Biblioteca

Filtrar os artigos

Pesquisar na Biblioteca

Selecione uma ou mais opções

Nível de ensino

Selecione uma ou mais opções

Natureza do trabalho

Selecione apenas uma opção

Categoria de Ensino

Selecione uma ou mais opções

Ciências Ambientais

Ciências da Saúde

Ciências Exatas e da Terra

Ciências Humanas

Educação

Letras, Artes e Cultura

Políticas Públicas


Filtros aplicados:

Categoria de Ensino: Artes Plásticas; Cidadania e Comportamento; Cinema, Teatro e TV; Dança; Educação Artística; Educação Física; Folclore e Datas Importantes; Fotografia; Língua Estrangeira; Língua Portuguesa e Literatura; Música; Outras Mais Específicas
Limpar filtros
Drogas como temática para o ensino de Ciências: análise dos conteúdos e abordagens de livros didáticos do Ensino Fundamental
Saúde, Biologia e Biociências, Instituição Escola e Cidadania e Comportamento

O presente trabalho analisa se e como o tema drogas é discutido nos livros didáticos de Ciências, levando em consideração os conceitos e as abordagens utilizados, assim como a quantidade e a qualidade das informações. Os livros didáticos analisados foram obtidos no site do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) e estavam disponíveis para escolha de 2018 a 2021. A análise mostrou que em alguns livros o tema está presente, mas fica evidente a falta de informações. Embora os conteúdos sejam apresentados de forma contextualizada, aproximando o conteúdo do contexto do aluno, observamos uma abordagem fragmentada, sem ligação com outras disciplinas.

Brincar e aprender com a língua portuguesa: considerações sobre ludicidade e aprendizagem da linguagem
Vivências de Sala de Aula e Língua Portuguesa e Literatura

O presente artigo discute aspectos da ludicidade no processo de aprendizagem e desenvolvimento da criança. Utilizou revisão bibliográfica da literatura e relato de experiência, problematizando a questão da progressiva perda de espaço da oferta de atividades lúdicas no Ensino Fundamental e suas repercussões na escolarização. Observa-se a importância da oferta de propostas que envolvam brincadeiras, interações e possibilidades das expressões próprias da infância no contexto escolar para o desenvolvimento integral da criança e, sobretudo, contextualizadas aos objetos de aprendizagem.

Livro Informativo na escola: um diálogo entre o ensino de ciências, as artes e a literatura infantil
Ecologia e Meio Ambiente e Língua Portuguesa e Literatura

O projeto gráfico de um livro, unindo design a ilustração e escrita, transforma esse objeto em uma verdadeira galeria de arte. Ao trazermos essas produções para as salas de aula, em diálogo com o ensino da Ciência, é possível aproximar os estudantes do tema, despertando-os para novas pesquisas. O presente artigo pretende apresentar o livro informativo como uma possibilidade para o ensino da Ciência, no intuito de trazer de forma lúdica, dinâmica e dialógica os conteúdos para a sala de aula.

Entre o descritível e o interpretável com base na ideologia inconsciente do discurso
Comunicação, Psicologia, Sociologia, Outras Mais Específicas e Política Educacional

Nos estudos de Levy, o virtual é a possibilidade do real; por exemplo, na tecnologia empregada para a Educação a Distância, os indivíduos e toda a estrutura de informação e comunicação se virtualizam, não estão presentes em elementos físicos e geográficos, e a própria temporalidade se desintegra nesse universo factível. O processo comunicativo deixa de ser simultâneo, os interlocutores em certas situações aguardam o retorno de uma mensagem fora do tempo em que ela foi produzida. Nesse espaço virtual, denominado como ciberespaço, a materialização do discurso se dá sem contato com elementos físicos ou fora da temporalidade em que o ato comunicativo acontece.

