Biblioteca

Filtrar os artigos

Pesquisar na Biblioteca

Selecione uma ou mais opções

Nível de ensino

Selecione uma ou mais opções

Natureza do trabalho

Selecione apenas uma opção

Categoria de Ensino

Selecione uma ou mais opções

Ciências Ambientais

Ciências da Saúde

Ciências Exatas e da Terra

Ciências Humanas

Educação

Letras, Artes e Cultura

Políticas Públicas


Filtros aplicados:

Categoria de Ensino: Artes Plásticas; Cidadania e Comportamento; Cinema, Teatro e TV; Dança; Educação Artística; Educação Física; Folclore e Datas Importantes; Fotografia; Língua Estrangeira; Língua Portuguesa e Literatura; Música; Outras Mais Específicas
Limpar filtros
"Lili do Rio Roncador" na educação: uma resenha da obra de Lucília Junqueira de Almeida Prado
Ecologia e Meio Ambiente, Farmácia, Agronomia e Língua Portuguesa e Literatura

A presente resenha busca apresentar a obra Lili do Rio Roncador, escrita por Lucília Junqueira de Almeida Prado. Inicialmente é feita uma breve contextualização sobre a escritora, enfatizando seus locais de vivência e prêmios recebidos. Em seguida, apresenta-se a obra de modo geral, obedecendo à sequência presente no livro. O trajeto heroico da personagem principal aparece permeado de intertextualidade. Vê-se um animal domesticado, do sexo feminino, no posto de herói; entretanto, é possível perceber algumas aberturas para interpretações ideológicas da obra.

Diálogos entre circo, educação e saúde no contexto do Programa Mais Educação
Outras Mais Específicas e Política Educacional

Este relato objetiva produzir reflexões sobre as relações entre circo, saúde e educação no contexto do Programa Mais Educação, tendo como base uma experiência realizada na Escola Municipal Guimarães Rosa, localizada em Magalhães Bastos, na cidade do Rio de Janeiro, de 2016 a 2018. Reunimos evidências sobre benefícios físicos e mentais obtidos pelas crianças participantes do programa, que promoveu atividades circenses no ambiente da escola pública em horário de contraturno. Conclui-se que as artes circenses têm grande potencial para contribuir na superação de barreiras enfrentadas por crianças vulnerabilizadas.

Aspectos linguísticos da Libras e desafios dos surdos na aquisição da língua escrita
Educação Especial e Inclusiva, Formação de Professores, História da Educação, Instituição Escola, Vivências de Sala de Aula, Língua Portuguesa e Literatura, Espaços Urbanos, Política Cultural e Política Educacional

O artigo objetiva compreender melhor o universo da cultura surda, suas particularidades e desafios na sociedade, ressaltando a importância do uso da Libras e o conhecimento de seus aspectos linguísticos. Busca identificar os maiores obstáculos do aluno surdo na aquisição da língua escrita, analisando aspectos socioculturais, processo de inclusão social na rede regular de ensino e métodos utilizados em sala de aula. A pesquisa é baseada em metodologias qualitativas, utilizando questionário online e entrevista com alunos portadores de deficiência auditiva, além de pesquisas bibliográficas para embasamento.

Leitura de imagem: a obra "Mulher chorando", de Pablo Picasso, uma abordagem da metodologia panofskiana
Artes Plásticas, Educação Artística, Língua Portuguesa e Literatura e Política Educacional

O objetivo principal desta pesquisa é analisar uma obra de Pablo Picasso de 1937, intitulada “Mulher chorando”. A partir dessa experiência sensível pode-se relacionar o eixo teórico com o pensamento de Manguel (2001), de Didi-Huberman (2013), de Panofsky (2007) e contribuições de outros autores, além de relacionar a temática com conteúdo voltado para a área de linguagens (Língua Portuguesa, Literatura e Arte). Os resultados desse estudo podem ser compreendidos como de suma importância para o processo de ensino-aprendizagem de todos que usam esse método de leitura de imagem no contexto educacional/escolar.

