Edição V. 7, Ed. 46 - 21/11/2007

O Dia da Consciência Negra – A história de Zumbi

No dia 20 de novembro de 1695 assassinaram Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares. Quase três séculos depois, em 1971, ativistas do Grupo Palmares, do Rio Grande do Sul, escolheram esta data como o Dia da Consciência Negra. Em 1978, o Movimento Negro Unificado incorporou o dia como celebração nacional até que, em 2003, a Lei 10.639 foi sancionada pelo presidente Lula e o inseriu como parte do calendário escolar brasileiro.

Leia este artigo

A participação da sociedade no espaço escolar: reconhecimento das diferenças nas singularidades

Como a escola é o principal eixo norteador da intermediação sociedade/indivíduo/instituição, a família recorre a esse espaço justamente para que a criança, ao adentrar no seu contexto, sinta-se à vontade e familiarizada, vendo-a como uma extensão social; urge, pois, à escola propiciar o pleno intercâmbio entre os variados setores sociais, a fim de que se consiga um arcabouço que permita às crianças e jovens a compreensão do espaço que lhes cerca, dos desafios que irão encontrar e como superá-los.

Leia este artigo

A valorização do negro para uma sociedade menos desigual

A fim de fomentar a discussão sobre Dia da Consciência Negra, o Portal da Educação Pública realizou uma entrevista com Cristina Lopes, que trabalha com desenvolvimento local e questão racial no Ibase - Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas.

Leia este artigo

O aniversário de Pascoal

Esta semana peguei emprestado um livro da biblioteca do Educandário Monte Alverne. Uma coletânea do grande poeta e dramaturgo espanhol Calderón de La Barca. Na verdade, queria reler sua inesquecível peça A vida é sonho, a estranha e fascinante história do príncipe Segismundo. Frei Serapião, de pé em sua bancada, assim que entreguei o volume para que anotasse a data do empréstimo e o dia que deveria trazê-lo de volta à escola, arregalou seus olhos estrábicos e soltou um dos trechos mais famosos do livro:

Leia este artigo

Águia de Haia viu longe

O ano de 1907 marcou o início da participação do Brasil no concerto das nações ao enviar sua delegação para a Conferência de Haia. Durante a conferência, o chefe da delegação brasileira defendeu a igualdade jurídica dos Estados durante as discussões para a criação de uma corte internacional de arbitragem, projeto apresentado pelos EUA e depois apoiado por Alemanha, França e Grã-Bretanha.

Leia este artigo

Educação e pandemia

Educação e pandemia

Artigos publicados na revista Educação Pública sobre a pandemia

Acesse aqui

Pandemia e Educação na imprensa

26/10 Educadora defende a inclusão da aprendizagem colaborativa na formação escolar

Leia aqui


15/09 Precursor e de contribuição "incomparável": como acadêmicos estrangeiros enxergam Paulo Freire

Leia aqui


31/08 Entre as principais medidas para enfrentar a crise, escolas disponibilizaram materiais pedagógicos impressos, e criaram grupos em aplicativos e redes sociais para facilitar a comunicação

Leia aqui

Seção Divulgação Científica

Pesquise em nossa biblioteca

Prezada autora, prezado autor, ao selecionar o material de consulta para seu trabalho, sugerimos que faça buscas também em artigos publicados na revista Educação Pública, que possui um sistema de busca sofisticado que facilitará a sua pesquisa. A citação dos artigos da revista Educação Pública certamente irá valorizar a sua publicação, a de seus colegas e a própria revista.

Citação

"É melhor construir salas de aula para o Menino do que celas e patíbulos para o Homem."
Eliza Cook (12/1818 – 09/1889)

Educadores e Educadoras

Célestin Freinet

"A democracia de amanhã se prepara na democracia da escola."

Twitter da revista

Siga-nos no Twitter @educacaopublica

Veja também

Fundação Cecierj


Diretoria de Extensão


Revista EaD em foco