Biblioteca

Filtrar os artigos

Pesquisar na Biblioteca

Selecione uma ou mais opções

Nível de ensino

Selecione uma ou mais opções

Natureza do trabalho

Selecione apenas uma opção

Categoria de Ensino

Selecione uma ou mais opções

Ciências Ambientais

Ciências da Saúde

Ciências Exatas e da Terra

Ciências Humanas

Educação

Letras, Artes e Cultura

Políticas Públicas


Filtros aplicados:

Busca: covid
Limpar filtros
Desafios da gestão escolar frente à pandemia de Covid-19
Computação e Tecnologias, Avaliação, Educação a Distância, Educação Infantil, Instituição Escola, Outras Mais Específicas e Política Educacional

O objetivo geral deste artigo é discutir acerca dos desafios da gestão escolar frente à pandemia de Covid-19, bem como discorrer sobre aspectos pertinentes quanto à saúde e à educação no período. A pesquisa foi baseada e fundamentada com bibliografia atualizada, teorizada por grandes autores. A metodologia está fundamentada na revisão bibliográfica multidisciplinar, além de técnicas de pesquisa doutrinária. O procedimento técnico adotado foi o analítico, justificado e baseado nas teorias de gestão e Psicanálise, com vistas a construir o desenvolvimento do trabalho. Sabe-se que o coronavírus atingiu o mundo inteiro de forma surpreendente e em virtude disso professores e gestores precisaram se reinventar para poder potencializar o ensino em um momento tão sombrio na história da humanidade. Esta pesquisa se justifica, pois o Covid-19 tem alto poder de contágio e letalidade e isso desencadeou muito medo em todas as áreas de atuação; consequentemente, também teve reflexo no desempenho dos profissionais docentes e gestores. Esta pesquisa tem como objetivo verificar o impacto causado pelo coronavírus na educação brasileira, bem como os gatilhos psicológicos negativos que foram danosos à saúde mental de todos. Observou-se neste artigo sobre o que é necessário ser feito para minimizar os impactos psicológicos negativos da Covid-19 na gestão escolar; em um terceiro momento conheceremos um pouco sobre o Método da Vibração, uma metodologia eficaz para se manter imune mentalmente e motivado mesmo em tempos obscuros. Por fim, pretende-se com este trabalho levar conhecimento à comunidade, a fim de que os docentes mantenham-se sempre saudáveis, ativos, vibrantes, a fim de buscar sempre a qualidade no ensino.

Trabalho docente na rede municipal de São Paulo no contexto da pandemia de Covid-19
Computação e Tecnologias, Educação a Distância, Formação de Professores e Vivências de Sala de Aula

Este artigo apresenta reflexões sobre os desafios do ensino em tempos de pandemia. A crise sanitária global provocada pela Covid-19 trouxe impactos econômicos, políticos, sociais e educacionais sem precedentes. Nesse contexto, o ensino remoto foi adotado em diversas redes de ensino mundo afora, uma vez que o isolamento social se tornou necessário como tentativa de controle da pandemia. Assim, com base em relato de prática docente desenvolvida na rede municipal de ensino de São Paulo, por meio de aulas virtuais, são analisadas questões relacionadas a aspectos institucionais; à funcionalidade das ferramentas digitais adotadas; à inclusão digital; às demandas dos docentes; às potencialidades e dificuldades envolvidas no ensino remoto para estudantes do Ensino Fundamental na rede pública. Considerando que o relato apresentado é um recorte da realidade de uma importante rede de ensino, as discussões levantadas podem contribuir para o debate necessário nesse contexto inédito, com vistas ao fortalecimento da educação pública como instrumento de equidade.

Eurocentrismo e a pandemia de Covid-19 no continente africano: afinal, o que sabemos?
Geografia e História

A pesquisa aqui desenvolvida buscou, mas sem a pretensão de esgotar o assunto, refletir brevemente sobre como a mídia hegemônica brasileira informou sobre a pandemia de Covid-19 no continente africano. Essa investigação se deu nos meses de março e abril de 2020, em que buscou-se por matérias dos principais sites responsáveis pela formação de opinião do leitor e por isso escolhidas. Dessa forma, partindo de uma análise crítica dos textos noticiados, esboçamos um paralelo entre o eurocentrismo com a pandemia na África e de que forma esses textos refletiram uma visão eurocêntrica, reforçando estereótipos e normalizando o continente como palco de excelência para desastres.

Produção e distribuição de sabão caseiro em comunidades carentes como ação de enfrentamento à covid-19
Ecologia e Meio Ambiente e Saúde

Utilizamos os óleos vegetal e animal na preparação da alimentação; entretanto, na maioria das vezes o usuário não sabe o que fazer com o óleo utilizado e acaba descartando-o no ambiente, influenciando a propagação de maus hábitos ambientais. Este relato é resultado de um projeto extensionista realizado por acadêmicos do curso de licenciatura em Química do IFRO - Câmpus Ji-Paraná/RO tendo como objetivo produzir e distribuir sabão caseiro a partir da reutilização do óleo residual a comunidades carentes ou grupos socioeconomicamente vulneráveis, como medida de enfrentamento à covid-19.

