Edição V. 9, Ed. 11 - 31/03/2009

Linguagem é construção

Ser professor. Mais que uma profissão, trata-se de um modo de estar no mundo. Como o próprio verbo do enunciado já nos diz, é ser. Ser. Entre as tantas coisas que se é, é-se um rio que conduz os alunos pelo caminho do conhecimento, tanto pelo científico como pelo senso comum. O conhecimento científico, existente desde a Grécia Antiga, tem seu ápice a partir da revolução galileana . O senso comum ou conhecimento espontâneo, por outro lado mas não necessariamente em oposição, é resultado das experiências cotidianas feitas pelos homens como enfrentamento dos problemas diários. Por mais que possa parecer, o processo de conhecimento espontâneo não é solitário, já que constatações são trocadas entre os contemporâneos; mais ainda, são passadas de geração para geração, sendo assimiladas ao longo do tempo.

Leia este artigo

Uma breve história dos livros ilustrados

Ehon é a palavra japonesa que significa livro de imagem. No inicio do século XVIII, eram impressos ehons artesanais que apresentavam imagens, porém frequentemente apresentavam também, em bela e elegante caligrafia, ensaios, poemas e outros textos escritos, como o Diário do príncipe Genji. Os ehons são universalmente atraentes por sua linguagem visual, que consegue tocar diretamente o coração e a mente. Até o final do século XIX, artistas e artesãos do ehon faziam todo o trabalho a mão; por isso eles tinham muito em comum com o que nós, ocidentais, chamamos de livro do artista, mas seus livros eram direcionados ao público em geral.

Leia este artigo

Livra Livros

Tudo começou quando Samur Araujo buscou um livro e não o encontrou, mesmo tendo consultado amigos, livrarias e mesmo sebos. O que ele fez? Criou um site para oferecer esse benefício a que ele não teve acesso: intermediar a troca de livros entre vários usuários cadastrados.

Leia este artigo

Só Platão explica... 

Os gregos, sempre os gregos... Não é raro escutar por aí que tudo relacionado ao âmbito humano que se estuda hoje já foi há muito pensado pelos gregos. Atualmente o que ocorre são desdobramentos, releituras, interpretações do que eles disseram. Por outro lado, alguns citam a grande revolução feita pelo descobridor do inconsciente, Sigmund Freud. Mas, sem querer decepcionar os amantes da psicanálise, ao que parece alguns séculos antes de Cristo, ninguém menos que Platão já havia escrito sobre a divisão da mente em partes.

Leia este artigo

O bom brinquedo trabalhoso

(Maria Gabriela Llansol. O jogo da liberdade da alma, p. 80)

Leia este artigo

Educação e pandemia

Educação e pandemia

Artigos publicados na revista Educação Pública sobre a pandemia

Acesse aqui

Pandemia e Educação na imprensa

26/10 Educadora defende a inclusão da aprendizagem colaborativa na formação escolar

Leia aqui


15/09 Precursor e de contribuição "incomparável": como acadêmicos estrangeiros enxergam Paulo Freire

Leia aqui


31/08 Entre as principais medidas para enfrentar a crise, escolas disponibilizaram materiais pedagógicos impressos, e criaram grupos em aplicativos e redes sociais para facilitar a comunicação

Leia aqui

Seção Divulgação Científica

Pesquise em nossa biblioteca

Prezada autora, prezado autor, ao selecionar o material de consulta para seu trabalho, sugerimos que faça buscas também em artigos publicados na revista Educação Pública, que possui um sistema de busca sofisticado que facilitará a sua pesquisa. A citação dos artigos da revista Educação Pública certamente irá valorizar a sua publicação, a de seus colegas e a própria revista.

Citação

"É melhor construir salas de aula para o Menino do que celas e patíbulos para o Homem."
Eliza Cook (12/1818 – 09/1889)

Educadores e Educadoras

Célestin Freinet

"A democracia de amanhã se prepara na democracia da escola."

Twitter da revista

Siga-nos no Twitter @educacaopublica

Veja também

Fundação Cecierj


Diretoria de Extensão


Revista EaD em foco