Biblioteca

Filtrar os artigos

Pesquisar na Biblioteca

Selecione uma ou mais opções

Nível de ensino

Selecione uma ou mais opções

Natureza do trabalho

Selecione apenas uma opção

Categoria de Ensino

Selecione uma ou mais opções

Ciências Ambientais

Ciências da Saúde

Ciências Exatas e da Terra

Ciências Humanas

Educação

Letras, Artes e Cultura

Políticas Públicas


Filtros aplicados:

Categoria de Ensino: Avaliação; Educação a Distância; Educação Especial e Inclusiva; Educação Infantil; Formação de Professores; História da Educação; Instituição Escola; Vivências de Sala de Aula
Limpar filtros
Aulas remotas de Língua Portuguesa no contexto da pandemia: os desafios de professores de escolas estaduais da Região Metropolitana de Recife/PE
Educação a Distância e Língua Portuguesa e Literatura

A evolução das tecnologias de informação ao longo dos anos exigiu do professor novas habilidades. A pandemia da covid-19 alterou a rotina, e o ensino remoto passou a ser mais frequente. Esta proposta de pesquisa tem o objetivo de investigar como os professores de Língua Portuguesa da rede estadual de Pernambuco enfrentaram os desafios impostos pela pandemia à educação. O estudo é uma pesquisa exploratória apoiada em análise qualitativa. Seus resultados revelaram que os desafios se tornaram dificuldades quando os professores se depararam com novas ferramentas digitais para manter o processo de ensino-aprendizagem.

História, cinema e Educação: o Brasil Colonial sob a ótica de "Desmundo"
História, História da Educação, Cinema, Teatro e TV, Outras Mais Específicas, Política Cultural e Política Educacional

A educação é um processo que se realiza na relação entre os sujeitos sociais. A sociedade sempre se organizou a partir de instruções ou regras de aprendizagem que só mais tarde receberam o nome de educação. O interesse por compreender os processos educacionais levou pesquisadores a se debruçar sobre essa temática. Objetivamos no presente estudo dar prosseguimento aos esforços iniciados na década de 1990, ampliando reflexões acerca da Educação, com base no Brasil Colonial como recorte temporal; nosso instrumento de análise partirá do filme Desmundo, de Alain Fresnot, que é uma adaptação para o cinema do romance histórico homônimo de Ana Miranda.

SME em Diálogo — Avaliação para a aprendizagem, por Cipriano Carlos Luckesi
Avaliação

A avaliação é tema recorrente e desafiador nas práticas de ensino desenvolvidas pelos professores. Dessa forma, esta breve resenha crítica tem por objetivo apresentar os pontos-chave de uma palestra proferida pelo professor Cipriano Carlos Luckesi em evento voltado para a formação de professores da rede pública de São Paulo/SP. Procuramos aqui elencar os elementos essenciais da apresentação, relacionando-os aos fatores que constituem as práticas docentes, mais especificamente acerca do potencial da avaliação no ensino.

História passando na sua timeline: possibilidade de uso do Facebook nas aulas
Computação e Tecnologias, História e Vivências de Sala de Aula

O presente artigo é um relato de experiência resultante da prática docente em uma escola em Uruará, no oeste do Pará. O projeto tinha como objetivo integrar o estudo da disciplina de História ao acesso ao Facebook, na época a rede social de maior acesso dos alunos daquela unidade escolar. O uso previa que os alunos desenvolvessem o hábito de estudar além dos horários na sala de aula, aprimorando ainda outras habilidades importantes para o seu desenvolvimento acadêmico e profissional, como a argumentação, a produção textual e a confrontação com textos diversos. O projeto foi aplicado na escola durante todo o ano de 2017 e metade do ano de 2018, com alunos das três séries do Ensino Médio.