A pandemia e o ensino de Ciências Sociais: Uma experiência de implementação das atividades remotas da disciplina de Sociologia em uma escola pública do interior baiano
Sociologia e Instituição Escola

A pandemia desencadeada pela covid-19 evidenciou as desigualdades que estruturam as relações sociais no Brasil. Sem preparo prévio, professores e estudantes foram obrigados a se adaptar a uma nova realidade educacional. Este artigo parte desse contexto e visa analisar uma experiência de implementação de atividades remotas emergenciais em Sociologia nas turmas de Ensino Médio de uma escola pública do interior baiano. As análises concluíram que as metodologias remotas foram ineficazes para atender as demandas estudantis e apontaram para a necessidade de as Ciências Sociais publicizarem suas metodologias investigativas para serem reconhecidas como área fundamental para compreender fenômenos sociais como a pandemia.

A Covid-19, o retorno às aulas e o custo social do fechamento das escolas - o que pode ser feito?
Saúde, Geografia, História, Sociologia, Educação a Distância, Formação de Professores, Instituição Escola e Vivências de Sala de Aula

O retorno às aulas no período pós-pandemia exige diversos critérios e movimentos de governos – em todas as esferas – e escolas para atender às orientações da Organização Mundial da Saúde. Enquanto isso, o ensino remoto vem mostrando que a desigualdade social se estende às condições educacionais – não só na escola como nas famílias, pois os recursos disponíveis têm níveis extremamente diferentes.

Percepção de alunos e professores da Seeduc/RJ sobre o ensino on-line de caráter emergencial durante a pandemia
Educação a Distância e Política Educacional

Este artigo analisa uma pesquisa realizada com professores e alunos de duas escolas da rede estadual do Rio de Janeiro sobre as experiências com o ensino online realizado emergencialmente em função da pandemia do novo coronavírus. A busca de soluções para melhorar o acesso e reduzir as dificuldades no uso da plataforma mostra que os recursos da internet têm tudo para ser usados no futuro, complementando as aulas presenciais.

Ensino remoto e Matemática: a participação restrita de estudantes do Ensino Médio
Vivências de Sala de Aula

Este texto é oriundo do Estágio Curricular Supervisionado III, que, devido à pandemia, aconteceu de maneira remota. Os estudantes pouco se envolveram com as atividades propostas, justificando o objetivo deste artigo, que é identificar os motivos que levaram à participação restrita dos estudantes em Matemática no ensino remoto. Para a produção dos dados foi aplicado um questionário aos estudantes. Os dados apontam que os participantes têm outras ocupações, por isso a participação restrita nas aulas de Matemática. A carga elevada de exercícios aparece em destaque nos resultados. Esses dados alertam para a necessidade de repensar o ensino desse componente curricular, ainda de forma mais intensa no ensino remoto noturno.

A pandemia da covid-19 e os desafios de avaliar a aprendizagem
Filosofia, Psicologia, Sociologia, Avaliação, Educação a Distância, Formação de Professores e Instituição Escola

Este artigo apresenta análises sobre o processo de avaliação no contexto da globalização e da recente pandemia. É uma pesquisa com reflexão teórica que visa esclarecer as diferenças entre exame e avaliação, bem como as implicações cognitivas, socioemocionais e ideológicas da avaliação. A pandemia da covid-19 lançou o corpo docente e os alunos abruptamente em um ensino remoto e isso gerou problemas adaptativos que são analisados à luz de pressupostos teóricos da Pedagogia, da Psicologia, da Sociologia e da Filosofia.

Ensino na rede pública em tempos de pandemia: duas experiências docentes
Formação de Professores, Instituição Escola, Vivências de Sala de Aula e Língua Portuguesa e Literatura

Este trabalho tem como objetivo apresentar as ressignificações do processo de ensino em contexto de pandemia e como a experiência docente vem sendo (re)construída na rede pública; são dois relatos de experiência colhidos por professores atuantes em diferentes níveis da Educação Básica. São inúmeros os esforços de docentes que visam transformar a sala de aula virtual (na maior parte da vezes materializada em uma tela de celular ou uma folha de papel) em um ambiente menos tenso e frio, ainda que prevalecendo o isolamento social. O processo de adaptação, no entanto, tem sido árduo, tanto para alunos quanto para professores, especialmente por causa do aumento de casos de ansiedade e depressão e de limitações financeiras e tecnológicas enfrentadas por grande parte da população brasileira.