Edição V. 21, Ed. 23 - 22/06/2021

Educação Infantil: o lúdico no processo de formação do indivíduo e suas especificidades

Educação Infantil

O tema da presente pesquisa versa em torno da ludicidade como promotora de desenvolvimento humano. O objetivo consiste em refletir sobre o lúdico, os jogos e brincadeiras enquanto promotores de desenvolvimento na Educação Infantil. Trata-se de um estudo de metodologia qualitativa que recorreu à pesquisa bibliográfica, incluindo documentos legais para o procedimento de coleta de material para o referencial teórico. Além de potencial promotor de desenvolvimento da criança na Educação Infantil, o jogo permite o crescimento de todos, independentemente de sua idade, bem como do próprio educador, o qual passa pela formação lúdica.

Leia este artigo

A importância do gestor educacional no papel de líder da instituição de ensino

Instituição Escola

A gestão educacional articula os saberes e práticas escolares, permeando todo o processo pedagógico. A proposta deste artigo é analisar o importante papel do gestor educacional como líder da instituição de ensino, de forma participativa e democrática. O estudo objetiva entender esse papel na articulação dos aspectos teóricos e práticos do processo educacional e na elaboração do projeto político-pedagógico. A metodologia empregada na pesquisa foi de cunho bibliográfico, através de contribuições de autores que mostraram que o gestor escolar é o pilar da instituição de ensino e precisa atuar em conjunto com toda a comunidade escolar.

Leia este artigo

Quiz como proposta de atividade lúdica em Ciências no Ensino Fundamental

Avaliação

O uso do quiz em sala de aula pode constituir uma excelente ferramenta para facilitar o processo de aprendizagem de tópicos de Ecologia em Ciências Naturais. Demonstrou-se que o uso de atividades simples, como jogos que necessitam de poucos recursos financeiros, contribui para a aprendizagem e, assim, permite atender os objetivos previstos nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN) para o ensino de Ciências. Além disso, os resultados apontam que os alunos têm preferência por aulas diversificadas em lugar de aulas expositivas tradicionais.

Leia este artigo

A utilização das tecnologias de informação e comunicação como recurso didático-pedagógico no processo de ensino-aprendizagem

Educação Infantil

As tecnologias de informação e comunicação oferecem diversos recursos que podem ser utilizados como ferramentas didáticas e pedagógicas em sala de aula, pois se tornam essenciais para o processo de ensino-aprendizagem. Este trabalho tem como objetivo discutir as contribuições da inserção das TIC no processo de ensino-aprendizagem. Recorremos às contribuições teóricas de estudiosos que discutem a temática. A metodologia pautou-se por uma abordagem qualitativa, do tipo pesquisa bibliográfica. Para a construção dos dados, realizamos uma pesquisa nos repositórios digitais, portais e bibliotecas digitais, além dos portais dos periódicos online.

Leia este artigo

A Aventura na perspectiva de professores de Educação Física escolar

Educação Física

A proposição da Aventura na Educação Física escolar está mexendo com os professores e com as instituições de Ensino Superior. Ambos estão repensando suas práticas e suas grades curriculares para se adequar à realidade social que as práticas de risco e perigo controlado representam na educação escolar. Considera-se que ainda há avanços esperados no futuro em relação ao assunto, mas verificar que os professores estão procurando soluções e que os cursos estão alterando a formação inicial já é um ponto bastante positivo.

Leia este artigo

Educação e inclusão: lendo o mundo para além da sala de aula

Educação Especial e Inclusiva

O trabalho aqui apresentado trata da inclusão dos alunos da classe especial nas atividades da sala de leitura e na escola como um todo, compreendendo que a leitura de mundo vai além da leitura de literaturas. A escolha se deu levando em consideração a atuação e a prática docente na sala de leitura em uma escola municipal da Zona Oeste carioca. Sua relevância está em nos fazer refletir acerca de uma classe especial isolada em “seu espaço” e que se limita a um pseudoprotagonismo em datas comemorativas alusivas à inclusão.

