Edição V. 20, Ed. 47 - 08/12/2020

Como a parceria entre a família e a escola pode preparar o aluno com autismo moderado para sua inclusão no mercado de trabalho?

Educação Especial e Inclusiva e Vivências de Sala de Aula

O presente estudo visa elucidar como a família e a escola, juntos, podem preparar o aluno com transtorno do espectro autista (TEA) para o mercado de trabalho. Estudos como este se mostram de relevância ímpar, pois propõem um método eficaz para a formação do aluno autista para o mercado de trabalho com palestras. A base teórica que dá sustentação às inferições conta com contribuições de autores importantes da área, como Fávero (2005), Lemos (2012), Suzuki (2013) e tantos outros. A metodologia utilizada para desenvolver este estudo foi de natureza qualitativa, através do método monográfico, utilizando a entrevista despadronizada ou não estruturada como instrumento de coleta de dados. Este estudo revela que há deficiência na formação do aluno com autismo nas escolas, mas que o esforço coletivo do corpo docente pode gerar excelentes resultados para a formação profissional do aluno autista para o mercado de trabalho como palestrante, utilizando-se da estratégia de avaliação através da apresentação de trabalhos com slides e projetor.

Leia este artigo

O gênero textual carta em um projeto didático: (res)significando a prática e aprendizagens

Vivências de Sala de Aula e Língua Portuguesa e Literatura

Após uma aula em que um aluno questionou sobre o feriado de Carnaval, que seria na semana seguinte, houve a manifestação de interesse de alunos de uma turma de 4º ano de uma escola pública, localizada no Complexo da Maré, Rio de Janeiro, em saber mais sobre o assunto.

Leia este artigo

Ensino de Matemática por meio das tecnologias digitais

Matemática

O ensino de Matemática apresenta inúmeros problemas que necessitam ser revistos. Cabe aos professores rever suas práticas e ter interesse em tornar suas aulas mais atrativas e criativas. O uso das tecnologias em sala de aula é uma forma de proporcionar um ambiente de aprendizagem mais dinâmico e significativo para os alunos. Sendo assim, este trabalho tem por objetivo desenvolver uma breve reflexão acerca da utilização das tecnologias computacionais para o ensino de Matemática no Ensino Médio. Para tanto, usamos como suporte teórico os Parâmetros Curriculares Nacionais, a Base Nacional Comum Curricular e diversos autores da literatura especializada que se fizeram necessários ao longo do trabalho.

Leia este artigo

Educação integralizada: as salas de recursos multifuncionais como instrumento de ensino e aprendizagem

Educação Especial e Inclusiva

Ao longo da história, a Educação Especial tem conquistado grandes evoluções na qualidade de ensino e aprendizagem das pessoas com necessidades educacionais especiais, uma vez que, sempre marcada pelos preconceitos, a escola inclusiva procura abominar essas causas reconhecendo os deficientes como sujeitos diferentes que possuem os mesmos direitos e valores no meio social. Para que os alunos e alunas especiais tivessem um ensino totalmente qualificado, o sistema educacional especializado criou nas escolas inclusivas salas de aula multifuncionais com recursos e tecnologias avançadas onde os profissionais oferecem atendimento totalmente diversificado, procurando beneficiar os aprendizes especiais de acordo com a especificidade de sua deficiência. Em virtude das conquistas atribuídas à Educação Especial (EE), no Brasil optou-se pela realização de pesquisas de campo e bibliográfica que tem por título: Educação integralizada: a sala de recurso multifuncional como instrumento de aprendizagem, com a finalidade de aprofundar o conhecimento da práxis realizada nas salas de recursos multifuncionais. Na pesquisa, é viável afirmar que para obter sucesso com os alunos especiais é preciso preparação, bons pedagogos, psicopedagogos, psicólogos, fonoaudiólogos e outros profissionais que permitem aos alunos especiais o desenvolvimento dos seus aspectos cognitivos. É necessário ressaltar que as salas de recursos multifuncionais são utilizadas como instrumento para integralização do educando no seu contexto escolar, facilitando a relação do aluno com a comunidade escolar. O objetivo foi analisar por meio de observações e aplicação de questionário dados qualitativos com perguntas fechadas do tema proposto.

Leia este artigo

Educação e Saúde: situação vacinal dos estudantes do Ensino Fundamental da Escola Municipal Gessé Inácio do Nascimento, Teixeira de Freitas/BA

Saúde e Vivências de Sala de Aula

Atualmente, um dos maiores desafios da educação é desenvolver um ambiente propício para as práticas de ensino-aprendizagem, tornando a saúde um aspecto de extrema importância para sua consolidação. A escola consiste em um local essencial para o desenvolvimento de crianças e adolescentes considerando que passam, por muitas vezes, a maior parte do seu dia dentro desse ambiente. Dessa forma, o educador da rede de ensino tem, além das suas responsabilidades básicas, a preocupação com a saúde de seus estudantes. Essa inquietação dos professores é adequada, pois influencia diretamente no sucesso das suas próprias práticas e, principalmente, no aprendizado dos educandos.

