Edição V. 9, Ed. 9 - 17/03/2009

A casa de Deus

Algumas verdades aparecem pelo pensamento. Elas entram pela porta de cima de nossas ideias e surgem lentamente, como se estivessem sendo construídas etapa a etapa, por uma quantidade de anos que ultrapassa nossa própria experiência. Elas nos oferecem certezas fragilizadas pelas evidências que colhemos. Verdades desse tipo são essencialmente provisórias, instáveis, circunstanciais.

Leia este artigo

A paisagem como linguagem

Quando todos os acidentes acontecem (7 Letras), lançado neste início de 2009, é o terceiro livro de poemas de Manoel Ricardo de Lima, uma voz constante nas conversas que interessam sobre a poesia brasileira contemporânea (agora escreve no Jornal do Brasil e no Diário do Nordeste; por 10 anos teve uma coluna no O Povo). Com Carlos Henrique Schroeder, coordena a Editora da Casa, que, segundo eles, “tem a ver com afeto, com amigos, tem a ver com o que ainda pode ser uma casa em sua maior diferença: conversar”. Manoel faz pós-doutorado com pesquisa sobre Joaquim Cardozo e Mário Faustino na UFSC, em Florianópolis-SC. Tem trabalho publicado sobre Leminski, Entre percurso e vanguarda: alguma poesia de Paulo Leminski e escreveu As mãos, livro de ficção que é, em si, uma pulsação de afeto, um amor delicado, uma poesia longa e sem versos.

Leia este artigo

50 anos do Manifesto Neoconcreto

Esta entrevista, publicada originalmente no Jornal da UFRJ, celebra o cinquentenário do Manifesto Neoconcreto – um dos marcos da poesia brasileira contemporânea e um dos tópicos trabalhados na Literatura Brasileira ainda no ensino médio. Ao responder às perguntas de Conryntho Baldéz, Cláudia Sampaio conta um pouco da história do manifesto, da poesia produzida no país na segunda metade do século XX e das divergências entre autores hoje consagrados, como Ferreira Gullar, Décio Pignatari, Haroldo e Augusto de Campos.

Leia este artigo

As crianças e o consumo

Nasci em meados dos anos 1970. Não comi fruta da árvore, não peguei bicho de pé, nunca joguei bolinha de gude; meu apartamento não tinha quintal, mas tinha um corredorzinho por onde eu andava de patins em cima do carpete verde (naquele tempo era moda ter carpete). Brincava de pique-esconde na garagem (sem cobertura) do meu prédio. Além dos amiguinhos da rua e da escola, tinha uma turminha no clube chamada “metal e os malucos”. Meu pai era médico e toda semana trazia do hospital resmas e resmas de papel dos eletros, que, depois de riscados, já não tinham serventia. O verso do papel era branquinho e vinha um grudado no outro, o que nos possibilitava fazer desenhos intermináveis em sequência. Meu irmão e eu deitávamos no chão e desenhávamos até cansar. A sensação que tinha ao ver meu pai adentrando em casa com aquele calhamaço era a mesma de quando ganhava um presente novinho da Estrela – a grande fabricante de brinquedos daquela época.

Leia este artigo

Estudantes

Se o Portal do Professor, o site apresentado na última edição, é uma espaço para o profissional de educação estar ligado à rede educacional e a outros docentes e discutir questões educacionais, o site Estudantes é um espaço para o aluno estar ligado à rede. Como se não bastasse, é também um bom modo para os professores saberem as dificuldades e angústias do alunado. Para acessar boa parte do site é necessário fazer um rápido cadastro, informando dados básicos e como conheceu o Estudantes. Depois de cadastrado, é só navegar por seções como Biblioteca (onde o download dos livros é gratuito), Guia de cursos, Quadro de discussão (onde, além de publicar artigos, monografias e teses, é possível postar dúvidas e discussões) e Simulado.

Leia este artigo

Educação e pandemia

Educação e pandemia

Artigos publicados na revista Educação Pública sobre a pandemia

Acesse aqui

Atenção: Submissão de artigos

Prezados autores, prezadas autoras,
estamos realizando uma atualização de nosso sistema editorial. Por isso, a revista Educação Pública não estará temporariamente recebendo novos trabalhos para publicação. Vale ressaltar que os artigos já recebidos estão em processo de avaliação e, se selecionados, serão publicados.

Quando o sistema voltar a funcionar normalmente - o que esperamos que aconteça muito em breve - retomaremos o processo de submissão de novos trabalhos que tratem de temas ou relatem experiências relevantes para a Educação Básica no Brasil.

14/10 a 18/12 | Festival do Filme Científico

De 14 de outubro a 18 de dezembro, o Brasil recebe a segunda edição do Science Film Festival, festival de cinema dedicado à promoção da ciência e da educação científica por meio do audiovisual. O tema deste ano é sustentabilidade e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs) – a seleção de filmes voltados a professores, estudantes e público geral aborda questões que duramente afetam o planeta hoje, como mudanças climáticas, biodiversidade, inovação e tecnologia, energias limpas, entre outras. No Brasil, a mostra traz 14 vídeos de países como Tailândia, Alemanha, Chile e Canadá, todos dublados ou legendados para o português brasileiro, destinados a crianças e adolescentes.

site do evento

17 a 20/11 | XI Encontro Nacional Perspectivas do Ensino de História

Educação: Tem o poder de transformar

O Centro de Estudos “O bem viver e a resiliência dos povos indígenas no cuidado com a Amazônia" recebeu os representantes dos povos indígenas
- Iolanda Pereira da Silva, do Povo Macuxi;
- Michel Oliveira Baré Tikuna, do Povo Baré e Tikuna;
- e o procurador da República Marco Antônio Delfino de Almeida;
- e o coordenador do Programa Rio Negro do Instituto Socioambiental, Marcos Wesley de Oliveira.

Veja o video

Caminho para a liberdade

"A educação é o ponto em que decidimos se amamos o mundo o bastante para assumirmos a responsabilidade por ele."
Hannah Arendt (1906-1975).

Educadores brasileiros

Dermeval Saviani

"A educação é uma atividade que supõe a heterogeneidade no ponto de partida e a homogeneidade no ponto de chegada."

Twitter da revista

Siga-nos no Twitter @educacaopublica

Veja também

Fundação Cecierj


Diretoria de Extensão


Revista EaD em foco