Leia este artigo

A escola, o alunado surdo e seus demais sujeitos – perspectivas e proposições em busca de uma inclusão eficaz

Educação Especial e Inclusiva e Formação de Professores

A temática da Educação de Surdos é emergente e necessária, porém a maior parte de seus estudos volta-se para a educação bilíngue de surdos; na sua maioria, esses educandos estão inseridos em um contexto inclusivo em escolas regulares. Assim, surge a necessidade de abordar essa contextualização, e aqui buscou-se trazer o debate acerca do espaço escolar e dos sujeitos que nele se encontram e estão diretamente ligados ao processo de ensino-aprendizagem dos alunos surdos. Assim, em primeiro lugar buscou-se repensar os espaços escolares inclusivos e bilíngues não como antagônicos, mas como ambos os espaços válidos, uma vez que as medidas tomadas focassem nas questões imbricadas ao processo educacional dos discentes surdos.

Leia este artigo

O enfoque CTS e as percepções dos professores municipais de Ciências em Ouro Branco/MG

Biologia e Biociências e Formação de Professores

Este estudo apresenta os princípios e características do enfoque CTS (Ciência, Tecnologia e Sociedade), a formação do professor de Ciências e os resultados de pesquisa realizada com professores de Ciências da rede municipal de Ouro Branco/MG. Para os pesquisadores do movimento, o objetivo central da educação CTS é desenvolver a alfabetização científica e tecnológica dos cidadãos, auxiliando a construir conhecimentos e valores necessários para a tomada de decisões responsáveis sobre questões científicas, desenvolvendo a autoestima, a comunicação escrita e oral, o pensamento lógico e racional, a aprendizagem cooperativa, a responsabilidade social, o exercício da cidadania e o interesse em atuar em questões sociais.

Leia este artigo

Os educadores e as competências de ensino em EaD no pós-covid-19

Educação a Distância, Formação de Professores, História da Educação, Instituição Escola e Política Educacional

Tendo como pano de fundo e, ao mesmo tempo, agente catalisador à covid-19 constatamos que a concepção e prática do ensino em EaD passa atualmente por significativas transformações no Brasil, principalmente nos níveis mais básicos do ensino oficial. Assim, este artigo apresenta informações, análises, questionamentos e sugestões com o objetivo de fomentar reflexões sobre um tema que se tornou mandatório no ambiente escolar: o ensino público a distância mediado pela web.

Leia este artigo

Educação e pandemia

Educação e pandemia

Artigos publicados na revista Educação Pública sobre a pandemia

Acesse aqui

Pandemia e Educação na imprensa

26/10 Educadora defende a inclusão da aprendizagem colaborativa na formação escolar

Leia aqui


15/09 Precursor e de contribuição "incomparável": como acadêmicos estrangeiros enxergam Paulo Freire

Leia aqui


31/08 Entre as principais medidas para enfrentar a crise, escolas disponibilizaram materiais pedagógicos impressos, e criaram grupos em aplicativos e redes sociais para facilitar a comunicação

Leia aqui

Seção Divulgação Científica

Pesquise em nossa biblioteca

Prezada autora, prezado autor, ao selecionar o material de consulta para seu trabalho, sugerimos que faça buscas também em artigos publicados na revista Educação Pública, que possui um sistema de busca sofisticado que facilitará a sua pesquisa. A citação dos artigos da revista Educação Pública certamente irá valorizar a sua publicação, a de seus colegas e a própria revista.

Citação

"É melhor construir salas de aula para o Menino do que celas e patíbulos para o Homem."
Eliza Cook (12/1818 – 09/1889)

Educadores e Educadoras

Célestin Freinet

"A democracia de amanhã se prepara na democracia da escola."

Twitter da revista

Siga-nos no Twitter @educacaopublica

Veja também

Fundação Cecierj


Diretoria de Extensão


Revista EaD em foco