Leia este artigo

O psicopedagogo no contexto escolar e o processo de aprendizagem, qual a relação?

Instituição Escola

A preocupação básica deste estudo é refletir sobre o papel do psicopedagogo na perspectiva do sistema escolar, pois este profissional tem papel fundamental na identificação, avaliação e proposição de soluções para os problemas que afetam o processo de ensino-aprendizagem. Dentro dessa perspectiva, este artigo tem como principal objetivo discutir e apresentar o papel do psicopedagogo em suas áreas de atuação, especialmente no contexto escolar. Para tanto, realizou-se um levantamento bibliográfico considerando as contribuições de autores procurando abordar o contexto histórico da Psicopedagogia e suas diversas definições, bem como as diferentes áreas de atuação e o papel do profissional em Psicopedagogia. Concluiu-se, com este estudo, que o psicopedagogo tem papel fundamental na mediação dos problemas de aprendizagem que acontecem nos espaços escolares, na superação do fracasso escolar, no atendimento das necessidades de aprendizagem e no desenvolvimento integral dos alunos. O trabalho psicopedagógico é uma peça fundamental para que a educação de qualidade se efetive.

Leia este artigo

Educação Ambiental, interdisciplinaridade e consumo consciente: possíveis encontros

Ecologia e Meio Ambiente

Vivenciamos, na atualidade, um aumento significativo de problemáticas de ordem social e política que impactam o meio ambiente. O mundo atual é dominado pela lógica capitalista, que enaltece o consumo exagerado. Diante de tais problemáticas, este artigo tem como objetivo sensibilizar professores de Educação Básica para o trabalho com a preservação ambiental, sustentabilidade e Educação Ambiental, em uma perspectiva interdisciplinar. Para tal, realizamos buscas em base de dados confiáveis e selecionamos artigos com essas temáticas que, pelas nossas análises, apresentam possibilidades de “encontros” entre Educação Ambiental, interdisciplinaridade e consumo consciente. Assim, além de apresentar aos leitores uma síntese de como a relação consumo e degradação ambiental tem sido abordada por esses autores, intentamos que o presente estudo possa despertar para a urgência de diálogos sobre a preservação ambiental, bem como para as possibilidades de uma educação interdisciplinar nesse sentido.

Leia este artigo

Valorizando as diferenças: vivências pedagógicas nos anos iniciais do Ensino Fundamental

Vivências de Sala de Aula

Este relato de experiência descreve as observações, vivências e uma intervenção pedagógica realizada em uma turma de 3º ano do Ensino Fundamental de uma Escola Pública da Rede Municipal de Ensino do município de São Miguel do Guamá/PA.

Leia este artigo

As perguntas nos museus: um mundo de possibilidades

Educação Artística

Alguns guardam objetos que preservam histórias passadas de geração a geração ao longo dos séculos e que são apresentadas como um testemunho dos nossos ancestrais; outros parecem contar uma história mais recente sobre os avanços da Ciência e Tecnologia; por vezes, nem sabemos que podem ser considerados museus, mas eles estão lá, abertos ao público e querendo nos contar algo.

Leia este artigo

Educação e pandemia

Educação e pandemia

Artigos publicados na revista Educação Pública sobre a pandemia

Acesse aqui

Pandemia e Educação na imprensa

26/10 Educadora defende a inclusão da aprendizagem colaborativa na formação escolar

Leia aqui


15/09 Precursor e de contribuição "incomparável": como acadêmicos estrangeiros enxergam Paulo Freire

Leia aqui


31/08 Entre as principais medidas para enfrentar a crise, escolas disponibilizaram materiais pedagógicos impressos, e criaram grupos em aplicativos e redes sociais para facilitar a comunicação

Leia aqui

Seção Divulgação Científica

Pesquise em nossa biblioteca

Prezada autora, prezado autor, ao selecionar o material de consulta para seu trabalho, sugerimos que faça buscas também em artigos publicados na revista Educação Pública, que possui um sistema de busca sofisticado que facilitará a sua pesquisa. A citação dos artigos da revista Educação Pública certamente irá valorizar a sua publicação, a de seus colegas e a própria revista.

Citação

"É melhor construir salas de aula para o Menino do que celas e patíbulos para o Homem."
Eliza Cook (12/1818 – 09/1889)

Educadores e Educadoras

Célestin Freinet

"A democracia de amanhã se prepara na democracia da escola."

Twitter da revista

Siga-nos no Twitter @educacaopublica

Veja também

Fundação Cecierj


Diretoria de Extensão


Revista EaD em foco