Edição V. 21, Ed. 3 - 26/01/2021

A epistemologia da Educação Física na formação inicial

Formação de Professores, Vivências de Sala de Aula, Educação Física e Política Educacional

Este artigo resulta das experiências desenvolvidas no projeto Corpo, Cinema e Filosofia, vinculado à disciplina Epistemologia da Educação Física, que integra o projeto pedagógico curricular do curso de licenciatura em Educação Física da UFF. Apresentamos delineamentos teórico-metodológicos e marcos conceituais do referido projeto nos quais o entrelaçar das noções de corpo, ciência e filosofia fixa a problematização do saber como ponto de partida e critério para seleção de material e criação de procedimentos pedagógicos que possibilitem o entendimento dos caminhos que a pesquisa pode assumir dependendo da compreensão do referencial e das escolhas teóricas adotadas.

Leia este artigo

Relato de experiência: da gestão autoritária à gestão participativa

Instituição Escola

Este relato tem como problematização o efeito da prática da democracia no desenvolvimento do processo de ensino-aprendizagem. Este trabalho busca o conteúdo latente da realidade, com o objetivo de mostrar que no exercício da cidadania e na prática democrática pode haver a possibilidade da construção e da evolução permanente de uma gestão frente a sua equipe, isso explícito no projeto político-pedagógico. Descreve ainda como se dão o comportamento e a participação da comunidade escolar em conselhos nos quais o processo se torna fortalecido pela democracia e participação da comunidade. Apresenta a apropriação e a distorção do conceito de gestão democrática realizado por políticas educacionais, relatando as vivências em que a gestão não democratiza seu trabalho.

Leia este artigo

Práticas educativas para alunos com TEA: entre dificuldades e possibilidades

Psicologia, Educação Especial e Inclusiva e Vivências de Sala de Aula

Este estudo visa descrever práticas educativas para alunos com transtorno do espectro autista (TEA), identificando as dificuldades e as possibilidades enfrentadas no dia a dia pelas equipes docentes, com o intuito de ser mais um instrumento para professores e pesquisadores que se dedicam a estudar e produzir sobre esse transtorno. Sabe-se que esses alunos possuem características peculiares e, por isso, a dedicação do professor em estudar sobre tais características contribui para o planejamento e a execução de práticas educativas que possam se tornar significativas para eles.

Leia este artigo

Psicodiagnóstico, formação profissional e aplicações na Educação Básica

Psicologia e Educação Especial e Inclusiva

Levando em consideração que os procedimentos de realização do psicodiagnóstico aplicado a questões concernentes à infância e à adolescência são um processo dotado de muita complexidade e requerem formação teórico-prática suficiente para um bom desempenho, este estudo propõe apresentar os sentidos atribuídos ao exame psicodiagnóstico de acordo com a perspectiva de estudantes de Psicologia do sudoeste da Bahia. Com a realização da pesquisa, foi possível apresentar dados fundamentais acerca da formação profissional e percepção dos discentes acerca do psicodiagnóstico, sendo considerado pela maioria como um processo que apresenta resultados fidedignos; todavia, a articulação entre teoria e prática no contexto da graduação ainda é insuficiente.

Leia este artigo

Metodologias ativas na Educação Técnica Profissionalizante: relato da formação continuada com professores do IFMT - Câmpus Confresa

Formação de Professores

O presente texto tem o objetivo de descrever uma formação continuada sobre metodologias ativas na Educação Técnica Profissionalizante (ETP). Trata-se de um estudo qualitativo, que relata a experiência didática ocorrida em fevereiro de 2020 durante a realização da Semana Pedagógica do IFMT - Câmpus Confresa, região nordeste de Mato Grosso. O momento formativo contou com 31 professores da instituição. Foram duas as metodologias ativas vivenciadas: estudo de caso de ensino e rotação por estações. Com a realização do estudo, é possível afirmar que essa formação continuada possibilitou mostrar na prática que metodologias centradas nos estudantes são capazes de envolvê-los nos estudos, facilitar a aprendizagem pelo fato de aprender coletivamente e dinamizar as aulas, o que foi considerado viável pelos professores participantes dessa formação para a ETP.

