Edição V. 21, Ed. 11 - 30/03/2021

Cinema em sala de aula virtual como incentivo a leitura e a escrita no ensino remoto

Vivências de Sala de Aula

Nossa vida diária é permeada por diversos gêneros discursivos – orais e escritos, impressos ou digitais – que organizam nossa comunicação. Nesse contexto do mundo letrado, o aluno é inserido e convidado a ler e a produzir não só textos escritos, mas também orais de maneira ativa, interativa e criativa. Partindo da relação cinema e educação remota, este artigo analisa a inserção de filmes nas aulas remotas como ferramentas educativas que podem contribuir para a expressão oral, escrita e interpretativa dos alunos do Ensino Fundamental II, neste cenário de pandemia de covid-19, e averiguar a contribuição no processo de ensino-aprendizagem como prática pedagógica prazerosa, inovadora e socioconstrutiva na modalidade de ensino remoto.

Leia este artigo

Interdisciplinaridade na prática: uma possibilidade de ensino e aprendizagem baseada em novos letramentos

História, Sociologia, Cinema, Teatro e TV, Língua Estrangeira e Língua Portuguesa e Literatura

Este artigo busca descrever a experiência de uma intervenção pedagógica interdisciplinar desenvolvida no Cefet/MG - Câmpus Leopoldina, com alunos do segundo e terceiro ano de Ensino Médio dos cursos técnicos integrados. Para desenvolvê-lo, utilizou-se a série "When they see us" ("Olhos que Condenam") nas aulas de Língua Portuguesa, Sociologia, História e Língua Inglesa, a fim de possibilitar o processo de ensino-aprendizagem de forma interdisciplinar. Por meio dessa intervenção, busca-se analisar como o uso da série potencializou a ampliação do conhecimento e viabilizou a articulação entre as disciplinas, evidenciando a importância da interdisciplinaridade como ponte para o desenvolvimento do pensamento crítico e melhor entendimento dos conteúdos.

Leia este artigo

Mapeando as principais dificuldades de aprendizagem nos anos iniciais do Ensino Fundamental: estudos na Revista Cefac

Educação Especial e Inclusiva e Vivências de Sala de Aula

Este artigo objetiva identificar as principais dificuldades de aprendizagem que os alunos apresentam nos anos iniciais do Ensino Fundamental, propondo a análise das causas dessas dificuldades e apontando possíveis soluções. Após essa análise, pôde-se concluir que os alunos apresentam dificuldade em leitura, escrita e cálculo matemático. As causas podem ser de ordem intrínseca ou extrínseca, mas podem ter relação com vários fatores, entre eles inadequação pedagógica e o meio social desfavorável. É necessário criar estratégias de ensino e elaborar atividades adaptadas que considerem as especificidades dos alunos.

Leia este artigo

Construção do processo de ensino-aprendizagem a partir das questões ambientais utilizando atividades lúdicas: relato de experiência no ensino remoto

Ecologia e Meio Ambiente, Biologia e Biociências e Vivências de Sala de Aula

O presente trabalho relata uma experiência em educação, através do ensino remoto, com alunos do 9º ano do Ensino Fundamental. Para a execução da atividade foram utilizadas ferramentas do Google Classroom. Através de desenhos e poesias, elaborados pelos alunos, observou-se a oportunidade de sensibilizá-los para preocupação com a temática ambiental. Além disso, a metodologia utilizada apresentou-se como uma ferramenta importante para auxiliar na formação crítica dos alunos, no que diz respeito às questões ambientais.

Leia este artigo

Produção e distribuição de sabão caseiro em comunidades carentes como ação de enfrentamento à covid-19

Ecologia e Meio Ambiente e Saúde

Utilizamos os óleos vegetal e animal na preparação da alimentação; entretanto, na maioria das vezes o usuário não sabe o que fazer com o óleo utilizado e acaba descartando-o no ambiente, influenciando a propagação de maus hábitos ambientais. Este relato é resultado de um projeto extensionista realizado por acadêmicos do curso de licenciatura em Química do IFRO - Câmpus Ji-Paraná/RO tendo como objetivo produzir e distribuir sabão caseiro a partir da reutilização do óleo residual a comunidades carentes ou grupos socioeconomicamente vulneráveis, como medida de enfrentamento à covid-19.

Leia este artigo

Educação Física escolar e o "quarteto fantástico": afinidade ou comodismo?

