Edição V. 18, Ed. 12 - 19/06/2018

Ensinando Física no quinto ano do Ensino Fundamental: uma proposta envolvendo magnetismo

Física

Este artigo apresenta proposta sobre a alfabetização científica para os anos iniciais aplicada em escola pública, baseada em atividades práticas nas aulas de Ciências. O objetivo é inserir tais atividades práticas nas aulas do quinto ano escolar. O tema escolhido para as atividades é o magnetismo. A metodologia pesquisa-ação e a utilização de mapas conceituais contribuem para que a aprendizagem dos estudantes seja significativa.

Leia este artigo

A interdisciplinaridade ao alcance de todos

Formação de Professores

A unidade da natureza do homem é desfeita na educação pelas disciplinas; a interdisciplinaridade é uma possibilidade de romper os limites dessa divisão, propondo a integração do conhecimento, por meio de uma nova organização de conteúdos e currículos.

Leia este artigo

Artes Visuais em cena: motivações iniciais

Educação Artística

Envolvendo professores de diversas disciplinas e artistas que utilizam diversas técnicas na produção de obras de artes visuais, o projeto de uma escola municipal de João Pessoa, na Paraíba, valoriza um grupo de artistas da Paraíba e incentiva a produção artística dos seus alunos.

Leia este artigo

Um estudo de caso sobre o ensino-aprendizagem dos diferentes significados de frações em uma escola de Educação Básica

Matemática

Este trabalho investigou junto a alunos do Ensino Fundamental de uma Escola Municipal de Duque de Caxias os significados de frações que esses alunos demonstraram ter maior domínio ou não possuem e os mais presentes entre eles, como relação parte-todo, operador multiplicativo, quociente/número, razão e probabilidade. Foram analisados os livros didáticos usados por esses alunos, os resultados de tarefas propostas e as respostas verbais dadas em entrevistas sobre essas tarefas.

Leia este artigo

A produção do conhecimento na construção do saber sociocultural e científico

Formação de Professores e Cidadania e Comportamento

A academia é o centro de produção do saber, e conta com dois eventos de estruturação cultural: a escrita e o papel, pela possibilidade de registro e acúmulo do conhecimento, facilitando a perpetuação, o arquivamento e o acesso a ele. O conhecimento científico nasceu da sistematização.

Leia este artigo

Seleção de mediadores e conteudistas - Diretoria de Extensão

Inscrições abertas

Informações:
https://www.cecierj.edu.br/extensao/

Twitter da revista

Siga-nos no Twitter @educacaopublica

Caminho para a liberdade

Mirian Goldenberg faz um resumo do clássico estudo de Simone de Beauvoir sobre a condição feminina: “O segundo sexo".

Educadores brasileiros

Anísio Teixeira: grande empreendedor da educação

Só existirá democracia no Brasil, no dia em que se montar no país a máquina que prepara as democracias. Essa máquina é a escola pública.

Veja também

Fundação Cecierj


Diretoria de Extensão


Revista EaD em foco