Leia este artigo

Educação integral em Pernambuco: impactos sociais na vida de jovens e adolescentes

Política Educacional

O modelo de educação integral em Pernambuco surgiu em 2004, como Centro de Ensino Experimental, a partir da implantação no Ginásio Pernambucano (GP), que inicialmente funcionou na antiga Escola de Engenharia da UFPE. Em 2004, retornou para o antigo prédio na Rua da Aurora. Finalmente, em 2005, junto ao GP, foram criados mais nove centros. A Lei Complementar nº 125, de 10 de julho de 2008 criou o Programa de Educação Integral, com a finalidade de reestruturação do Ensino Médio. Uma de suas metas era a ampliação de matrículas no Ensino Médio integral.

Leia este artigo

Práticas de ensino na formação do futuro professor de Matemática

Matemática, Formação de Professores e Vivências de Sala de Aula

Neste trabalho, apresentamos o relato de uma experiência que utiliza materiais concretos como estratégia desencadeadora do processo de ensino-aprendizagem realizada em um minicurso com estudantes do curso de licenciatura em Matemática da UFJF na Semana da Matemática e com estudantes da UFRRJ – Unidade Nova Iguaçu na Semana Acadêmica de Matemática. A experiência mostrou que todas as atividades desenvolvidas possibilitam o alcance de alto grau de articulação entre a teoria e a prática, levando o estudante, futuro professor de Matemática, a aprender, refletir e vivenciar práticas de ensino de Matemática; assim, contribuem para a sua melhor formação acadêmica.

Leia este artigo

Reinações de Narizinho: análise crítica e política do capítulo “XI – A Rainha”

Formação de Professores, Cidadania e Comportamento, Língua Portuguesa e Literatura e Política Cultural

Este artigo foi elaborado com o objetivo de analisar, por meio do capítulo “XI – A Rainha”, de Reinações de Narizinho (1931), a postura literária política e crítica do escritor Monteiro Lobato (1882-1948). Nessa escrita, foram considerados o contexto histórico, os conceitos de nação, socioeconômicos e culturais, as condições do próprio escritor e sua visão sobre essa realidade, além de sua atuação multifacetada como fazendeiro, escritor, editor, tradutor e empresário e seu perfil moderno, positivista e empreendedor. A análise parte das concepções literárias e culturais do autor diante da realidade do país como tentativa de compreender que momento político era aquele e como o autor o concebe em suas obras.

Leia este artigo

"É tudo pra ontem": reflexões acerca do processo de ensino-aprendizagem em tempos de pandemia

Antropologia, Psicologia, Sociologia, Educação a Distância, Instituição Escola, Vivências de Sala de Aula, Outras Mais Específicas e Política Educacional

Naquela sexta-feira, quando o governo sinalizou que as escolas deveriam ser fechadas talvez por uns quinze dias, eu jamais imaginei que teríamos que a partir dali literalmente nos reinventar como profissionais do ensino, como profissionais da educação. "Não apareçam aqui na segunda nem na terça-feira, aguardem um posicionamento com relação a quarta-feira…". Confesso que um, dois dias pra dar uma respirada, uma descansada, poderia ser bom; não seria nada mal, aliás. Na mesma sexta-feira recebi um e-mail dizendo que eu deveria me apresentar numa nova escola na segunda-feira.

Leia este artigo

Educação e pandemia

Educação e pandemia

Artigos publicados na revista Educação Pública sobre a pandemia

Acesse aqui

Pandemia e Educação na imprensa

26/10 Educadora defende a inclusão da aprendizagem colaborativa na formação escolar

Leia aqui


15/09 Precursor e de contribuição "incomparável": como acadêmicos estrangeiros enxergam Paulo Freire

Leia aqui


31/08 Entre as principais medidas para enfrentar a crise, escolas disponibilizaram materiais pedagógicos impressos, e criaram grupos em aplicativos e redes sociais para facilitar a comunicação

Leia aqui

Seção Divulgação Científica

Pesquise em nossa biblioteca

Prezada autora, prezado autor, ao selecionar o material de consulta para seu trabalho, sugerimos que faça buscas também em artigos publicados na revista Educação Pública, que possui um sistema de busca sofisticado que facilitará a sua pesquisa. A citação dos artigos da revista Educação Pública certamente irá valorizar a sua publicação, a de seus colegas e a própria revista.

Citação

"É melhor construir salas de aula para o Menino do que celas e patíbulos para o Homem."
Eliza Cook (12/1818 – 09/1889)

Educadores e Educadoras

Célestin Freinet

"A democracia de amanhã se prepara na democracia da escola."

Twitter da revista

Siga-nos no Twitter @educacaopublica

Veja também

Fundação Cecierj


Diretoria de Extensão


Revista EaD em foco