Educação Física e Política Educacional

O presente artigo é uma pesquisa descritiva observatória realizada durante um estágio supervisionado em Educação Física nas séries finais do Ensino Fundamental de uma escola pública de Dourados/MS. O objetivo do trabalho foi analisar a evidência dos conteúdos aplicados nas aulas de Educação Física escolar. Diante disso, foi analisado que os professores atentam apenas a modalidades esportivas, deixando de lado demais conteúdos previstos bem como lutas, ginástica, dança, jogos e brincadeiras. O que foi percebido é que, além de trabalhar apenas esporte, os professores têm se limitado ao quarteto fantástico (basquetebol, futsal, handebol e voleibol), por afinidade à modalidade ou simplesmente falta de vontade de sair da zona de conforto.

Leia este artigo

Gestão democrática na escola pública: legislação não efetivada em Paulo Afonso/BA

Instituição Escola e Política Educacional

O presente artigo procura enfatizar a gestão democrática como exigência do Estado moderno. Por isso, a educação formal está associada à implantação de mecanismos legais e institucionais que desencadeiem mecanismos de participação de todos que estão envolvidos no processo de ensino-aprendizagem dentro do ambiente escolar. No Brasil, ela vem sendo implantada aos poucos, embora já esteja garantida na Constituição Federal e nos textos de leis como a LDBEN e o Plano Nacional de Educação. O objetivo é estudar e explicar que em Paulo Afonso ela está garantida em leis municipais, porém o que se vê é que estão distantes da realidade, pois muito pouco tem sido vivenciado na prática pelas unidades escolares e no Sistema Municipal de Educação.

Leia este artigo

Os contos de fadas no Ensino Fundamental: uma proposta piagetiana

Educação Infantil, Formação de Professores e Vivências de Sala de Aula

Inserido na interface situada entre a Pedagogia e a Literatura e tendo como fundamento científico o estudo da Psicogênese de Piaget, este artigo é uma proposta de ensino de modelos de convivência em grupo e de respeito ao próximo por meio dos contos de fadas clássicos. Seu público-alvo são alunos da Educação Infantil e da primeira fase do Ensino Fundamental. Arquétipos do Bem e do Mal, as personagens dos contos de fadas sempre estiveram no imaginário das crianças e, portanto, podem converter-se em um recurso de ensino-aprendizagem de valores morais, cidadania e respeito ao próximo bastante acessível.

Leia este artigo

A musicalidade em tempos de pandemia: uma aula não presencial sobre a música “Águas de Março”, de Tom Jobim

Educação a Distância, Vivências de Sala de Aula e Música

Este relato de experiência apresenta uma atividade remota realizada no segundo segmento do Ensino Fundamental sobre o compositor Tom Jobim e sua música “Águas de Março”. O objetivo principal era, além do conhecimento cultural, que o aluno fosse capaz de se perceber como protagonista do próprio processo de aprendizagem, e, mesmo em meio à pandemia e por meio de uma aula remota, tornar possível a percepção do desenvolvimento de uma atividade interessante e frutífera para a construção do conhecimento cultural.

Leia este artigo

I Colóquio Faetec de Professores Pesquisadores

Estão abertas também chamadas para submissão de proposta de mesa redonda e para coordenador de vídeo pôster (24) e coordenador de comunicação oral (24), nas seguintes áreas de conhecimento: Ciências Exatas e da Terra; Ciências Biológicas; Engenharias; Ciências da Saúde; Ciências Agrárias; Ciências Sociais Aplicadas; Ciências Humanas; Linguística, Letras e Artes.

O prazo de inscrição é até 31 de março, por meio do site: www.coloquiofaetec.com.br

Educação e pandemia

Educação e pandemia

Artigos publicados na revista Educação Pública sobre a pandemia

Acesse aqui

Educação: Tem o poder de transformar

O Centro de Estudos “O bem viver e a resiliência dos povos indígenas no cuidado com a Amazônia" recebeu os representantes dos povos indígenas
- Iolanda Pereira da Silva, do Povo Macuxi;
- Michel Oliveira Baré Tikuna, do Povo Baré e Tikuna;
- e o procurador da República Marco Antônio Delfino de Almeida;
- e o coordenador do Programa Rio Negro do Instituto Socioambiental, Marcos Wesley de Oliveira.

Veja o video

Citação

"É melhor construir salas de aula para o Menino do que celas e patíbulos para o Homem."
Eliza Cook (12/1818 – 09/1889)

Educadores e Educadoras

Magda Soares

"Para a criança, a complexa aprendizagem da língua escrita deve acompanhar seu desenvolvimento cognitivo, linguístico e mesmo motor, para a manipulação dos instrumentos e suportes da escrita."

Twitter da revista

Siga-nos no Twitter @educacaopublica

Veja também

Fundação Cecierj


Diretoria de Extensão


Revista EaD em foco