Festival de pipas: a abordagem cultural da Educação Física contribuindo para a autonomia dos alunos
Educação Física

A atividade pedagógica relatada foi realizada em uma escola municipal do primeiro segmento do Ensino Fundamental localizada em Guaratiba, bairro da Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro. A atividade, que tematizou a brincadeira popular “pipa”, tinha como objetivo construir as habilidades práticas corporais, reconhecendo-as como elementos constitutivos da identidade cultural dos povos. Além disso, propôs-se a valorização da experimentação, criando pela brincadeira a possibilidade do desenvolvimento de um trabalho coletivo que incentiva o aluno ao protagonismo e à autonomia.

Estilos de aprendizagem: análise de uma turma do Ensino Fundamental de uma escola pública em Nilópolis/RJ
Vivências de Sala de Aula e Língua Estrangeira

O presente artigo trata da ligação existente entre o ensino e os estilos de aprendizagem, buscando compreender como eles se relacionam. Para tanto, apresenta-se a pesquisa de verificação e análise dos estilos de aprendizagem de alunos do 6º ano de uma escola pública na Baixada Fluminense. Os problemas que motivaram este trabalho referem-se à heterogeneidade intrínseca à sala de aula e ao fato de que o ensino frequentemente não contempla os diferentes estilos de aprendizagem dos alunos. Os resultados mostraram que as dimensões mais equilibradas foram a visual/verbal e ativo/reflexivo.

"Letramento": um clássico sobre o ensino de línguas
Formação de Professores e Língua Portuguesa e Literatura

Magda Soares se destaca como pesquisadora; tem dezenas de obras publicadas. Doutora em Educação, aposentou-se como professora titular da UFMG. Ela integra o Centro de Alfabetização, Leitura e Escrita, da Faculdade de Educação da UFMG. No livro Letramento: um tema em três gêneros, ela apresenta discussões didáticas e profundas. O debate sobre os letramentos e suas relações dialéticas com a alfabetização representa um importante viés teórico dos estudos sobre aprendizagem de línguas, especialmente com foco no caráter social e histórico da linguagem.

Sequência didática do gênero conto: uma análise sobre o processo avaliativo
Avaliação, Formação de Professores e Língua Portuguesa e Literatura

O presente artigo expõe de maneira significativa o procedimento de sequência didática do gênero conto como instrumento de análise do processo avaliativo. Para seu desenvolvimento foi realizada a aplicação da SD em duas escolas da rede pública de Macapá/AP com alunos do 8º ano e professores titulares de Língua Portuguesa, com o objetivo de analisar a avaliação da aplicabilidade da SD. A metodologia da pesquisa partiu dos referenciais de diversos autores para estudo das teorias de Linguística Textual, gêneros textuais e seu uso em sala de aula.

Carta de uma criança da classe popular a sua professora pós-ensino remoto
Filosofia, Psicologia, Avaliação, Educação a Distância, Educação Infantil, Formação de Professores, Instituição Escola e Educação Física

Nestes tempos de pandemia, uma criança escreve uma carta para sua professora lamentando a falta de encontros com seus colegas, com a professora e as atividades da escola. Ela conta um pouco de seu cotidiano em casa, da expectativa inicial de volta às aulas presenciais às noites sem sono, só pensando em rever todas aquelas pessoas e aqueles ambientes tão familiares e queridos. “Todo dia a mesma coisa”. Lembra algumas dificuldades, como a falta de espaço em casa, não poder ver os coleguinhas pelo celular sempre, não poder brincar com os amiguinhos. Mas, para sua alegria, a segunda-feira está chegando.

Relações de gênero no contexto histórico social, educacional e artístico
História da Educação e Artes Plásticas

Neste artigo, buscamos a abordagem de referências históricas sobre as conquistas femininas no contexto histórico e social brasileiro. Argumentamos também sobre a falta de visibilidade que rodeia o universo feminino e a representatividade da mulher como musa nas obras de arte. Destacamos as habilidades das mulheres artistas e a forma como elas repassavam suas concepções e suas vivências em suas obras. Em seguida tratamos a importância das abordagens de gênero na escola, os direcionamentos que podem auxiliar o professor em sua prática pedagógica, bem como o uso da cultura visual como método para ser usado nas aulas.