Edição V. 21, Ed. 4 - 02/02/2021

Mediação e inclusão escolar: fragmentos de uma experiência com autista na perspectiva da Psicanálise

Psicologia, Educação Especial e Inclusiva, Educação Infantil, Vivências de Sala de Aula e Política Educacional

Em 1994, a Declaração de Salamanca tornou-se um marco no Brasil sobre princípios, políticas e práticas na área das necessidades educativas especiais, definindo que todas as pessoas com deficiências possuem direito e dever da educação em ambientes escolares regulares, o que significa dizer que a exclusão e a discriminação das crianças portadoras de deficiência intelectual ou transtorno psicológico são configuradas como crime. A legislação brasileira modificou o entendimento quanto à adoção de classes especiais e a inclusão dessas crianças em turmas regulares.

Leia este artigo

Avaliação para alunos com autismo inseridos em salas regulares de uma escola pública do Estado de Pernambuco

Educação Especial e Inclusiva e Vivências de Sala de Aula

Este artigo objetiva identificar as deficiências na avaliação da aprendizagem dos alunos com autismo inseridos em salas regulares, na busca de elaborar um instrumento avaliativo que seja adequado às necessidades desses alunos. Inicialmente situamos a problemática da inclusão no contexto escolar. Para entender melhor as dificuldades enfrentadas por esses alunos, explanamos sobre as questões que envolvem o aluno autista. Falamos ainda da função mediadora de uma avaliação da aprendizagem que almeja o desenvolvimento integral do aluno. Metodologicamente foram coletados dados em entrevista realizada com professores e professoras do Ensino Fundamental de uma escola pública de Pernambuco.

Leia este artigo

Relato de experiência: preparo de slime para ensino de propriedades dos materiais e forças intermoleculares em Química

Química e Vivências de Sala de Aula

A contextualização é um recurso que a escola tem para promover o aluno de uma condição passiva, que apenas recebe o conhecimento, para uma condição ativa, em que é possível facilitar sua participação e atuação na construção do conhecimento e na ligação entre conhecimento teórico e prático. Buscando desenvolver um ensino mais contextualizado, mas sem a banalização do conhecimento, o objetivo do presente trabalho foi testar o uso de diferentes substâncias como agentes reticulantes para a formação de slime caseiro, para desenvolver uma prática de ensino de ligações intermoleculares e identificação dos conceitos de viscosidade e elasticidade em turmas de Ensino Médio.

Leia este artigo

O jogo Trilha dos Restos: uma metodologia para o ensino de Matemática utilizando material concreto

Matemática e Formação de Professores

Nosso objetivo com este trabalho, mais do que mostrar a importância da utilização de jogos de material concreto no ensino de Matemática, é revelar os efeitos positivos e imediatos da aplicação de um questionário que contenha problemas relacionados aos conteúdos matemáticos velados no jogo, como complemento da proposta lúdica que envolve o jogo, para a aprendizagem do aluno. Para tal, utilizaremos o jogo Trilha dos Restos. Ele se justifica pela escassez de literatura acerca da importância e do papel do uso de questionários após a aplicação de jogos para a verificação da aprendizagem de Matemática por parte do aluno. Partindo dos preceitos de Ubiratan D’Ambrosio, o que se procura com a aplicação deste questionário é que os alunos consigam visualizar sem muita dificuldade os conceitos matemáticos envolvidos nessa nova metodologia.

Leia este artigo

Gamificação no ensino-aprendizagem de funções orgânicas: estratégias de avaliação da produção de um jogo educativo digital

Química e Vivências de Sala de Aula

A aprendizagem baseada em jogos educativos digitais é um recurso disponível para motivar os alunos e aperfeiçoar o processo de aprendizagem com a mudança na práxis de ensino em sala de aula. Para melhorar a compreensão dos alunos sobre as funções orgânicas, criou-se um jogo interativo do tipo quiz, utilizando a premissa pedagógica construtivista para o processo de ensino-aprendizagem de Química. A fim de verificar a perspectiva docente em relação ao objeto educacional desenvolvido, elaborou-se um questionário de avaliação para aplicar aos professores de Química do Ensino Médio, contendo questões estratégicas motivacionais e fundamentadas no modelo ARCS.

Leia este artigo

O aporte da alfabetização científica para a divulgação da ciência: tecendo contribuições dessa aproximação

Biologia e Biociências, Comunicação e Cidadania e Comportamento

A literatura brasileira em comunicação e divulgação científica não tem contribuído para o aprimoramento de conceitos que estruturam as práticas nessas áreas. Nesse sentido, é substancial teorizar essas ações que despontam a partir da práxis, pois, com pouco aprofundamento, pairam indefinições dos limites e da abrangência conceitual. Assim, busca-se neste ensaio estabelecer conexões entre os conceitos de divulgação científica e alfabetização científica e como elas afetam a democratização dos conhecimentos sobre a ciência.

