Edição V. 8, Ed. 11 - 25/03/2008

A origem do conhecimento em Locke

A obra do empirista John Locke representa uma reação ao racionalismo do filósofo francês René Descartes. Por considerar o entendimento a faculdade mais nobre da alma, o filósofo inglês fez uma investigação acerca dos objetos que podemos conhecer. Dessa forma, ele pretendia mostrar as condições que temos de apresentar para conhecer, isto é, descobrir com que nossas faculdades mentais conseguem lidar e com que não conseguem. Tentar ir além do que nosso entendimento é capaz de apreender ou adentrar as veredas que extrapolam a compreensão humana é cair na especulação. Segundo Locke, o entendimento pode ter um papel tanto passivo como ativo. Quando recebe pelos sentidos o que vem de fora, ele é passivo; é ativo quando combina ideias simples e a partir delas consegue formar ideias complexas.

Leia este artigo

Mucamas, Criadas ou Domésticas: sinônimos de uma só história de exclusão

Neste artigo escolhemos tratar da genealogia, por assim dizer, do trabalho doméstico; poderíamos ter escolhido qualquer outra função e/ou atribuição considerada residual no seio da sociedade capitalista, em que os salários e o status são igualmente residuais; é o caso dos garis, pedreiros, serventes, boias-frias, e toda gama de profissões cuja especialização e o grau de proficiência são minimamente exigíveis, ou seja, são consideradas atividades de caráter rudimentar, em que a capacidade cognitiva não teria tanta relevância, se comparada a outras áreas, posições conspícuas cujo credenciamento estaria atrelado à inteligência do indivíduo e por sua capacidade de realizar tarefas complexas, ininteligíveis para insipientes.

Leia este artigo

Hotel Medea e o Teatro Gargarullo

No célebre ensaio sobre a posição do narrador no romance contemporâneo, publicado em Notas de Literatura I, pela Editora 34, Theodor Adorno compara o romance tradicional ao palco italiano do teatro burguês. O conforto desse tipo de teatro equivale, na literatura, àquele narrador atento, comentador dos acontecimentos, e garante ao público uma segurança que é colocada em xeque na modernidade. Na literatura, ainda que uns e outros se recusem a abandonar essa segurança, a consciência de uma subjetividade diferente da de nossos antepassados se faz presente. O teatro, no entanto, parece ter demorado um pouco mais para expressar os efeitos dessa consciência, evidenciada, segundo Adorno, pela violência da relação estreita entre forma e sentido.

Leia este artigo

Machado de Assis na minha vida – retratos

Estava pensando no que escrever sobre Machado de Assis, provocada por um amigo que me enviou um e-mail:

Leia este artigo

Mathematikando e Matemática na veia

Desta vez optamos por fazer do site da vez uma dupla de blogs sobre o mesmo assunto: Matemática, com M maiúsculo. O melhor é que não se limitam à Matemática da álgebra, geometria e aritmética.

Leia este artigo

Educação e pandemia

Educação e pandemia

Artigos publicados na revista Educação Pública sobre a pandemia

Acesse aqui

Atenção: Submissão de artigos

Prezados autores, prezadas autoras,
estamos realizando uma atualização de nosso sistema editorial. Por isso, a revista Educação Pública não estará temporariamente recebendo novos trabalhos para publicação. Vale ressaltar que os artigos já recebidos estão em processo de avaliação e, se selecionados, serão publicados.

Quando o sistema voltar a funcionar normalmente - o que esperamos que aconteça muito em breve - retomaremos o processo de submissão de novos trabalhos que tratem de temas ou relatem experiências relevantes para a Educação Básica no Brasil.

20/10 às 18h | Mulheres na EaD: partilhando experiências e realidades antes e durante a pandemia

14/10 a 18/12 | Festival do Filme Científico

De 14 de outubro a 18 de dezembro, o Brasil recebe a segunda edição do Science Film Festival, festival de cinema dedicado à promoção da ciência e da educação científica por meio do audiovisual. O tema deste ano é sustentabilidade e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs) – a seleção de filmes voltados a professores, estudantes e público geral aborda questões que duramente afetam o planeta hoje, como mudanças climáticas, biodiversidade, inovação e tecnologia, energias limpas, entre outras. No Brasil, a mostra traz 14 vídeos de países como Tailândia, Alemanha, Chile e Canadá, todos dublados ou legendados para o português brasileiro, destinados a crianças e adolescentes.

site do evento

17 a 20/11 | XI Encontro Nacional Perspectivas do Ensino de História

Educação: Tem o poder de transformar

O Centro de Estudos “O bem viver e a resiliência dos povos indígenas no cuidado com a Amazônia" recebeu os representantes dos povos indígenas
- Iolanda Pereira da Silva, do Povo Macuxi;
- Michel Oliveira Baré Tikuna, do Povo Baré e Tikuna;
- e o procurador da República Marco Antônio Delfino de Almeida;
- e o coordenador do Programa Rio Negro do Instituto Socioambiental, Marcos Wesley de Oliveira.

Veja o video

Caminho para a liberdade

"A educação é o ponto em que decidimos se amamos o mundo o bastante para assumirmos a responsabilidade por ele."
Hannah Arendt (1906-1975).

Educadores brasileiros

Dermeval Saviani

"A educação é uma atividade que supõe a heterogeneidade no ponto de partida e a homogeneidade no ponto de chegada."

Twitter da revista

Siga-nos no Twitter @educacaopublica

Veja também

Fundação Cecierj


Diretoria de Extensão


Revista EaD em foco