Edição V. 22, Ed. 31 - 23/08/2022

A importância do desenvolvimento motor na Educação Infantil

Educação Infantil

O artigo reflete sobre a importância do desenvolvimento motor na Educação Infantil, objetiva discutir a inserção de atividades motoras que ajudam no desenvolvimento da criança em idade escolar. Tal abordagem é de grande relevância para analisar a importância de avaliar e relacionar atividades físico-motoras na Educação Infantil e suas contribuições para o desenvolvimento infantil, permitindo aos educadores uma reflexão sobre sua prática pedagógica, a fim de contribuir no desenvolvimento físico-motor e consequentemente refletir tal desenvolvimento na aprendizagem do aluno. O artigo foi desenvolvido por meio de revisão bibliográfica.

Leia este artigo

Educação de surdos no Brasil: atendimento educacional especializado para pessoas com surdez na Educação Escolar Indígena

Antropologia, Comunicação, História, Educação Especial e Inclusiva, Outras Mais Específicas e Política Educacional

O presente trabalho é um excerto da monografia de conclusão do Curso de Especialização em Língua Brasileira de Sinais ofertada pela Universidade Candido Mendes sob o título “Línguas Indígenas no Brasil: Ka'apor, a outra língua de sinais brasileira”; tem como objetivo proporcionar maior compreensão aos leitores, estudantes, professores, pesquisadores e pessoas que têm interesse pelos estudos sobre a surdez e povos indígenas, com conhecimento a respeito da história da Educação de surdos no Brasil e, por conseguinte, sobre o atendimento educacional especializado (AEE) ofertado nas escolas regulares e voltado para a população indígena surda.

Leia este artigo

Recursos digitais aplicados na Educação Infantil

Educação Infantil

O objetivo deste projeto é realizar uma pesquisa de campo com professores da Educação Infantil em escolas públicas do município de Aperibé, no interior do Estado do Rio de Janeiro. A pesquisa visa conhecer a realidade das escolas por meio do mapeamento da infraestrutura das unidades, como salas de aula e laboratórios, além de abordar as metodologias e as práticas pedagógicas adotadas no processo de ensino-aprendizagem e o posicionamento dos professores em relação à utilização de recursos digitais como ferramenta de auxílio para suas atividades pedagógicas.

Leia este artigo

Museu do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro: experiências de Educação não formal e mediação museal no projeto Bombeirinhos

História, Formação de Professores, História da Educação e Vivências de Sala de Aula

O presente artigo é um estudo que aborda uma discussão entre Educação não formal em diálogo com a Educação Museal pela mediação museal, contextualizado nas experiências do projeto Bombeirinhos, realizado no Quartel do Comando Geral do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro e em seu museu, em parceria com organizações não governamentais (ONGs) e coletivos sociais do estado, levando crianças e adolescentes a vivenciar a rotina desses profissionais, visitar o prédio histórico e o museu da corporação, além de receber conhecimentos básicos da profissão.

Leia este artigo

A Educação em ambientes não escolares: um relato de experiência

Vivências de Sala de Aula

A educação não se limita apenas a espaços formais, devendo ser trabalhada em todos os lugares, pois é uma forma de garantir um melhor desempenho de um maior número de indivíduos. Nessa perspectiva, este trabalho tem por objetivo propor uma reflexão quanto à importância da Educação não formal para a socialização do indivíduo, consolidando um caráter humanizador e emancipador nesse tipo de formação. A metodologia adotada é da pesquisa bibliográfica embasada em teorias relevantes ao tema proposto. Depreende-se que é muito importante entender que a formação do indivíduo não acontece somente nos ambientes escolares.

Leia este artigo

A relevância da introspecção do narrador nos personagens de “Vidas Secas”: uma contribuição com a prática docente de Literatura Brasileira no Ensino Médio

Formação de Professores e Língua Portuguesa e Literatura

Este trabalho analisa o foco narrativo do romance Vidas Secas, de Graciliano Ramos, com o propósito específico de identificar a relevância da introspecção do narrador ao retratar pensamentos e sentimentos das personagens, a fim de conhecer a sua perspectiva sobre o Homem psicológico constituinte de cada um deles. O estudo levou à constatação de que o recurso da introspecção se faz relevante por revelar não só o ponto de vista do narrador acerca do seu íntimo, mas possibilitar o conhecimento do íntimo das personagens, contribuindo para a ampliação da visão do leitor a respeito das realidades diversas sobre as quais a existência humana se constrói.

Leia este artigo

Novidades por e-mail

Cadastre-se e receba as novidades da revista Educação Pública!

Clique aqui

Pesquise em nossa biblioteca

Prezada autora, prezado autor, ao selecionar o material de consulta para seu trabalho, sugerimos que faça buscas também em artigos publicados na revista Educação Pública, que possui um sistema de busca sofisticado que facilitará a sua pesquisa. A citação dos artigos da revista Educação Pública certamente irá valorizar a sua publicação, a de seus colegas e a própria revista.

Educação e pandemia

Educação e pandemia

Artigos publicados na revista Educação Pública sobre a pandemia

Acesse aqui

Pandemia e Educação na imprensa

11/02 WhatsApp em sala de aula? Saiba como a ferramenta pode apoiar o ensino

Leia aqui


13/12 Lições para promover uma revolução na educação pública brasileira

Leia aqui


26/10 Educadora defende a inclusão da aprendizagem colaborativa na formação escolar

Leia aqui

Seção Divulgação Científica

Citação

"É melhor construir salas de aula para o Menino do que celas e patíbulos para o Homem."
Eliza Cook (12/1818 – 09/1889)

Educadores e Educadoras

Célestin Freinet

"A democracia de amanhã se prepara na democracia da escola."

Twitter da revista

Siga-nos no Twitter @educacaopublica

Veja também

Fundação Cecierj


Diretoria de Extensão


Revista EaD em foco