A literatura infantil no desenvolvimento do ensino-aprendizado na Educação Infantil
Educação Infantil e Língua Portuguesa e Literatura

Este artigo aborda o trabalho com a literatura infantil no desenvolvimento do ensino-aprendizado na Educação Infantil como prática de construção de habilidades e conhecimentos na formação do educando. A literatura é um importante agente que apresenta o mundo à criança de forma lúdica, ensina os primeiros conceitos, desenvolve a criatividade, a imaginação e representações corporais. Os livros são essenciais para o desenvolvimento cognitivo e emocional do aluno no processo de aprendizagem e construção quando ainda em evolução e apresentação ao externo e o conhecimento interno.

Em busca do pássaro azul: a importância da liberdade na educação
Educação a Distância, Formação de Professores, Vivências de Sala de Aula e Outras Mais Específicas

Em meio à pandemia, em um contexto em que o processo de ensino-aprendizagem esteve limitado ao ambiente doméstico e, em alguns casos, ao meio virtual, questionamos como a restrição da liberdade impacta o aprendizado. Nosso objetivo foi estudar, de forma preliminar, a importância da liberdade na educação e refletir sobre o tema com base em informações e referenciais teóricos, numa abordagem multidisciplinar, a fim de colaborar com a construção de conhecimento sobre essa temática que atinge a todos neste momento histórico.

O reendereçamento do filme "A ilha" como estratégia didática para o ensino de genética e bioética, no Ensino Médio
Biologia e Biociências, Comunicação, Vivências de Sala de Aula e Cinema, Teatro e TV

Nos dias atuais, percebe-se a dificuldade de inserção de assuntos de natureza abstrata, como Genética, nas salas de aula. Nesse sentido, importa refletir sobre as possibilidades de dinamizar esses conteúdos a fim de ressignificá-los ao estudante. O uso de filmes pode ser uma estratégia de ensino que possibilita êxito no sentido de motivar, problematizar e incentivar aos estudos. Desse modo, o presente estudo trata de uma pesquisa realizada com estudantes do 3º ano do Ensino Médio com ênfase no reendereçamento do filme A ilha como estratégia didática para o ensino da Genética.

O componente curricular Arte no contexto do Novo Ensino Médio – abordagem, desafios e perspectivas
Formação de Professores, Instituição Escola, Vivências de Sala de Aula, Artes Plásticas, Cinema, Teatro e TV, Dança, Educação Artística, Fotografia e Música

O presente artigo pretende apresentar algumas perspectivas para o componente Arte no Novo Ensino Médio. Inicia-se com as mudanças legais, esclarecendo pontos acerca da Base Nacional Comum Curricular e de outros documentos. De forma sucinta, visa abordar o componente Arte na formação geral básica do Novo Ensino Médio, apresentando como essa disciplina comporá, de forma interdisciplinar, as trilhas de aprendizagem dos itinerários da parte flexível do currículo do Ensino Médio, focando nos eixos formativos propostos pela BNCC.

Oficina de Arteterapia - um relato de experiência
Educação Especial e Inclusiva, Vivências de Sala de Aula e Educação Artística

Este trabalho visa demonstrar o dia a dia do atendimento educacional especializado realizado na Oficina de Arteterapia numa escola municipal da região metropolitana do Rio de Janeiro e apontar a importância da arte na socialização e aprendizagem de crianças com necessidades especiais. Com a garantia da matrícula de pessoas com deficiência na escola pela Política Nacional de Educação Especial foi instituído o atendimento educacional especializado. A linguagem artística e o uso dos materiais expressivos se constituem como elementos facilitadores da inclusão de crianças com deficiência, sendo esse um espaço de autoconhecimento, socialização e ultrapassagem de barreiras.

O professor e o processo de constituição do leitor crítico
Formação de Professores e Língua Portuguesa e Literatura

A leitura é um aspecto importante para o indivíduo leitor; é por isso que as dificuldades com a prática de leitura são uma das questões mais discutidas no âmbito escolar. O ensino e o incentivo à prática de leitura contribuem para a formação de um leitor social e crítico, influenciando no seu processo de desenvolvimento e entendimento de mundo, pois abrangem várias dimensões no processo educativo e ajudam na compreensão crítica, facilitando, assim, a prática diária de interação e de relacionamento com o outro. Por toda essa importância é que se faz fundamental que a escola dê a mesma importância à leitura que dá à gramática, à ortografia e a outros aspectos linguísticos.