Edição V. 8, Ed. 30 - 12/08/2008

Persépolis

A primeira guerra que eu acompanhei ao vivo foi a do Iraque contra o Irã, na década de oitenta. Lembro vagamente (eu tinha sete anos naquela época) de um tanque de guerra na TV, subindo um morro de areia com alguns soldados vestindo uniforme marrom.

Leia este artigo

Clara dos Anjos depois de Lima Barreto

Era a primeira vez que Clara dos Anjos via o centro da cidade. O sacolejo do trem não chegava a embaralhar as ideias que trazia de como seria ganhar a rua e pisá-la com os próprios pés. Ia inteira ali e sabia ser esse movimento definitivo: era como sair de sua cidade natal, libertar-se dos pais, ganhar, enfim, a responsabilidade de uma mulher adulta e, ademais, mãe. Desde que desconfiou de que ele não voltaria ali outra vez, naquela noite longa em que o céu se mostrava esparramado de estrelas que se encolhiam na sombra repentina, como se a do seu coração tomasse partes aqui e ali daquele céu antes tão limpo e luminoso nas noites em companhia de Cassi, Clara não sentia nada tão forte. Ela sabia que atravessava uma fronteira.

Leia este artigo

Do Império à Republica: O carnaval visto pelos quadrinhos (1869 - 1910)

O carnaval é uma festa popular que já se tornou marca característica do Brasil. O que poucos sabem é que sua história está relacionada a uma mídia que há mais de um século se faz presente no nosso cotidiano: as histórias em quadrinhos. Neste texto, fazemos breve investigação sobre a história dos carnavais e o carnaval nas histórias em quadrinhos publicadas no Brasil, tendo como locus a obra de Angelo Agostini, pioneiro nos quadrinhos brasileiros.

Leia este artigo

Quem Ameaça a Soberania na Amazônia?

É urgente e inevitável! Infelizmente, como há muitos anos, no último dia 5 de junho, Dia do Meio Ambiente, o assunto dominante foi nosso maior bioma, a Amazônia. Território imenso – com mais de 50% do território do Brasil –, com uma população de pouco mais de 20 milhões de habitantes – 12% dos brasileiros e brasileiras –, a Amazônia condensa em si, no seu povo, nas suas florestas e rios, na sua biodiversidade, o país de contrastes e oposições que é o Brasil. Basta abrir qualquer jornal, ver qualquer programa de televisão, estar antenado na internet ou ainda se dispor a beber um chope no bar da esquina que as controvérsias sobre a Amazônia ocupam lugar de destaque. Sem dúvida o recente contencioso entre o espalhafatoso ministro Minc e o rude governador latifundiário Maggi ajudam a acentuar o lado dramático da questão. Talvez assim acabemos por encarar o problema seriamente.

Leia este artigo

José Lezama Lima e as mitologias do cotidiano

Publicado em Fragmentos a su imán (Editorial Letras Cubanas, La Habana, 1977), “A mulher e a casa” (1976) foi um dos últimos poemas escritos por José Lezama Lima (1910-1976). Nascido em Cuba, o poeta, ensaísta e romancista manteve intensa afinidade com as ideias de Octavio Paz. Assim como o escritor mexicano, Lezama defendia uma afirmação da cultura latino-americana a partir do diálogo com outras culturas. Traduzido para o francês em 1971, o romance Paradiso (1966) é considerado sua obra-prima. Góngora e Proust foram as principais referências do poeta que, ao publicar em 1941 o livro de poemas Enemigo Rumor, estabeleceu-se como um dos mais importantes intelectuais cubanos de sua geração.

Leia este artigo

Educação e pandemia

Educação e pandemia

Artigos publicados na revista Educação Pública sobre a pandemia

Acesse aqui

Pandemia e Educação na imprensa

26/10 Educadora defende a inclusão da aprendizagem colaborativa na formação escolar

Leia aqui


15/09 Precursor e de contribuição "incomparável": como acadêmicos estrangeiros enxergam Paulo Freire

Leia aqui


31/08 Entre as principais medidas para enfrentar a crise, escolas disponibilizaram materiais pedagógicos impressos, e criaram grupos em aplicativos e redes sociais para facilitar a comunicação

Leia aqui

Seção Divulgação Científica

Pesquise em nossa biblioteca

Prezada autora, prezado autor, ao selecionar o material de consulta para seu trabalho, sugerimos que faça buscas também em artigos publicados na revista Educação Pública, que possui um sistema de busca sofisticado que facilitará a sua pesquisa. A citação dos artigos da revista Educação Pública certamente irá valorizar a sua publicação, a de seus colegas e a própria revista.

Citação

"É melhor construir salas de aula para o Menino do que celas e patíbulos para o Homem."
Eliza Cook (12/1818 – 09/1889)

Educadores e Educadoras

Célestin Freinet

"A democracia de amanhã se prepara na democracia da escola."

Twitter da revista

Siga-nos no Twitter @educacaopublica

Veja também

Fundação Cecierj


Diretoria de Extensão


Revista EaD em foco