Leia este artigo

Biblioteca escolar: reflexões à luz da legislação educacional brasileira

Instituição Escola e Política Educacional

O presente artigo tem por objetivo propor uma reflexão à luz da legislação educacional brasileira sobre biblioteca escolar, buscando identificar seus silêncios e/ou omissões. Com o advento da Lei nº 12.244/10, que assegura a obrigatoriedade de implantação e implementação de bibliotecas escolares nas redes de ensino do país, a sua análise torna-se elemento importante para a sua efetivação na Educação Básica. Como metodologia, utiliza-se a revisão bibliográfica sobre bibliotecas públicas e escolares e a construção histórica sobre o sistema educacional brasileiro. A respeito dessa temática, analisamos à luz da política educacional vigente algumas possibilidades e desafios já identificados pelos profissionais que atuam nesse ambiente: professores, bibliotecários e/ou voluntários. Os resultados apontam que presença da biblioteca escolar na legislação educacional é recente e apresenta entraves à sua efetivação.

Leia este artigo

Perspectivas interprofissionais entre saúde e educação no Projeto Balança Maré

Nutrição e Alimentos, Saúde, Psicologia, Formação de Professores, Vivências de Sala de Aula, Educação Artística, Educação Física e Política Educacional

Este artigo visa relatar e refletir sobre a experiência ocasionada na interprofissionalidade entre saúde e educação, especificamente nas áreas de Educação Física, Arte, Nutrição, Enfermagem e Psicologia. Além da ação integrada com algumas práticas integrativas e complementares – PICS, como arteterapia, ioga, meditação e fitoterapia. Como relato de experiência interprofissional, juntas, saúde e educação se associam no Projeto Balança Maré, da ONG Maré Produções Artísticas e Educacionais, e ao longo dos seus sete anos de existência desenvolvem edições que vislumbram a saúde física, a interação, a socialização, o jogo competitivo e a prática de hábitos saudáveis referentes à questão alimentar e de exercícios físicos no combate à obesidade.

Leia este artigo

Ensino em tempos pandêmicos: reflexões acerca das competências digitais na formação inicial docente e os desafios no ensino remoto

Vivências de Sala de Aula e Língua Portuguesa e Literatura

O presente trabalho tem por objetivo abordar os enfrentamentos e desafios ocorridos no contexto pandêmico que o Brasil enfrenta em suas diversas vertentes. Escolas enfrentaram inúmeras dificuldades para atender aos alunos, entre elas podemos destacar a falta de experiência docente com as tecnologias e problemas de acesso à internet pelos discentes. Em contrapartida, é notório o empenho de professores e faculdades para aprofundar-se no mundo tecnológico e acompanhar em tempo real seus alunos e suas atividades, efetuando a comunicação em salas de aula virtuais, não obstante haja barreiras impostas pelo distanciamento social.

Leia este artigo

Educação e pandemia

Educação e pandemia

Artigos publicados na revista Educação Pública sobre a pandemia

Acesse aqui

Pandemia e Educação na imprensa

26/10 Educadora defende a inclusão da aprendizagem colaborativa na formação escolar

Leia aqui


15/09 Precursor e de contribuição "incomparável": como acadêmicos estrangeiros enxergam Paulo Freire

Leia aqui


31/08 Entre as principais medidas para enfrentar a crise, escolas disponibilizaram materiais pedagógicos impressos, e criaram grupos em aplicativos e redes sociais para facilitar a comunicação

Leia aqui

Seção Divulgação Científica

Pesquise em nossa biblioteca

Prezada autora, prezado autor, ao selecionar o material de consulta para seu trabalho, sugerimos que faça buscas também em artigos publicados na revista Educação Pública, que possui um sistema de busca sofisticado que facilitará a sua pesquisa. A citação dos artigos da revista Educação Pública certamente irá valorizar a sua publicação, a de seus colegas e a própria revista.

Citação

"É melhor construir salas de aula para o Menino do que celas e patíbulos para o Homem."
Eliza Cook (12/1818 – 09/1889)

Educadores e Educadoras

Célestin Freinet

"A democracia de amanhã se prepara na democracia da escola."

Twitter da revista

Siga-nos no Twitter @educacaopublica

Veja também

Fundação Cecierj


Diretoria de Extensão


Revista EaD em foco