Edição V. 6, Ed. 46 - 12/12/2006

Guimarães Rosa na travessia do Grande Sertão

É assim que começa um dos livros mais estudados da literatura brasileira: Grande sertão: veredas. Já leu já, meu doutor?

Leia este artigo

Anúncios de alimentos engordativos estão com dias contados

Preocupados com o aumento no número de brasileiros acima do peso, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária colocou em consulta pública uma proposta de Regulamento Técnico sobre a publicidade de alimentos ricos em açúcar, gorduras saturadas, gorduras trans, sódio (sal) e bebidas com baixo valor nutricional.

Leia este artigo

Cecília Meireles

A tijucana Cecília Benevides de Carvalho Meireles (7 de novembro de 1901 a 9 de novembro de 1964), tinha apenas oito anos mais que Luiza Barreto Leite (1 de outubro de 1909 a 1 de dezembro de 1996), mas foi uma das professoras que mais marcaram a futura educadora, jornalista e atriz na sua rápida passagem (penúltima série do primário) no batista Instituto Lafayette. Era aí por 1924. Cecília se formara na Escola Normal em 1917 e tinha acabado de publicar Nunca mais... e Poema dos Poemas (1923) que se seguiram a Espectros (1919), seu primeiro livro de poesia, objeto de elogios de críticos como João Ribeiro que, ao contrário de seu filho Joaquim, não era dado a grandes expansões: em breve, e sem grande esforço, poderá lograr a reputação de poetisa que de justiça lhe cabe.

Leia este artigo

Quando a paz venceu a guerra

No último evento do ano do projeto "Professor vai de graça ao cinema", o programa Oficina Cine-Escola apresentou o filme "Feliz Natal", uma produção de vários países sobre uma incrível noite de Natal de 1914.

Leia este artigo

Descortinando um novo mundo

Há muito tempo que eu desconfiava. O mundo não terminava onde céus e montanhas se encontravam. A extensão do meu olhar não podia determinar a exata dimensão das coisas. Existia algo mais, existia o desconhecido, existia o lugar do sol se aconchegar, enquanto a noite se fazia. Existia um abrigo para a lua enquanto era dia. E meu coração de professora afogava-se de esperança.

Leia este artigo

Os nomes da criança

Para um habitante de cidade brasileira, todas as árvores de uma floresta são apenas mato, sem distinção entre elas. Os habitantes do deserto, ao contrário, têm nomes diferentes para se referir à areia. Da mesma forma, os esquimós têm diversos nomes para indicar aquilo que, para nós, é apenas neve.

Leia este artigo

Educação e pandemia

Educação e pandemia

Artigos publicados na revista Educação Pública sobre a pandemia

Acesse aqui

Pesquise em nossa biblioteca

Prezada autora, prezado autor, ao selecionar o material de consulta para seu trabalho, sugerimos que faça buscas também em artigos publicados na revista Educação Pública, que possui um sistema de busca sofisticado que facilitará a sua pesquisa. A citação dos artigos da revista Educação Pública certamente irá valorizar a sua publicação, a de seus colegas e a própria revista.

Educação: Tem o poder de transformar

O Centro de Estudos “O bem viver e a resiliência dos povos indígenas no cuidado com a Amazônia" recebeu os representantes dos povos indígenas
- Iolanda Pereira da Silva, do Povo Macuxi;
- Michel Oliveira Baré Tikuna, do Povo Baré e Tikuna;
- e o procurador da República Marco Antônio Delfino de Almeida;
- e o coordenador do Programa Rio Negro do Instituto Socioambiental, Marcos Wesley de Oliveira.

Veja o video

Citação

"É melhor construir salas de aula para o Menino do que celas e patíbulos para o Homem."
Eliza Cook (12/1818 – 09/1889)

Educadores e Educadoras

Magda Soares

"Para a criança, a complexa aprendizagem da língua escrita deve acompanhar seu desenvolvimento cognitivo, linguístico e mesmo motor, para a manipulação dos instrumentos e suportes da escrita."

Twitter da revista

Siga-nos no Twitter @educacaopublica

Veja também

Fundação Cecierj


Diretoria de Extensão


Revista EaD em foco