Amazônia" recebeu os representantes dos povos indígenas
- Iolanda Pereira da Silva, do Povo Macuxi;
- Michel Oliveira Baré Tikuna, do Povo Baré e Tikuna;
- e o procurador da República Marco Antônio Delfino de Almeida;
- e o coordenador do Programa Rio Negro do Instituto Socioambiental, Marcos Wesley de Oliveira.

Veja o video

Caminho para a liberdade

"A educação é o ponto em que decidimos se amamos o mundo o bastante para assumirmos a responsabilidade por ele."
Hannah Arendt (1906-1975).

Educadores brasileiros

Dermeval Saviani

"A educação é uma atividade que supõe a heterogeneidade no ponto de partida e a homogeneidade no ponto de chegada."

Twitter da revista

Siga-nos no Twitter @educacaopublica

Veja também

Fundação Cecierj


Diretoria de Extensão


Revista EaD em foco