Edição V. 10, Ed. 26 - 13/07/2010

Vôo sem plumas

Ainda que João Cabral seja bastante citado em tempos mais recentes, tenho sérias dúvidas se realmente sua poesia é tão partilhada assim pelos leitores interessados em poesia. Essa afirmação tem sua base no seguinte argumento: em sua quase totalidade, os poemas cabralinos fogem da tradição lírica derramadamente romântica e autoumbilical de nossos poetas. O poeta demiurgo, o poeta voz-da-nação, o romântico intransferível, toda essa turma está longe da poética do autor de Cão sem Plumas. Mas os românticos de plantão estão aí, sempre avisando que a poesia vem do coração e, o pior, que o poeta é um ser iluminado e que ao leitor cabe o lugar passivo de mero receptor.

Leia este artigo

Liderar para motivar

Líderes de todos os cantos: estão convocados!

Leia este artigo

Adultos sem o ensino médio podem fazer Enem para obter certificação

O aluno que não cursou ou não chegou ao fim do ensino médio pode utilizar a prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) para obter seu certificado de conclusão dessa etapa. Caso atinja a pontuação mínima exigida — 400 pontos em cada uma das quatro áreas de conhecimento e 500 na redação — terá direito ao certificado.

Leia este artigo

Filho da... professora

Como escrevi aqui algumas semanas atrás (no texto  Globalização dos idiomas), desisti de ficar irritada com a indiscrição das pessoas que utilizam o celular nos espaços públicos; ao contrário, as narrativas da vida alheia passaram a ser um ótimo passatempo nas minhas viagens de ônibus. É a síndrome do big brother auditiva. Poucas vezes, porém, o ditado “é melhor escutar isso do que ser surdo” caiu tão bem como em relação à conversa que escutei semana passada. No começo até simpatizei com a moça. Pela voz, pelo vocabulário e pelo tipo de papo, ela devia ter cerca de 30 anos. Conversava com uma amiga, a quem agradecia o apoio naquele momento tão difícil de sua vida, dizia que ela era seu “anjo da guarda”.

Leia este artigo

Cinema Brasileiro

Em um dia de 1898, o italiano Afonso Segreto filmou fortalezas e navios de guerra na Baía de Guanabara de dentro do navio Brésil. Foi o primeiro registro de imagens em movimento no nosso país. Assim como nossa literatura, que tem como marco inicial a carta de Pero Vaz de Caminha, nosso cinema também começou com a visão de um estrangeiro sobre o Brasil. Se as influências de fora são inevitáveis em uma ex-colônia, o site de Osires Fortunato mostra que o cinema nacional conseguiu construir uma identidade – ou várias identidades. Sua pesquisa constante desde 1997 mantém um site com uma variedade de ricas informações.

Leia este artigo

Educação e pandemia

Educação e pandemia

Artigos publicados na revista Educação Pública sobre a pandemia

Acesse aqui

Atenção: Submissão de artigos

Prezados autores, prezadas autoras,
estamos realizando uma atualização de nosso sistema editorial. Por isso, a revista Educação Pública não estará temporariamente recebendo novos trabalhos para publicação. Vale ressaltar que os artigos já recebidos estão em processo de avaliação e, se selecionados, serão publicados.

Quando o sistema voltar a funcionar normalmente - o que esperamos que aconteça muito em breve - retomaremos o processo de submissão de novos trabalhos que tratem de temas ou relatem experiências relevantes para a Educação Básica no Brasil.

20/10 às 18h | Mulheres na EaD: partilhando experiências e realidades antes e durante a pandemia

14/10 a 18/12 | Festival do Filme Científico

De 14 de outubro a 18 de dezembro, o Brasil recebe a segunda edição do Science Film Festival, festival de cinema dedicado à promoção da ciência e da educação científica por meio do audiovisual. O tema deste ano é sustentabilidade e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs) – a seleção de filmes voltados a professores, estudantes e público geral aborda questões que duramente afetam o planeta hoje, como mudanças climáticas, biodiversidade, inovação e tecnologia, energias limpas, entre outras. No Brasil, a mostra traz 14 vídeos de países como Tailândia, Alemanha, Chile e Canadá, todos dublados ou legendados para o português brasileiro, destinados a crianças e adolescentes.

site do evento

17 a 20/11 | XI Encontro Nacional Perspectivas do Ensino de História

Educação: Tem o poder de transformar

O Centro de Estudos “O bem viver e a resiliência dos povos indígenas no cuidado com a Amazônia" recebeu os representantes dos povos indígenas
- Iolanda Pereira da Silva, do Povo Macuxi;
- Michel Oliveira Baré Tikuna, do Povo Baré e Tikuna;
- e o procurador da República Marco Antônio Delfino de Almeida;
- e o coordenador do Programa Rio Negro do Instituto Socioambiental, Marcos Wesley de Oliveira.

Veja o video

Caminho para a liberdade

"A educação é o ponto em que decidimos se amamos o mundo o bastante para assumirmos a responsabilidade por ele."
Hannah Arendt (1906-1975).

Educadores brasileiros

Dermeval Saviani

"A educação é uma atividade que supõe a heterogeneidade no ponto de partida e a homogeneidade no ponto de chegada."

Twitter da revista

Siga-nos no Twitter @educacaopublica

Veja também

Fundação Cecierj


Diretoria de Extensão


Revista EaD em foco