Edição V. 13, Ed. 10 - 19/03/2013

Didática da escolarização do leitor: uma abordagem sociointeracionista

Durante décadas, a didática da escolarização do leitor concedeu primazia à decodificação de conteúdos e informações, primando por práticas mecânicas de reprodução. O ensino dessa competência linguística tinha como base norteadora as tendências tecnicistas. Consoante Perfeito (2007), o tecnicismo está diretamente atrelado ao behaviorismo – teoria psicológica elaborada por Watson – que preconizava a “incucação” de hábitos e práticas amparados na constante repetição (PERFEITO, 2007). Com base no norte dessa tendência pedagógica, o processo de escolarização brasileiro privilegiava a transmissão, a recepção e, acima de tudo, a reprodução mecânica de conteúdos.

Leia este artigo

Teoria e prática motivadoras

De todas as faculdades, alertou Santo Agostinho, “a mais importante é a vontade, intervindo em todos os atos do espírito e constituindo o centro da personalidade humana. A vontade seria essencialmente criadora e livre”. Tudo é possível para o homem, pois reside nele a possibilidade de optar e agir.

Leia este artigo

Educação a distância: uma análise dos modelos de ensino

Quando pensamos em modelos de ensino, pensamos em padrões prontos a serem seguidos quanto à estruturação e organização educacional, porém não podemos reduzir nossos olhares a visões tão simplistas. Os modelos de ensino traduzem a filosofia da instituição de forma implícita; os modelos estão impregnados de princípios e valores que devem ser levados em consideração.

Leia este artigo

A roupa nova de Caetano

Os jornais anunciam o novo disco de Caetano Veloso, Abraçaço, como o último de uma trilogia com a banda Cê, formada de jovens músicos. A trilogia (formada também por Cê e Zii e Zie) trouxe uma roupagem mais roqueira e mais crua para as músicas do baiano, que vinha lançando discos de compilações e covers em meio a obras mais complexas, como Noites do Norte e Livro.

Leia este artigo

MeuArtigo.com

Na primeira olhada, o visual do site Meu Artigo pode parecer um tanto chamativo, mas à medida que a navegação avança, percebe-se que todas as informações lá contidas têm sua razão de ser (exceto uma ou outra propaganda localizada em um lugar de destaque que pode vir a atrapalhar). Na coluna à esquerda estão as divisões e subdivisões das áreas. Em Ciências Biológicas estão presentes tópicos como Biologia, Doenças e Saúde, Educação Física, Odontologia, Saúde e Sexualidade. As Exatassubdividem-se em Economia e Finanças, Física, Informática, Matemática, Química. A área de Humanasapresenta o maior número de disciplinas: Administração, Artes, Biografia, Brasil, Educação, Espanhol, Filosofia, Folclore, Geografia, Gramática, História, Literatura, Pedagogia e Política, entre outros. Logo abaixo desses três áreas principais vem a seção Diversos, que traz temas como Acordo Ortográfico, Atualidades, Concursos, Curiosidades e Drogas.

Leia este artigo

Alunos-leitores, alunos-escritores: o relato de uma experiência

Aprender a ler e a escrever, para uma criança, não quer dizer apenas aprender a codificar ou decodificar o código linguístico. A leitura e a escrita vão além, e sua aquisição não se conclui em apenas um ano. Acreditamos que tais atividades fazem parte de um processo que nos acompanha a vida inteira, e quanto mais prazerosas e significativas forem as experiências iniciais dos alunos com a leitura e a escrita melhores leitores e escritores eles se tornarão.

Leia este artigo

I Colóquio Faetec de Professores Pesquisadores

Estão abertas também chamadas para submissão de proposta de mesa redonda e para coordenador de vídeo pôster (24) e coordenador de comunicação oral (24), nas seguintes áreas de conhecimento: Ciências Exatas e da Terra; Ciências Biológicas; Engenharias; Ciências da Saúde; Ciências Agrárias; Ciências Sociais Aplicadas; Ciências Humanas; Linguística, Letras e Artes.

O prazo de inscrição é até 31 de março, por meio do site: www.coloquiofaetec.com.br

Educação e pandemia

Educação e pandemia

Artigos publicados na revista Educação Pública sobre a pandemia

Acesse aqui

Educação: Tem o poder de transformar

O Centro de Estudos “O bem viver e a resiliência dos povos indígenas no cuidado com a Amazônia" recebeu os representantes dos povos indígenas
- Iolanda Pereira da Silva, do Povo Macuxi;
- Michel Oliveira Baré Tikuna, do Povo Baré e Tikuna;
- e o procurador da República Marco Antônio Delfino de Almeida;
- e o coordenador do Programa Rio Negro do Instituto Socioambiental, Marcos Wesley de Oliveira.

Veja o video

Citação

"É melhor construir salas de aula para o Menino do que celas e patíbulos para o Homem."
Eliza Cook (12/1818 – 09/1889)

Educadores e Educadoras

Magda Soares

"Para a criança, a complexa aprendizagem da língua escrita deve acompanhar seu desenvolvimento cognitivo, linguístico e mesmo motor, para a manipulação dos instrumentos e suportes da escrita."

Twitter da revista

Siga-nos no Twitter @educacaopublica

Veja também

Fundação Cecierj


Diretoria de Extensão


Revista EaD em foco