Edição V. 6, Ed. 14 - 02/05/2006

Novos Horrores

Data triste a que foi comemorada essa semana. Data sombria. Vinte anos atrás um dos reatores da usina de Chernobyl explodiu espalhando radiação e câncer numa nuvem de morte invisível. Ninguém sabe ao certo o número de vítimas. O horror radioativo é uma novidade da era da revolução científica. Difere substancialmente do horror natural porque sua origem tem a ver com as escolhas humanas.

Leia este artigo

Educação profissional no Brasil: da industrialização ao século XXI

Diversos estudos privilegiam o ano de 1942 como o marco da história do ensino industrial no país. No entanto, estes estudos não resgatam o sentido de continuidade do processo histórico. A imagem que fica é a de que a partir de 1942, o ensino industrial e a sociedade, tomaram o rumo que leva à igualdade social. Neste texto, nosso objetivo é o de mostrar o que muda e o que permanece, ainda nos dias de hoje, ressaltando como o ensino profissional foi criando uma identidade voltada para as necessidades estritas do mercado. Veremos, com isto, que por trás das ideias existe a premência de manter as desigualdades, apesar de o trabalho tornar-se imprescindível para a organização da sociedade.

Leia este artigo

Anísio Teixeira

Hoje, dia 2 de maio, a TV Escola exibe o documentário "Máquina de Fazer Democracia - vida em obra de Anísio Teixeira", uma cinebiografia do educador, que ficou na história como o "Estadista da Educação".

Leia este artigo

Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro

O Instituto de Educação sempre foi considerado exemplo de ensino de altíssima qualidade. Ali, estudaram pessoas de grande expressão no cenário cultural carioca, tais como: Tônia Carrero, Marieta Severo, Zezé Polessa, só para citar algumas. Mas para manter essa qualidade foi preciso passar pelo tempo - em 5 de abril de 2006 o Instituto completou 126 anos de existência - por diversas fases ligadas aos altos e baixos das políticas públicas e muito, mas muito trabalho.

Leia este artigo

Barão de Itararé

Mais conhecido das pessoas hoje na casa dos 60 ou 70 anos, o gaúcho Apparício de Brinkerhoff Torelly (1895-1971) foi um dos principais autores de humor político no Brasil do final dos anos 1920 até o início dos 1960. A qualidade de seu texto fazia que a cidade do Rio de Janeiro parasse para ouvir seus discursos na Câmara dos Vereadores, no breve período em que exerceu um cargo político.

Leia este artigo

Pesquise em nossa biblioteca

Prezada autora, prezado autor, ao selecionar o material de consulta para seu trabalho, sugerimos que faça buscas também em artigos publicados na revista Educação Pública, que possui um sistema de busca sofisticado que facilitará a sua pesquisa. A citação dos artigos da revista Educação Pública certamente irá valorizar a sua publicação, a de seus colegas e a própria revista.

Novidades por e-mail

Cadastre-se e receba as novidades da revista Educação Pública!

Clique aqui

Artigos mais lidos nos últimos dois meses

Educação na imprensa

19/10/22 Brasil pode conquistar prêmio de melhor escola do mundo

Leia aqui


11/02/22 WhatsApp em sala de aula? Saiba como a ferramenta pode apoiar o ensino

Leia aqui

Seção Divulgação Científica

Twitter da revista

Siga-nos no Twitter @educacaopublica

Veja também

Fundação Cecierj


Diretoria de Extensão


Revista EaD em foco