O ensino dialógico da Língua Portuguesa nos primeiros anos do Ensino Fundamental
Avaliação, Cidadania e Comportamento e Língua Portuguesa e Literatura

Esta pesquisa tem como tema o ensino dialógico da Língua Portuguesa nas séries iniciais do Ensino Fundamental e sua contribuição para a preparação de cidadãos conscientes; ela visa esclarecer a importância do ensino em diálogo levando em consideração fatores que influenciam direta ou indiretamente o fazer pedagógico no interior das salas de aula. Em linhas gerais, o objetivo principal diz respeito à compreensão da função social da escola manifestada a partir dos componentes curriculares sobre seu alunado de modo a desenvolver a consciência crítica e a formação de sujeitos competentes frente ao uso e adequação das manifestações da língua.

QuimicAtiva: a gamificação como estratégia pedagógica, motivacional e avaliativa durante o ensino remoto
Química e Educação a Distância

O ensino remoto tem se apresentado como a única alternativa pedagógica e didática viável no enfrentamento dos obstáculos educacionais em tempos de pandemia. Entretanto, as práticas de ensino, o desestímulo e a escassez de recursos avaliativos verificados nessa modalidade emergencial de ensino foram otimizados com a finalidade de obter aprendizagem significativa. Diante da necessidade de desenvolver estratégias didáticas efetivas, o projeto teve como objetivo utilizar a gamificação como estratégia de melhoria pedagógica, motivacional e avaliativa aplicando o jogo QuimicAtiva nas aulas virtuais.

Reflexões sobre aprendizagem ativa e significativa na cultura digital
Educação a Distância e Formação de Professores

No contexto da cultura digital, aprendizagem ativa, aprendizagem significativa, metodologia ativa são noções basilares das discussões sobre a melhoria do ensino-aprendizagem por meio da incorporação de tecnologias digitais emergentes. Partindo dessa proposição, Daniel Mill sugere uma reflexão sobre a educação na cultura digital baseada na discussão sobre a noção de aprendizagem significativa e dos termos aprendizagem ativa e metodologias ativas, associados às possibilidades pedagógicas das tecnologias digitais de informação e comunicação (TDIC).

Avaliação sem reprovação: um estudo sobre a avaliação democrática
Avaliação, Formação de Professores, Vivências de Sala de Aula e Política Educacional

A avaliação é um desafio para o pensamento pedagógico. Em pleno século XXI, ainda nos deparamos com muitos limites que envolvem os processos de avaliação. Uma questão orienta nossa pesquisa: como os docentes pensam a avaliação? Nesse sentido, é pertinente que tomemos a percepção dos professores em relação a uma avaliação que seja democrática, deixando de ter sua preocupação somente na questão do conteúdo e a avaliação qualitativa. Para a contribuição das pesquisas e dos diálogos, foram utilizados estudos de Hoffmann e Luckesi. O artigo apresenta um breve histórico sobre a avaliação tradicional e um histórico da avaliação sem reprovação.

A construção da identidade docente na escola
Formação de Professores

O presente trabalho visa aprofundar um estudo a respeito da construção da identidade profissional do docente na escola e tem como objetivo focar nas perspectivas e nos desafios do profissional de educação em meio à complexidade atual. É de suma importante fazer essa reflexão, pois é por meio da identidade que nos percebemos. A identidade profissional é a maneira como os professores, diante dos grandes avanços nas ciências e na tecnologia, vão ampliando o acesso à comunicação e interferem no ensino realizado na escola como uma forma de conhecimento.

Relato de experiência: trabalhando as emoções na Educação Infantil
Educação Infantil e Vivências de Sala de Aula

A pandemia causada pela covid-19 golpeou gravemente todo o sistema educacional, apresentando impactos inimagináveis nas interações, inter-relações e afeto. Diante desse cenário, de uma hora para outra os alunos ficaram impossibilitados de ir à escola. A falta do convívio escolar pode ser devastadora no processo de ensino-aprendizagem, trazendo à tona um mix de emoções. A pandemia possibilitou o hibridismo, isto é a integração humana com a tecnologia. Diante dessa situação desafiadora, trabalhamos a emoção e a afetividade com os nossos educandos no sentido de valorizar os sentimentos relatados.